Projeto de estudantes do IFCE de Iguatu auxilia agricultores na luta contra a seca

PROJETO MUDAS

Projeto de estudantes do IFCE de Iguatu auxilia agricultores na luta contra a seca

Cerca de 200 estudantes ajudam pequenos produtores rurais a reproduzir um sistema de irrigação mais eficiente

Por Matheus Ribeiro em Cotidiano

1 de março de 2017 às 06:45

Há 2 anos

Projeto reúne estudantes para elaborar alternativas para pequenos produtores rurais (FOTO: Reprodução)

Um projeto desenvolvido por jovens universitários, aplicado em comunidades rurais do interior do Cerá, tem ganho repercussão internacional. Cerca de 200 jovens alunos do Instituto Federal do Ceará (IFCE) de Iguatu, município a 380 quilômetros de Fortaleza, compõem o projeto Mudas.

Idealizado pela Enactus, uma organização internacional sem fins lucrativos presente em 36 países, o projeto desenvolvido na instituição federal de Iguatu possui um time que atua há dois anos com o objetivo de apresentar e reproduzir um sistema de irrigação mais eficiente e mais barato para pequenos agricultores.

Para o líder do projeto, Kevin Brasil, essa é uma alternativa necessária que vem sendo realizada em Iguatu. “Sabemos que nosso semiárido é bastante escasso, com dificuldades para produção, e a gente precisa adotar técnicas sustentáveis. Por isso, o objetivo dos estudantes é conscientizar a população acerca da utilização de recursos hídricos e o descarte correto de embalagens tóxicas”, disse.

Segundo Kevin, atualmente, o projeto Mudas beneficia diretamente 968 habitantes da região. Entre as ações desenvolvidas estão capacitações e oficinas que têm como objetivo incrementar a renda e a promover a melhoria na qualidade de vida dos participantes, como a do agricultor José Francisco, da comunidade de Aroeiras. 

O trabalhador rural foi um dos produtores assistidos pelo time. “A minha vida melhorou 100% do que era antes. Tanto pra mim quanto pra minha família, pros meus vizinhos, porque hoje a gente tem a horta de boa qualidade. Agradeço a Deus e aos meninos do Enactus”, relatou.

Além de atender a comunidades rurais, o time também realiza palestras sobre educação ambiental e convivência com o semiárido em escolas particulares e públicas da região, atingindo mais de duas mil crianças.

Prêmios

Essa ação educativa, aliada ao outro projeto de extensão do campus “Horta Escolar”, conferiu ao projeto Enactus IFCE Iguatu o terceiro lugar no Prêmio Agrinho 2016, entre 42 cidades participantes da disputa pela premiação. No entanto, este não foi o único mérito do projeto desenvolvido no interior do Ceará.

No último mês de dezembro, os jovens venceram o IV Prêmio Nufarm de Consciência e Ética no Agronegócio. A equipe do projeto Mudas recebeu como premiação R$ 5 mil. Os alunos de Iguatu concorreram com outros cinco projetos que chegaram à fase final da competição.

Entre os alunos destaques no projeto com os prêmio está a aluna Anna Ysis Pedrosa, de 23 anos. A ex-aluna do IFCE Iguatu hoje faz intercâmbio no Instituto Politécnico de Bragança, em Portugal. A aluna cearense, natural de Tauá, foi a única brasileira premiada na competição “Pensamento Criativo”, realizado em maio do ano passado.

Durante o prêmio, Anna apresentou o projeto num congresso onde reúne estudantes de todos os países do mundo. “Já vinha desenvolvendo o projeto no campus de Iguatu. Durante a competição mostrei aquilo que o IFCE me proporciona, me dá a oportunidade de realizar. Foi muito importante essa premiação, pois é um certificado internacional”, detalhou.

A aluna é uma das alunas beneficiadas com o programa IFCE Internacional, que tem por objetivo a internacionalização do instituto, bem como oferecer oportunidades de expansão do conhecimento para alunos fora do País.

