Cearenses revelam uma outra Fortaleza, com fotografias em preto e branco


Cearenses revelam uma outra Fortaleza, com fotografias em preto e branco

O professor Davidson Rodrigues e o psicólogo Renan Matos são os responsáveis pelo perfil no Instagram Fortaleza Monocromática

Por Rosana Romão em Cotidiano

7 de março de 2016 às 06:00

Há 3 anos
Amores anônimos e pessoas aleatórias são constantemente retratados. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Amores anônimos e pessoas aleatórias são constantemente retratados. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Fortaleza é conhecida como a Terra do Sol e da Luz. Ao pensar na capital cearense, instantaneamente nossa mente cria a imagem de praia, do colorido que marca essa cidade. Entretanto, Fortaleza possui imagens em preto e branco de impressionar pela beleza também.

Os tons mais amenos possibilitam um olhar diferenciado, mais profundo, com destaque para as pessoas que compõem a cidade. Os retratos fazem parte da Fortaleza Monocromática, perfil de Instagram criado pelos cearenses Renan Matos e Davidson Rodrigues.

A dupla é composta, respectivamente, por um psicólogo e um professor de matemática, que fotografam por hobby, mas as imagens parecem ser de autoria profissional. Os administradores da página se conheceram pela internet e só se viram uma única vez. As fotos são feitas com o auxílio de smartphone e câmera digital.

O projeto existe há menos de um ano e já possui 1,6 mil seguidores. “Não tínhamos ideia sobre o resultado, pensamos em expor de alguma forma”, afirma Davidson Rodrigues.

Os retratos são de pessoas aleatórias que eles veem pelas ruas. Para isso, tiram as fotos com uma certa distância para que a pessoa fotografada não perceba. Algumas são feitas enquanto pedalam pela cidade. Um dos lugares preferidos é a Praça do Ferreira, no Centro, e os personagens são os idosos. “Nosso foco é mostrar as pessoas, o dia a dia, a história da cidade mesmo”, destaca Davidson Rodrigues.

“A beleza de algo não está naquilo palpável, no que é visível; a beleza é você quem diz o que é, é subjetivo. Viver essa experiência – em preto e branco – tem me feito pensar e repensar sobre muita coisa”. (Renan Matos)

A orla também faz parte da galeria. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

A orla também faz parte da galeria. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

A inspiração da dupla é o fotógrafo Sebastião Salgado, conhecido por seus registros em preto e branco. As fotografias são alternadas, mas eles se consultam antes para aprovar as imagens.

Uma delas chamou a atenção de Renan Matos. Ao registrar um cacto, mostrou a imagem a um amigo e ele, animado, elogiou e perguntou onde havia aquela planta. E para sua surpresa, Renan respondeu “no teu quintal”.

Quando foram juntos ver a planta, perceberam o quanto ele estava feio e mal cuidado. “Um dos motivos é mostrar a beleza que ela pode ter mesmo sem cor. Já que com cor parece estar mais morta que viva”, explica.

Renan passou a fotografar em preto e branco por influência de Davidson. “Talvez por ele ser daqui, conterrâneo, fez com eu sentisse o que ele queria passar nas fotos. O que ele escrevia em suas fotos também fez com que eu me identificasse e quisesse fazer o mesmo”, revela.

Ele também confessa que desistia de muitas fotos por aparecerem pessoas aleatórias na composição da imagem. Era algo que o incomodava, mas hoje percebe que fotos com pessoas são bem mais interessantes. E assim segue clicando a Fortaleza de cores vivas em tons monocromáticos. 

“Quando começo a fotografar esqueço do mundo, esqueço de quem tá comigo, onde estou, se é perigoso. É algo fantástico”. (Renan Matos)

Sejam pontos turísticos ou lugares desconhecidos, os ambientes registrados chamam a atenção pelo peculiar, pelo olhar inesperado. Por vezes, os seguidores comentam que sempre passaram por determinado local fotografado mas que nunca o havia visto daquela forma. E que as fotos fazem com que eles percebam uma outra Fortaleza.

