Agentes penitenciários realizam parto de visitante dentro de presídio


Agentes penitenciários realizam parto de visitante dentro de presídio

Verônica de Sousa Silva passava o pernoite da unidade prisional, quando, por volta das 3h, apresentou os primeiros sinais de contração

Por Felipe Lima em Cotidiano

12 de outubro de 2014 às 12:05

Há 5 anos

Agentes da Unidade Prisional Luciano Andrade Lima, antiga Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Luciano Andrade Lima (CPPL I), em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza, realizaram, na madrugada deste domingo (12), o parto da companheira de um interno.

Verônica de Sousa Silva passava o pernoite da unidade prisional, quando, por volta das 3h, apresentou os primeiros sinais de contração e a bolsa estourou. Diante a situação, os agentes penitenciários do plantão foram acionados. A equipe atendeu a jovem até a chegada do corpo técnico de enfermagem do presídio. “A equipe de plantão escutou uma bater de panela nas grades e correu para saber o que era. Chegando lá, a mulher já se encontrava em trabalho de parto”, explica o presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), Valdemiro Barbosa Lima.

PARTO NO PRESÍDIO
1/3

PARTO NO PRESÍDIO

Verônica de Sousa Silva passava o pernoite da unidade prisional, quando, por volta das 3hs, apresentou os primeiros sinais de contração (FOTO: DIVULGAÇÃO/SINDASP)

PARTO NO PRESÍDIO
2/3

PARTO NO PRESÍDIO

Verônica de Sousa Silva passava o pernoite da unidade prisional, quando, por volta das 3hs, apresentou os primeiros sinais de contração (FOTO: DIVULGAÇÃO/SINDASP)

PARTO NO PRESÍDIO

Os profissionais não possuem conhecimento específico, mas recebem treinamento de primeiros socorros. “O parto foi realizado mais pela vontade de ajudar, porque foi um fato inusitado e os agentes não possuíam o conhecimento específico”, afirma Valdemiro Barbosa.

Pernoite com esposas

A pernoite de mulheres é permitida pela Secretaria da Justiça e Cidadania: Governo do Estado do Ceará (Sejus). O presidente do Sindasp disse que cerca de 750 mulheres estão passando a noite com seus companheiros no presídio durante este final de semana. A visita é liberada somente para os detentos com bom comportamento. Elas entraram na noite deste sábado (11) e devem ficar até as 14h deste domingo.

Publicidade

Dê sua opinião

Agentes penitenciários realizam parto de visitante dentro de presídio

Verônica de Sousa Silva passava o pernoite da unidade prisional, quando, por volta das 3h, apresentou os primeiros sinais de contração

Por Felipe Lima em Cotidiano

12 de outubro de 2014 às 12:05

Há 5 anos

Agentes da Unidade Prisional Luciano Andrade Lima, antiga Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Luciano Andrade Lima (CPPL I), em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza, realizaram, na madrugada deste domingo (12), o parto da companheira de um interno.

Verônica de Sousa Silva passava o pernoite da unidade prisional, quando, por volta das 3h, apresentou os primeiros sinais de contração e a bolsa estourou. Diante a situação, os agentes penitenciários do plantão foram acionados. A equipe atendeu a jovem até a chegada do corpo técnico de enfermagem do presídio. “A equipe de plantão escutou uma bater de panela nas grades e correu para saber o que era. Chegando lá, a mulher já se encontrava em trabalho de parto”, explica o presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), Valdemiro Barbosa Lima.

PARTO NO PRESÍDIO
1/3

PARTO NO PRESÍDIO

Verônica de Sousa Silva passava o pernoite da unidade prisional, quando, por volta das 3hs, apresentou os primeiros sinais de contração (FOTO: DIVULGAÇÃO/SINDASP)

PARTO NO PRESÍDIO
2/3

PARTO NO PRESÍDIO

Verônica de Sousa Silva passava o pernoite da unidade prisional, quando, por volta das 3hs, apresentou os primeiros sinais de contração (FOTO: DIVULGAÇÃO/SINDASP)

PARTO NO PRESÍDIO

Os profissionais não possuem conhecimento específico, mas recebem treinamento de primeiros socorros. “O parto foi realizado mais pela vontade de ajudar, porque foi um fato inusitado e os agentes não possuíam o conhecimento específico”, afirma Valdemiro Barbosa.

Pernoite com esposas

A pernoite de mulheres é permitida pela Secretaria da Justiça e Cidadania: Governo do Estado do Ceará (Sejus). O presidente do Sindasp disse que cerca de 750 mulheres estão passando a noite com seus companheiros no presídio durante este final de semana. A visita é liberada somente para os detentos com bom comportamento. Elas entraram na noite deste sábado (11) e devem ficar até as 14h deste domingo.