Projeto Mudas coleciona prêmios e inovação no seu desenvolvimento
1/2

Projeto Mudas coleciona prêmios e inovação no seu desenvolvimento

(FOTO: Reprodução)

Projeto Mudas coleciona prêmios e inovação no seu desenvolvimento
2/2

Projeto Mudas coleciona prêmios e inovação no seu desenvolvimento

(FOTO: Reprodução)

Publicidade

Dê sua opinião

PROJETO MUDAS

Projeto de estudantes do IFCE de Iguatu auxilia agricultores na luta contra a seca

Cerca de 200 estudantes ajudam pequenos produtores rurais a reproduzir um sistema de irrigação mais eficiente

Por Matheus Ribeiro em Cotidiano

1 de março de 2017 às 06:45

Há 2 anos

Projeto reúne estudantes para elaborar alternativas para pequenos produtores rurais (FOTO: Reprodução)

Um projeto desenvolvido por jovens universitários, aplicado em comunidades rurais do interior do Cerá, tem ganho repercussão internacional. Cerca de 200 jovens alunos do Instituto Federal do Ceará (IFCE) de Iguatu, município a 380 quilômetros de Fortaleza, compõem o projeto Mudas.

Idealizado pela Enactus, uma organização internacional sem fins lucrativos presente em 36 países, o projeto desenvolvido na instituição federal de Iguatu possui um time que atua há dois anos com o objetivo de apresentar e reproduzir um sistema de irrigação mais eficiente e mais barato para pequenos agricultores.

Para o líder do projeto, Kevin Brasil, essa é uma alternativa necessária que vem sendo realizada em Iguatu. “Sabemos que nosso semiárido é bastante escasso, com dificuldades para produção, e a gente precisa adotar técnicas sustentáveis. Por isso, o objetivo dos estudantes é conscientizar a população acerca da utilização de recursos hídricos e o descarte correto de embalagens tóxicas”, disse.

Segundo Kevin, atualmente, o projeto Mudas beneficia diretamente 968 habitantes da região. Entre as ações desenvolvidas estão capacitações e oficinas que têm como objetivo incrementar a renda e a promover a melhoria na qualidade de vida dos participantes, como a do agricultor José Francisco, da comunidade de Aroeiras. 

O trabalhador rural foi um dos produtores assistidos pelo time. “A minha vida melhorou 100% do que era antes. Tanto pra mim quanto pra minha família, pros meus vizinhos, porque hoje a gente tem a horta de boa qualidade. Agradeço a Deus e aos meninos do Enactus”, relatou.

Além de atender a comunidades rurais, o time também realiza palestras sobre educação ambiental e convivência com o semiárido em escolas particulares e públicas da região, atingindo mais de duas mil crianças.

Prêmios

Essa ação educativa, aliada ao outro projeto de extensão do campus “Horta Escolar”, conferiu ao projeto Enactus IFCE Iguatu o terceiro lugar no Prêmio Agrinho 2016, entre 42 cidades participantes da disputa pela premiação. No entanto, este não foi o único mérito do projeto desenvolvido no interior do Ceará.

No último mês de dezembro, os jovens venceram o IV Prêmio Nufarm de Consciência e Ética no Agronegócio. A equipe do projeto Mudas recebeu como premiação R$ 5 mil. Os alunos de Iguatu concorreram com outros cinco projetos que chegaram à fase final da competição.

Entre os alunos destaques no projeto com os prêmio está a aluna Anna Ysis Pedrosa, de 23 anos. A ex-aluna do IFCE Iguatu hoje faz intercâmbio no Instituto Politécnico de Bragança, em Portugal. A aluna cearense, natural de Tauá, foi a única brasileira premiada na competição “Pensamento Criativo”, realizado em maio do ano passado.

Durante o prêmio, Anna apresentou o projeto num congresso onde reúne estudantes de todos os países do mundo. “Já vinha desenvolvendo o projeto no campus de Iguatu. Durante a competição mostrei aquilo que o IFCE me proporciona, me dá a oportunidade de realizar. Foi muito importante essa premiação, pois é um certificado internacional”, detalhou.

A aluna é uma das alunas beneficiadas com o programa IFCE Internacional, que tem por objetivo a internacionalização do instituto, bem como oferecer oportunidades de expansão do conhecimento para alunos fora do País.

Projeto Mudas coleciona prêmios e inovação no seu desenvolvimento
1/2

Projeto Mudas coleciona prêmios e inovação no seu desenvolvimento

(FOTO: Reprodução)

Projeto Mudas coleciona prêmios e inovação no seu desenvolvimento
2/2

Projeto Mudas coleciona prêmios e inovação no seu desenvolvimento

(FOTO: Reprodução)