Descontos reduzem 2ª parcela do 13º salário que vence nesta quinta


Descontos reduzem 2ª parcela do 13º salário que vence nesta quinta

Neste pagamento, serão descontados o Imposto de Renda e a contribuição para o INSS e, por isso, é necessário ficar atento ao valor

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

19 de dezembro de 2012 às 15:47

Há 6 anos

Os trabalhadores recebem até esta quinta-feira (20) a segunda parcela do décimo terceiro salário deste ano. Neste pagamento, serão descontados o Imposto de Renda (IR) e a contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e, por isso, é necessário ficar atento ao valor.

Os trabalhadores receberam a primeira parcela – que é metade da remuneração – com as férias ou até o dia 30 de novembro. Nesta semana, deve cair a segunda metade do dinheiro, com os descontos.

De olho!

O valor total do 13º salário deve ser igual à remuneração de dezembro. Os adicionais, como o de insalubridade, devem ser considerados no cálculo do abono. Quem teve renda variável, porque fez horas extras em alguns meses, por exemplo, precisará calcular a média recebida para chegar ao valor devido pela empresa. O mesmo vale para as comissões.

Descontos

O primeiro desconto a ser aplicado sobre o 13º total é o do INSS. Depois, é preciso calcular o IR – quem ganha até R$ 1.637,11 é isento. Os descontos devem ser subtraídos da metade do 13º para chegar ao valor da segunda parcela.

Tem direito ao valor integral do 13º quem trabalhou registrado durante, pelo menos, 12 meses neste ano, para a mesma empresa. Nos casos em que o trabalhador não completou um ano, o 13º salário será proporcional ao número de meses no emprego.

Para que um mês entre na conta, é necessário que o profissional tenha trabalhado, ao menos, 15 dias nele. Isso é aplicado também no caso de faltas não justificadas.

Quero denunciar

Caso a empresa ou patrão não pague a gratificação, o funcionário pode recorrer à Justiça. “Ele deve denunciar ao Ministério Público do Trabalho, constatando que não houve pagamento. O empregador estará sujeito às penalidades, multas. O empregado também pode recorrer à entidade sindical, que pode mover uma ação em favor de todos os empregados da empresa”, disse o advogado trabalhista Carlos Chagas.

Publicidade

Dê sua opinião

Descontos reduzem 2ª parcela do 13º salário que vence nesta quinta

Neste pagamento, serão descontados o Imposto de Renda e a contribuição para o INSS e, por isso, é necessário ficar atento ao valor

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

19 de dezembro de 2012 às 15:47

Há 6 anos

Os trabalhadores recebem até esta quinta-feira (20) a segunda parcela do décimo terceiro salário deste ano. Neste pagamento, serão descontados o Imposto de Renda (IR) e a contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e, por isso, é necessário ficar atento ao valor.

Os trabalhadores receberam a primeira parcela – que é metade da remuneração – com as férias ou até o dia 30 de novembro. Nesta semana, deve cair a segunda metade do dinheiro, com os descontos.

De olho!

O valor total do 13º salário deve ser igual à remuneração de dezembro. Os adicionais, como o de insalubridade, devem ser considerados no cálculo do abono. Quem teve renda variável, porque fez horas extras em alguns meses, por exemplo, precisará calcular a média recebida para chegar ao valor devido pela empresa. O mesmo vale para as comissões.

Descontos

O primeiro desconto a ser aplicado sobre o 13º total é o do INSS. Depois, é preciso calcular o IR – quem ganha até R$ 1.637,11 é isento. Os descontos devem ser subtraídos da metade do 13º para chegar ao valor da segunda parcela.

Tem direito ao valor integral do 13º quem trabalhou registrado durante, pelo menos, 12 meses neste ano, para a mesma empresa. Nos casos em que o trabalhador não completou um ano, o 13º salário será proporcional ao número de meses no emprego.

Para que um mês entre na conta, é necessário que o profissional tenha trabalhado, ao menos, 15 dias nele. Isso é aplicado também no caso de faltas não justificadas.

Quero denunciar

Caso a empresa ou patrão não pague a gratificação, o funcionário pode recorrer à Justiça. “Ele deve denunciar ao Ministério Público do Trabalho, constatando que não houve pagamento. O empregador estará sujeito às penalidades, multas. O empregado também pode recorrer à entidade sindical, que pode mover uma ação em favor de todos os empregados da empresa”, disse o advogado trabalhista Carlos Chagas.