TIM pode ser proibida de vender chips novamente - Noticias


TIM pode ser proibida de vender chips novamente

A venda de chips da empresa de telefonia celular TIM poderá ser suspensa novamente. É que o desembargador Clécio Aguiar de Magalhães intimou a empresa a apresentar defesa, até o fim de outubro, ao recurso feito pela OAB-CE, que pede que a empresa seja novamente proibida de vender chips, por não ter melhorado o serviço oferecido aos clientes

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

25 de outubro de 2011 às 09:04

Há 8 anos

A venda de chips da empresa de telefonia celular TIM poderá ser suspensa novamente. É que o desembargador Clécio Aguiar de Magalhães, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), intimou a empresa, nesta segunda-feira (24), a apresentar defesa, até o fim de outubro, ao recurso feito pela Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE), que pede que a empresa seja novamente proibida de vender chips.

A TIM tem agora 10 dias para apresentar defesa. Dependendo do que for apresentado, a empresa pode perder o direito de comercializar novas linhas no Estado. De acordo com a Comissão de Defesa do Consumidor da OAB, responsável pelo recurso, a Ordem e o Ministério Público recorreram da decisão que permitia a venda de chips novamente, feita em agosto, pois não foram detectadas melhorias nos serviços oferecidos pela operadora no Ceará, não diminuindo, portanto, as reclamações.

Proibição

A TIM havia sido proibida de vender novas linhas em junho deste ano, por decisão do juiz Cid Peixoto do Amaral Neto, da 3ª Vara Cível de Fortaleza. O motivo da proibição foram os sucessivos problemas na qualidade dos serviços oferecidos pela operadora, que levaram a várias reclamações por parte dos clientes. Somente dois meses depois, em agosto, foi que a liminar que proibia a venda de chips foi revogada pelo magistrado.

Leia mais:
Justiça condena TIM a indenizar cliente por troca no número de telefone

Redação Jangadeiro Online, com informações do TJCE

Publicidade

Dê sua opinião

TIM pode ser proibida de vender chips novamente

A venda de chips da empresa de telefonia celular TIM poderá ser suspensa novamente. É que o desembargador Clécio Aguiar de Magalhães intimou a empresa a apresentar defesa, até o fim de outubro, ao recurso feito pela OAB-CE, que pede que a empresa seja novamente proibida de vender chips, por não ter melhorado o serviço oferecido aos clientes

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

25 de outubro de 2011 às 09:04

Há 8 anos

A venda de chips da empresa de telefonia celular TIM poderá ser suspensa novamente. É que o desembargador Clécio Aguiar de Magalhães, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), intimou a empresa, nesta segunda-feira (24), a apresentar defesa, até o fim de outubro, ao recurso feito pela Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE), que pede que a empresa seja novamente proibida de vender chips.

A TIM tem agora 10 dias para apresentar defesa. Dependendo do que for apresentado, a empresa pode perder o direito de comercializar novas linhas no Estado. De acordo com a Comissão de Defesa do Consumidor da OAB, responsável pelo recurso, a Ordem e o Ministério Público recorreram da decisão que permitia a venda de chips novamente, feita em agosto, pois não foram detectadas melhorias nos serviços oferecidos pela operadora no Ceará, não diminuindo, portanto, as reclamações.

Proibição

A TIM havia sido proibida de vender novas linhas em junho deste ano, por decisão do juiz Cid Peixoto do Amaral Neto, da 3ª Vara Cível de Fortaleza. O motivo da proibição foram os sucessivos problemas na qualidade dos serviços oferecidos pela operadora, que levaram a várias reclamações por parte dos clientes. Somente dois meses depois, em agosto, foi que a liminar que proibia a venda de chips foi revogada pelo magistrado.

Leia mais:
Justiça condena TIM a indenizar cliente por troca no número de telefone

Redação Jangadeiro Online, com informações do TJCE