Programa "Sua Nota Vale Dinheiro" só consegue registrar 45% dos cupons ficais


Programa “Sua Nota Vale Dinheiro” só consegue registrar 45% dos cupons ficais

O programa “Sua Nota Vale Dinheiro”, do Governo do Estado, não está funcionando regularmente, reconheceu o secretário da Fazenda, Mauro Filho

Por Hayanne Narlla em Cotidiano

24 de fevereiro de 2015 às 18:37

Há 4 anos
mauro Filho falou sobre programa de notas ficais e ameaças nesta terça (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

mauro Filho falou sobre programa de notas ficais e ameaças nesta terça (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

O programa “Sua Nota Vale Dinheiro”, do Governo do Estado, não está funcionando regularmente. O problema é na digitação das notas ficais, que não está sendo realizada com eficiência. Atualmente, somente 45% dos cupons apresentados por consumidores estão sendo contabilizados mensalmente. É o que reconhece o secretário da Fazenda, Mauro Filho, em entrevista à Rádio Tribuna Bandnews FM na manhã desta terça-feira (24).

O problema começou quando o órgão deixou de digitar as informações das notas fiscais que geram dinheiro para os contribuintes. “Digitávamos 400 mil notas fiscais por mês, e esse volume ganhou força. Passou para 6 milhões de notas fiscais por mês”, explica.

Com a velocidade do crescimento, o secretário apontou que seria necessário uma máquina para realizar todo o trabalho. “Essa máquina está sendo testada, e está lendo 45% das notas. Espero que em curto prazo possamos voltar a ter mesma eficiência e velocidade”.

Para participar do programa, o contribuinte precisa se cadastrar e juntar documentos fiscais (cupons e notas) das compras com valor a partir de R$ 15. A cada R$ 6 mil em notas fiscais, ele recebe R$ 30 de reembolso.

Ameaças?

Mauro Filho ainda comentou sobre ameaças que recebeu no início do mês de fevereiro. Segundo ele, há 11 empresas de confecção que não pagam impostos e aproveitaram para faturar ilicitamente. Elas estão registradas em nome de laranjas.

A partir da investigação sobre tais empresas, a Justiça determinou a abertura de cassação e inquérito criminal caso fosse comprovado. A partir daí, o secretário tem recebido ameaças via telefone. Mesmo assim, ele garante que irá até o fim no caso.

Publicidade

Dê sua opinião

Programa “Sua Nota Vale Dinheiro” só consegue registrar 45% dos cupons ficais

O programa “Sua Nota Vale Dinheiro”, do Governo do Estado, não está funcionando regularmente, reconheceu o secretário da Fazenda, Mauro Filho

Por Hayanne Narlla em Cotidiano

24 de fevereiro de 2015 às 18:37

Há 4 anos
mauro Filho falou sobre programa de notas ficais e ameaças nesta terça (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

mauro Filho falou sobre programa de notas ficais e ameaças nesta terça (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

O programa “Sua Nota Vale Dinheiro”, do Governo do Estado, não está funcionando regularmente. O problema é na digitação das notas ficais, que não está sendo realizada com eficiência. Atualmente, somente 45% dos cupons apresentados por consumidores estão sendo contabilizados mensalmente. É o que reconhece o secretário da Fazenda, Mauro Filho, em entrevista à Rádio Tribuna Bandnews FM na manhã desta terça-feira (24).

O problema começou quando o órgão deixou de digitar as informações das notas fiscais que geram dinheiro para os contribuintes. “Digitávamos 400 mil notas fiscais por mês, e esse volume ganhou força. Passou para 6 milhões de notas fiscais por mês”, explica.

Com a velocidade do crescimento, o secretário apontou que seria necessário uma máquina para realizar todo o trabalho. “Essa máquina está sendo testada, e está lendo 45% das notas. Espero que em curto prazo possamos voltar a ter mesma eficiência e velocidade”.

Para participar do programa, o contribuinte precisa se cadastrar e juntar documentos fiscais (cupons e notas) das compras com valor a partir de R$ 15. A cada R$ 6 mil em notas fiscais, ele recebe R$ 30 de reembolso.

Ameaças?

Mauro Filho ainda comentou sobre ameaças que recebeu no início do mês de fevereiro. Segundo ele, há 11 empresas de confecção que não pagam impostos e aproveitaram para faturar ilicitamente. Elas estão registradas em nome de laranjas.

A partir da investigação sobre tais empresas, a Justiça determinou a abertura de cassação e inquérito criminal caso fosse comprovado. A partir daí, o secretário tem recebido ameaças via telefone. Mesmo assim, ele garante que irá até o fim no caso.