Já as imagens de pessoas aleatórias dão notoriedade a quem passa despercebido. Mostra alguém que às vezes fazemos vista grossa, como na imagem de Natal, onde várias pessoas comemoram o festejo e as luzes da Praça do Ferreira, enquanto moradores de rua compartilham o mesmo quadrado, mas passam por invisíveis.

Com apenas 25 anos Davidson faz sucesso entre os alunos com o seu projeto paralelo. Muitas pessoas acreditam que ele trabalha como fotógrafo, mas na verdade é apenas mais uma ocupação que lhe dá alegria. Renan também não se enxerga como um fotógrafo de books e casamentos, prefere pensar em uma oportunidade de tornar-se um fotógrafo viajante, para registrar todos os locais por onde passa. “Acho que não tem coisa melhor no mundo do que isso”, anseia. Quem sabe assim não surjam outras cidades monocromáticas?

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
1/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Teto da Feaacs – UFC. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
2/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

(FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
3/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Invisíveis Sociais – Praça do Ferreira durante o Natal. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
4/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Velhos da praça. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
5/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Paróquia Santo Antônio de Pádua, no Bairro Maraponga. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
6/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Ciclista no Bairro Parangaba. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
7/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Portal. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

fm_9
8/19

fm_9

Senhores de Fortaleza. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
9/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/2/2016/03/fm 23metro

fm_7senhoresdefortaleza
10/19

fm_7senhoresdefortaleza

Senhores de Fortaleza. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
11/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Desembarque. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
12/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Amores Anônimos no Dragão do Mar. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
13/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/2/2016/03/fm 21aespera

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
14/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Janelas. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
15/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Orla. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
16/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/2/2016/03/fm 24jangada

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
17/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Ondas da Praia de Iracema. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Renan é psicólogo e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)
18/19

Renan é psicólogo e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)

Renan é psicólogo e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)

Davidson é professor e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)
19/19

Davidson é professor e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)

Davidson é professor e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)

Publicidade

Dê sua opinião

Cearenses revelam uma outra Fortaleza, com fotografias em preto e branco

O professor Davidson Rodrigues e o psicólogo Renan Matos são os responsáveis pelo perfil no Instagram Fortaleza Monocromática

Por Rosana Romão em Cotidiano

7 de março de 2016 às 06:00

Há 3 anos
Amores anônimos e pessoas aleatórias são constantemente retratados. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Amores anônimos e pessoas aleatórias são constantemente retratados. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Fortaleza é conhecida como a Terra do Sol e da Luz. Ao pensar na capital cearense, instantaneamente nossa mente cria a imagem de praia, do colorido que marca essa cidade. Entretanto, Fortaleza possui imagens em preto e branco de impressionar pela beleza também.

Os tons mais amenos possibilitam um olhar diferenciado, mais profundo, com destaque para as pessoas que compõem a cidade. Os retratos fazem parte da Fortaleza Monocromática, perfil de Instagram criado pelos cearenses Renan Matos e Davidson Rodrigues.

A dupla é composta, respectivamente, por um psicólogo e um professor de matemática, que fotografam por hobby, mas as imagens parecem ser de autoria profissional. Os administradores da página se conheceram pela internet e só se viram uma única vez. As fotos são feitas com o auxílio de smartphone e câmera digital.

O projeto existe há menos de um ano e já possui 1,6 mil seguidores. “Não tínhamos ideia sobre o resultado, pensamos em expor de alguma forma”, afirma Davidson Rodrigues.

Os retratos são de pessoas aleatórias que eles veem pelas ruas. Para isso, tiram as fotos com uma certa distância para que a pessoa fotografada não perceba. Algumas são feitas enquanto pedalam pela cidade. Um dos lugares preferidos é a Praça do Ferreira, no Centro, e os personagens são os idosos. “Nosso foco é mostrar as pessoas, o dia a dia, a história da cidade mesmo”, destaca Davidson Rodrigues.

