Barraca receberá protesto contra agressão de vendedor de picolé feita por seguranças

FAROFADA BEACH

Barraca receberá protesto contra agressão de vendedor de picolé feita por seguranças

O “Farofada Beach” está sendo organizado em redes sociais e vai acontecer no domingo (30) na Praia do Futuro

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

24 de abril de 2017 às 08:50

Há 2 anos
O vendedor foi agredido na Praia do Futuro (FOTO: Reprodução)

O vendedor foi agredido na Praia do Futuro (FOTO: Reprodução)

Após um vendedor de picolés ser agredido por seguranças da barraca Crocobeach, na Praia do Futuro, no último sábado (22), em Fortaleza, frequentadores da praia resolveram criar um evento nas redes sociais para se manifestar contra a barraca.

Marcada para o próximo domingo (30), às 9h, o Farofada Beach, nome do evento, pretende fazer um protesto pacífico em frente à barraca onde houve o episódio. “Venha de biquíni, traga o protetor solar, mas principalmente, tire da gaveta sua indignação e sua solidariedade. Traga uma bela bacia de farofa, piabinha frita, kisuco e sinta o inconfundível gosto da justiça”, diz a descrição do evento criado nas redes sociais.

Um dos participantes do evento alerta para a organização na hora do protesto. “Lembrando, gente, vamos fazer um evento limpo, pacífico, organizado pra não gerar nada de conflitos. Vamos mostrar que eles não são donos da praia e que todos merecemos respeito”, afirma.

Outro acrescenta o que levar para a manifestação. “Levem suas barraquinhas, cadeiras, baiãozinho de dois com umas piabinhas fritas, farofa, franguinho assado, suco, refri, cerveja… O que for”, finaliza.

Entenda o caso

Um vendedor de picolés foi expulso e agredido por seguranças de uma barraca da Praia do Futuro. O fato aconteceu neste fim de semana na Crocobeach Complexo, e foi registrado por pessoas que estavam na praia no momento do ocorrido. A repercussão do caso tomou grandes proporções após o vídeo ser compartilhado nas redes sociais.

No vídeo é possível ver o momento que os seguranças do estabelecimento expulsam, empurram, e um deles dá um soco no vendedor de picolés que cai ao chão sem reagir. Uma mulher ajuda o vendedor a levantar. No registro também é possível ouvir os seguranças dizendo que ali não é lugar para ele trabalhar. Em sua defesa, a vítima diz estar trabalhando.

A empresa Pardal Sorvetes se pronunciou através das redes sociais com uma nota de repúdio e em defesa do seu funcionário. “A Pardal Sorvetes informa a todos os seus colaboradores e consumidores que tomou ciência do ocorrido na barraca da Praia do Futuro e afirma que repudia qualquer tipo de violência. Esclarece, ainda, que tomará todas as providências cabíveis no intuito do resguardar a integridade do ambulante”, informa.

Também através de nota, a barraca Crocobeach se manifestou afirmando-se surpresa com o fato.

“Ficamos surpresos com o ocorrido, por tal razão estamos buscando esclarecimentos sobre o responsável pelo ato, assim como buscamos informações sobre o vendedor ambulante e sua situação para esclarecimento.
Independente dos esclarecimentos e da apuração do caso, a Crocobeach declara que não somente irá colaborar, como irá atuar ativamente para buscar solucionar qualquer duvida ou imbróglio em relação ao fato. É certo que rechaçamos o ato de ontem e desde já registramos nosso lamento pelo ocorrido, deixando claro que não compactuamos com atos deste gênero.

A barraca Crocobeach pauta seu trabalho no atendimento de excelência e no respeito a dignidade das pessoas, buscando sempre uma convivência harmoniosa com os frequentadores e trabalhadores da Praia do Futuro. Portanto, não faz parte da nossa orientação e filosofia atos como o presenciado nesse sábado.

Por fim, em havendo algum colaborador direto ou indireto da barraca responsável pelo ato registrado, visando preservar a urbanidade e boa imagem da barraca, assim como alcançar justiça, a Crocobeach adotará todas as medidas cabíveis para que tal situação não se repita e para responsabilização do ofensor”, finaliza.

