Veja dicas de como contratar um bom pedreiro para reforma em casa


Veja dicas de como contratar um bom pedreiro para reforma em casa

A escolha de um pedreiro para consertar ou reformar a casa nem sempre é tarefa fácil. Veja algumas dicas para contratar um bom profissional

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

13 de agosto de 2012 às 18:44

Há 7 anos

Passado o período chuvoso e com a primeira parcela do 13º salário começando a ser paga, muitas pessoas resolvem consertar ou reformar algum cômodo da casa. Além dos materiais de construção e equipamentos necessários para a obra, há outra peça indispensável: o pedreiro. A escolha de um bom profissional, no entanto, nem sempre é tarefa fácil.

O editor de imagens Roney Anderson vai reformar a cozinha e trocar o piso do banheiro do apartamento dele em dezembro deste ano e diz que observou alguns aspectos antes de escolher. “Contratei um pedreiro que estava fazendo reforma no meu condomínio. Ele não cobra barato, mas é bom profissional. Vale a pena, porque você está investindo caro no material”, diz

Assim como Roney, quem vai contratar um pedreiro deve ficar atento a alguns pontos importantes, para evitar futuras dores de cabeça. O diretor de Saúde e Segurança do Trabalhador do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil da Região Metropolitana de Fortaleza (STICCRMF), Laércio Santos, dá algumas dicas aos internautas do Jangadeiro Online.

ARTE: Luana Araújo

A primeira delas é pedir indicação ao Sindicato da categoria, a um parente ou amigo. Segundo o diretor, dessa forma, é possível obter referências de bons profissionais. Outra dica é saber qual a especialidade do pedreiro. “Hoje em dia, temos profissionais que fazem apenas serviços grosseiros e outros, só de acabamento”, explica.

Um outro ponto é saber onde o pedreiro trabalha ou já trabalhou. Laércio comenta que, quanto melhor a construtora, mais qualificado pode ser o profissional. “O Ceará tem a segunda mão de obra mais qualificada do país, só perde para o Rio de Janeiro, segundo a Conticom [Confederação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores nas Indústrias da Construção]”, acrescenta.

Para quem quer ficar seguro também é importante pesquisar se o pedreiro responde a algum processo na Justiça, seja por causa trabalhista ou policial. “É sempre importante saber a procedência de quem você está contratando. É uma questão de segurança”, afirma. Um quinto aspecto é especificar qual será o serviço e em quanto tempo ele pode ser concluído. “Assim, você evita que o pedreiro demore, para cobrar mais”.

De acordo ainda com o diretor, uma última dica é, se possível, fazer um contrato especificando o serviço e os prazos. “Muita gente não faz, mas é sempre bom fazer um contrato especificando tudo, porque garante segurança para ambas as partes”, diz. Mesmo com as dicas, o diretor reconhece que está cada vez mais difícil encontrar um bom profissional.

Publicidade

Dê sua opinião

Veja dicas de como contratar um bom pedreiro para reforma em casa

A escolha de um pedreiro para consertar ou reformar a casa nem sempre é tarefa fácil. Veja algumas dicas para contratar um bom profissional

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

13 de agosto de 2012 às 18:44

Há 7 anos

Passado o período chuvoso e com a primeira parcela do 13º salário começando a ser paga, muitas pessoas resolvem consertar ou reformar algum cômodo da casa. Além dos materiais de construção e equipamentos necessários para a obra, há outra peça indispensável: o pedreiro. A escolha de um bom profissional, no entanto, nem sempre é tarefa fácil.

O editor de imagens Roney Anderson vai reformar a cozinha e trocar o piso do banheiro do apartamento dele em dezembro deste ano e diz que observou alguns aspectos antes de escolher. “Contratei um pedreiro que estava fazendo reforma no meu condomínio. Ele não cobra barato, mas é bom profissional. Vale a pena, porque você está investindo caro no material”, diz

Assim como Roney, quem vai contratar um pedreiro deve ficar atento a alguns pontos importantes, para evitar futuras dores de cabeça. O diretor de Saúde e Segurança do Trabalhador do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil da Região Metropolitana de Fortaleza (STICCRMF), Laércio Santos, dá algumas dicas aos internautas do Jangadeiro Online.

ARTE: Luana Araújo

A primeira delas é pedir indicação ao Sindicato da categoria, a um parente ou amigo. Segundo o diretor, dessa forma, é possível obter referências de bons profissionais. Outra dica é saber qual a especialidade do pedreiro. “Hoje em dia, temos profissionais que fazem apenas serviços grosseiros e outros, só de acabamento”, explica.

Um outro ponto é saber onde o pedreiro trabalha ou já trabalhou. Laércio comenta que, quanto melhor a construtora, mais qualificado pode ser o profissional. “O Ceará tem a segunda mão de obra mais qualificada do país, só perde para o Rio de Janeiro, segundo a Conticom [Confederação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores nas Indústrias da Construção]”, acrescenta.

Para quem quer ficar seguro também é importante pesquisar se o pedreiro responde a algum processo na Justiça, seja por causa trabalhista ou policial. “É sempre importante saber a procedência de quem você está contratando. É uma questão de segurança”, afirma. Um quinto aspecto é especificar qual será o serviço e em quanto tempo ele pode ser concluído. “Assim, você evita que o pedreiro demore, para cobrar mais”.

De acordo ainda com o diretor, uma última dica é, se possível, fazer um contrato especificando o serviço e os prazos. “Muita gente não faz, mas é sempre bom fazer um contrato especificando tudo, porque garante segurança para ambas as partes”, diz. Mesmo com as dicas, o diretor reconhece que está cada vez mais difícil encontrar um bom profissional.