Praças de Viçosa do Ceará estão em obras já há mais de um ano


Praças de Viçosa do Ceará estão em obras já há mais de um ano

A população se pergunta todos os dias: “Quando as praças ficarão prontas? Por que indicam prazo de execução de 150 dias, e já levam mais de um ano?”

Por Thamiris Treigher em Cotidiano

10 de outubro de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Praça Clóvis Beviláqua, em Viçosa do Ceará (Foto: Divulgação)

Praça Clóvis Beviláqua, em Viçosa do Ceará (Foto: Divulgação)

O cidadão viçosense se pergunta todos os dias: “Quando as praças ficarão prontas? Qual o motivo da demora? Por que as duas indicam prazo de execução de 150 dias, e já levam mais de um ano?” Essa são algumas perguntas que o vereador Dr. Lima, de Viçosa do Ceará, questiona.

Segundo o secretário de infraestrutura do município, Francisco Sérgio Carneiro Fontenele, as praças Clóvis Beviláqua e General Tibúrcio estão passando por obras de reforma e adequação de acessibilidade, com recursos fruto de convênio com o Ministério do Turismo.

“O início das mesmas, por questões operacionais, deu-se em junho de 2014. Contudo, devido à forte crise econômica que atravessa o país, os recursos vêm sofrendo uma constante descontinuidade, o que tem contribuído para o atraso na entrega das obras. Contudo, a Praça Clóvis Beviláqua já se encontra parcialmente concluída, e parte de seu espaço físico já é acessado livremente pela população”, minimiza o secretário.

A Praça General Tibúrcio foi a que mais sofreu dificuldades quanto à questão financeira. “É a única que ainda está totalmente cercada por tapumes. O uso de tapume em obras em locais de grande circulação, como é o caso das praças, tem como objetivo evitar que acidentes aconteçam na eventual passagem de transeunte dentro do canteiro da obra”, diz Francisco Sérgio.

O secretário de Infraestrutura salientou que atrasos em obras, sejam públicas ou privadas, são acontecimentos possíveis de acontecer, principalmente quando há dificuldades financeiras. “Não se configura neste caso nenhuma irregularidade, ainda mais como no caso das praças, cujas licenças juntos aos órgãos competentes estão completamente regularizadas”, finaliza.

A sede da zona urbana do município de Viçosa do Ceará possui os seguintes espaços públicos:

– Praça Clóvis Beviláqua;
– Praça General Tibúrcio;
– Praça Marechal Bezerril Fontenele:
– Praça Destrino Carneiro Passos;
– Praça Felipe Camarão;
– Praça São Francisco.

Publicidade

Dê sua opinião

Praças de Viçosa do Ceará estão em obras já há mais de um ano

A população se pergunta todos os dias: “Quando as praças ficarão prontas? Por que indicam prazo de execução de 150 dias, e já levam mais de um ano?”

Por Thamiris Treigher em Cotidiano

10 de outubro de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Praça Clóvis Beviláqua, em Viçosa do Ceará (Foto: Divulgação)

Praça Clóvis Beviláqua, em Viçosa do Ceará (Foto: Divulgação)

O cidadão viçosense se pergunta todos os dias: “Quando as praças ficarão prontas? Qual o motivo da demora? Por que as duas indicam prazo de execução de 150 dias, e já levam mais de um ano?” Essa são algumas perguntas que o vereador Dr. Lima, de Viçosa do Ceará, questiona.

Segundo o secretário de infraestrutura do município, Francisco Sérgio Carneiro Fontenele, as praças Clóvis Beviláqua e General Tibúrcio estão passando por obras de reforma e adequação de acessibilidade, com recursos fruto de convênio com o Ministério do Turismo.

“O início das mesmas, por questões operacionais, deu-se em junho de 2014. Contudo, devido à forte crise econômica que atravessa o país, os recursos vêm sofrendo uma constante descontinuidade, o que tem contribuído para o atraso na entrega das obras. Contudo, a Praça Clóvis Beviláqua já se encontra parcialmente concluída, e parte de seu espaço físico já é acessado livremente pela população”, minimiza o secretário.

A Praça General Tibúrcio foi a que mais sofreu dificuldades quanto à questão financeira. “É a única que ainda está totalmente cercada por tapumes. O uso de tapume em obras em locais de grande circulação, como é o caso das praças, tem como objetivo evitar que acidentes aconteçam na eventual passagem de transeunte dentro do canteiro da obra”, diz Francisco Sérgio.

O secretário de Infraestrutura salientou que atrasos em obras, sejam públicas ou privadas, são acontecimentos possíveis de acontecer, principalmente quando há dificuldades financeiras. “Não se configura neste caso nenhuma irregularidade, ainda mais como no caso das praças, cujas licenças juntos aos órgãos competentes estão completamente regularizadas”, finaliza.

A sede da zona urbana do município de Viçosa do Ceará possui os seguintes espaços públicos:

– Praça Clóvis Beviláqua;
– Praça General Tibúrcio;
– Praça Marechal Bezerril Fontenele:
– Praça Destrino Carneiro Passos;
– Praça Felipe Camarão;
– Praça São Francisco.