“A beleza de algo não está naquilo palpável, no que é visível; a beleza é você quem diz o que é, é subjetivo. Viver essa experiência – em preto e branco – tem me feito pensar e repensar sobre muita coisa”. (Renan Matos)

A orla também faz parte da galeria. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

A orla também faz parte da galeria. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

A inspiração da dupla é o fotógrafo Sebastião Salgado, conhecido por seus registros em preto e branco. As fotografias são alternadas, mas eles se consultam antes para aprovar as imagens.

Uma delas chamou a atenção de Renan Matos. Ao registrar um cacto, mostrou a imagem a um amigo e ele, animado, elogiou e perguntou onde havia aquela planta. E para sua surpresa, Renan respondeu “no teu quintal”.

Quando foram juntos ver a planta, perceberam o quanto ele estava feio e mal cuidado. “Um dos motivos é mostrar a beleza que ela pode ter mesmo sem cor. Já que com cor parece estar mais morta que viva”, explica.

Renan passou a fotografar em preto e branco por influência de Davidson. “Talvez por ele ser daqui, conterrâneo, fez com eu sentisse o que ele queria passar nas fotos. O que ele escrevia em suas fotos também fez com que eu me identificasse e quisesse fazer o mesmo”, revela.

Ele também confessa que desistia de muitas fotos por aparecerem pessoas aleatórias na composição da imagem. Era algo que o incomodava, mas hoje percebe que fotos com pessoas são bem mais interessantes. E assim segue clicando a Fortaleza de cores vivas em tons monocromáticos. 

“Quando começo a fotografar esqueço do mundo, esqueço de quem tá comigo, onde estou, se é perigoso. É algo fantástico”. (Renan Matos)

Sejam pontos turísticos ou lugares desconhecidos, os ambientes registrados chamam a atenção pelo peculiar, pelo olhar inesperado. Por vezes, os seguidores comentam que sempre passaram por determinado local fotografado mas que nunca o havia visto daquela forma. E que as fotos fazem com que eles percebam uma outra Fortaleza.

Já as imagens de pessoas aleatórias dão notoriedade a quem passa despercebido. Mostra alguém que às vezes fazemos vista grossa, como na imagem de Natal, onde várias pessoas comemoram o festejo e as luzes da Praça do Ferreira, enquanto moradores de rua compartilham o mesmo quadrado, mas passam por invisíveis.

Com apenas 25 anos Davidson faz sucesso entre os alunos com o seu projeto paralelo. Muitas pessoas acreditam que ele trabalha como fotógrafo, mas na verdade é apenas mais uma ocupação que lhe dá alegria. Renan também não se enxerga como um fotógrafo de books e casamentos, prefere pensar em uma oportunidade de tornar-se um fotógrafo viajante, para registrar todos os locais por onde passa. “Acho que não tem coisa melhor no mundo do que isso”, anseia. Quem sabe assim não surjam outras cidades monocromáticas?

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
1/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Teto da Feaacs – UFC. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
2/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

(FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
3/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Invisíveis Sociais – Praça do Ferreira durante o Natal. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
4/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Velhos da praça. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
5/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Paróquia Santo Antônio de Pádua, no Bairro Maraponga. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
6/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Ciclista no Bairro Parangaba. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
7/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Portal. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

fm_9
8/19

fm_9

Senhores de Fortaleza. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
9/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/2/2016/03/fm 23metro

fm_7senhoresdefortaleza
10/19

fm_7senhoresdefortaleza

Senhores de Fortaleza. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
11/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Desembarque. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
12/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Amores Anônimos no Dragão do Mar. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
13/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/2/2016/03/fm 21aespera

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
14/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Janelas. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
15/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Orla. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
16/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/2/2016/03/fm 24jangada

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco
17/19

Cearenses mostram outra Fortaleza com fotografias em preto e branco

Ondas da Praia de Iracema. (FOTO: Instagram/ Fortaleza Monocromática)

Renan é psicólogo e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)
18/19

Renan é psicólogo e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)

Renan é psicólogo e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)

Davidson é professor e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)
19/19

Davidson é professor e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)

Davidson é professor e um dos autores da página. (FOTO: arquivo pessoal)