Coelce apela a feirão de parcelamento de contas após mais de 500 queixas por reajuste e cobrança dupla


Coelce apela a feirão de parcelamento de contas após mais de 500 queixas por reajuste e cobrança dupla

Após reajuste no valor cobrado e envio de duas faturas no mês de abril, consumidores registraram diversas queixas no Decon contra a Coelce

Por Hayanne Narlla em Cotidiano

3 de julho de 2015 às 16:00

Há 4 anos
Coelce faz feirão para parcelamento de dívidas dos consumidores (FOTO: Divulgação)

Coelce faz feirão para parcelamento de dívidas dos consumidores (FOTO: Divulgação)

Com a conta mais cara, alguns consumidores já torceram o nariz para os valores cobrados pelo consumo de energia elétrica após um reajuste de cerca de 32%. Para melhorar a relação com os consumidores e facilitar a quitação das dívidas, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) realizará, neste sábado (4), um feirão de parcelamento de contas com condições especiais em cinco lojas de Fortaleza.

As lojas participantes são as localizadas nos bairros Aldeota, Centro, Messejana, Parangaba e Carlito Pamplona, atendendo de 8h às 13h. As condições de parcelamento podem variar de acordo com a situação de cada cliente e não há valor mínimo definido para a parcela. Clientes com dívidas já negociadas também poderão participar do feirão.

Além disso, todas as lojas de atendimento do estado realizam o parcelamento de contas. Os clientes devem ter contas em atraso a partir de 60 dias.

Reclamações

Além do aumento do valor na conta de energia, o mês de abril veio com uma novidade: a Coelce enviou para as residências duas faturas, com uma alteração da data da leitura do medidor. O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) chegou a notificar a empresa, após o registro de várias reclamações. Segundo Ismael Braz, assessor jurídico do órgão, de janeiro até esta sexta-feira (3), foram registradas 534 queixas.

“Antes de instaurar a reclamação, há um atendimento preliminar. Tentamos resolver o problema junto a empresa, uma espécie de mediação. Caso não seja resolvido, nós fazemos o registro. Já foi instaurado um processo administrativo contra a Coelce, que pode ter uma multa de 200 a 3 milhões de Unidade Fiscal de Referência do Ceará [uma unidade equivale a R$ 3,2075]”, explica Ismael.

O presidente da comissão de defesa do consumidor da OAB, Wilson Emanuel, explica que há duas formas de resolver o problema para os consumidores que se sentirem lesados. A primeira seria a conciliação com a empresa. Ele explica que, em alguns casos, a Coelce fornece uma espécie de crédito nas contas posteriores.

Já a segunda maneira é um processo judicial, pois o consumidor que pagou cobrança indevida deve ser ressarcido com o dobro do valor pago. Além disso, ele ainda tem dinheiro a uma indenização por dano moral. O problema é que esses processos demoram.

Publicidade

Dê sua opinião

Coelce apela a feirão de parcelamento de contas após mais de 500 queixas por reajuste e cobrança dupla

Após reajuste no valor cobrado e envio de duas faturas no mês de abril, consumidores registraram diversas queixas no Decon contra a Coelce

Por Hayanne Narlla em Cotidiano

3 de julho de 2015 às 16:00

Há 4 anos
Coelce faz feirão para parcelamento de dívidas dos consumidores (FOTO: Divulgação)

Coelce faz feirão para parcelamento de dívidas dos consumidores (FOTO: Divulgação)

Com a conta mais cara, alguns consumidores já torceram o nariz para os valores cobrados pelo consumo de energia elétrica após um reajuste de cerca de 32%. Para melhorar a relação com os consumidores e facilitar a quitação das dívidas, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) realizará, neste sábado (4), um feirão de parcelamento de contas com condições especiais em cinco lojas de Fortaleza.

As lojas participantes são as localizadas nos bairros Aldeota, Centro, Messejana, Parangaba e Carlito Pamplona, atendendo de 8h às 13h. As condições de parcelamento podem variar de acordo com a situação de cada cliente e não há valor mínimo definido para a parcela. Clientes com dívidas já negociadas também poderão participar do feirão.

Além disso, todas as lojas de atendimento do estado realizam o parcelamento de contas. Os clientes devem ter contas em atraso a partir de 60 dias.

Reclamações

Além do aumento do valor na conta de energia, o mês de abril veio com uma novidade: a Coelce enviou para as residências duas faturas, com uma alteração da data da leitura do medidor. O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) chegou a notificar a empresa, após o registro de várias reclamações. Segundo Ismael Braz, assessor jurídico do órgão, de janeiro até esta sexta-feira (3), foram registradas 534 queixas.

“Antes de instaurar a reclamação, há um atendimento preliminar. Tentamos resolver o problema junto a empresa, uma espécie de mediação. Caso não seja resolvido, nós fazemos o registro. Já foi instaurado um processo administrativo contra a Coelce, que pode ter uma multa de 200 a 3 milhões de Unidade Fiscal de Referência do Ceará [uma unidade equivale a R$ 3,2075]”, explica Ismael.

O presidente da comissão de defesa do consumidor da OAB, Wilson Emanuel, explica que há duas formas de resolver o problema para os consumidores que se sentirem lesados. A primeira seria a conciliação com a empresa. Ele explica que, em alguns casos, a Coelce fornece uma espécie de crédito nas contas posteriores.

Já a segunda maneira é um processo judicial, pois o consumidor que pagou cobrança indevida deve ser ressarcido com o dobro do valor pago. Além disso, ele ainda tem dinheiro a uma indenização por dano moral. O problema é que esses processos demoram.