Publicidade

Dê sua opinião

FAROFADA BEACH

Barraca receberá protesto contra agressão de vendedor de picolé feita por seguranças

O “Farofada Beach” está sendo organizado em redes sociais e vai acontecer no domingo (30) na Praia do Futuro

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

24 de abril de 2017 às 08:50

Há 2 anos
O vendedor foi agredido na Praia do Futuro (FOTO: Reprodução)

O vendedor foi agredido na Praia do Futuro (FOTO: Reprodução)

Após um vendedor de picolés ser agredido por seguranças da barraca Crocobeach, na Praia do Futuro, no último sábado (22), em Fortaleza, frequentadores da praia resolveram criar um evento nas redes sociais para se manifestar contra a barraca.

Marcada para o próximo domingo (30), às 9h, o Farofada Beach, nome do evento, pretende fazer um protesto pacífico em frente à barraca onde houve o episódio. “Venha de biquíni, traga o protetor solar, mas principalmente, tire da gaveta sua indignação e sua solidariedade. Traga uma bela bacia de farofa, piabinha frita, kisuco e sinta o inconfundível gosto da justiça”, diz a descrição do evento criado nas redes sociais.

Um dos participantes do evento alerta para a organização na hora do protesto. “Lembrando, gente, vamos fazer um evento limpo, pacífico, organizado pra não gerar nada de conflitos. Vamos mostrar que eles não são donos da praia e que todos merecemos respeito”, afirma.

Outro acrescenta o que levar para a manifestação. “Levem suas barraquinhas, cadeiras, baiãozinho de dois com umas piabinhas fritas, farofa, franguinho assado, suco, refri, cerveja… O que for”, finaliza.

Entenda o caso

Um vendedor de picolés foi expulso e agredido por seguranças de uma barraca da Praia do Futuro. O fato aconteceu neste fim de semana na Crocobeach Complexo, e foi registrado por pessoas que estavam na praia no momento do ocorrido. A repercussão do caso tomou grandes proporções após o vídeo ser compartilhado nas redes sociais.

No vídeo é possível ver o momento que os seguranças do estabelecimento expulsam, empurram, e um deles dá um soco no vendedor de picolés que cai ao chão sem reagir. Uma mulher ajuda o vendedor a levantar. No registro também é possível ouvir os seguranças dizendo que ali não é lugar para ele trabalhar. Em sua defesa, a vítima diz estar trabalhando.

A empresa Pardal Sorvetes se pronunciou através das redes sociais com uma nota de repúdio e em defesa do seu funcionário. “A Pardal Sorvetes informa a todos os seus colaboradores e consumidores que tomou ciência do ocorrido na barraca da Praia do Futuro e afirma que repudia qualquer tipo de violência. Esclarece, ainda, que tomará todas as providências cabíveis no intuito do resguardar a integridade do ambulante”, informa.

Também através de nota, a barraca Crocobeach se manifestou afirmando-se surpresa com o fato.

“Ficamos surpresos com o ocorrido, por tal razão estamos buscando esclarecimentos sobre o responsável pelo ato, assim como buscamos informações sobre o vendedor ambulante e sua situação para esclarecimento.
Independente dos esclarecimentos e da apuração do caso, a Crocobeach declara que não somente irá colaborar, como irá atuar ativamente para buscar solucionar qualquer duvida ou imbróglio em relação ao fato. É certo que rechaçamos o ato de ontem e desde já registramos nosso lamento pelo ocorrido, deixando claro que não compactuamos com atos deste gênero.

A barraca Crocobeach pauta seu trabalho no atendimento de excelência e no respeito a dignidade das pessoas, buscando sempre uma convivência harmoniosa com os frequentadores e trabalhadores da Praia do Futuro. Portanto, não faz parte da nossa orientação e filosofia atos como o presenciado nesse sábado.

Por fim, em havendo algum colaborador direto ou indireto da barraca responsável pelo ato registrado, visando preservar a urbanidade e boa imagem da barraca, assim como alcançar justiça, a Crocobeach adotará todas as medidas cabíveis para que tal situação não se repita e para responsabilização do ofensor”, finaliza.