Publicitário realiza sonho de virar cozinheiro profissional rodando o país


Publicitário realiza sonho de virar cozinheiro profissional rodando o país

Leo Gonçalves é responsável pelo projeto @querosercozinheiro, que trata a gastronomia como arte

Por Hayanne Narlla em Ceará

24 de março de 2014 às 08:00

Há 5 anos
Formado em Publicidade, Leo tornou-se cozinheiro e é responsável pelo projeto @querosercozinheiro (FOTO: Arquivo pessoal)

Formado em Publicidade, Leo tornou-se cozinheiro e é responsável pelo projeto @querosercozinheiro (FOTO: Arquivo pessoal)

Vocação, predestinação e talento. Essas palavras têm basicamente o mesmo significado. Responsável pelo projeto @querosercozinheiro (via Instagram), Leo Gonçalves acredita que elas não fariam sentido se não houvesse na mesma panela o trabalho, estudo e amor. E foi com essa fome de conhecimento sobre vários tipos de comida, com uma pitada de coragem, que ele viajou pelo país e se tornou cozinheiro.

Cozinhar sempre foi sua grande paixão desde criança. Mesmo assim, tornou-se publicitário por formação. Após 17 anos trabalhando na área, decidiu que iria ser cozinheiro. Alinhou as duas profissões. Hoje, além de vários contatos, tem um patrocínio da Casablanca Turismo.

Cozinhar é experiência, repetição, treino mesmo. Tem que gostar muito também, porque é uma profissão difícil, trabalhosa e pouco rentável. Mas tamo aí. Talvez minha vocação esteja em persistir naquilo que decidi fazer”, considera.

Apaixonado por comida brasileira, Leo conheceu técnicas de outros países, como a francesa. Mesmo assim, não abriu mão de utilizar os quitutes cearenses em seus pratos, como queijo coalho, cajuína e rapadura. “Eu nasci em Recife, mas morei a vida quase toda no Ceará. Os sabores do Nordeste, e principalmente do Ceará, estão no meu sangue”.

PRATO DE LÉO GONÇALVES
1/2

PRATO DE LÉO GONÇALVES

Camarão quase cru, emulsão de alho negro e azeite de coentro (FOTO: Arquivo pessoal)

PRATO DE LÉO GONÇALVES
2/2

PRATO DE LÉO GONÇALVES

Pato de Sol, mandioca e redução de cajuína (FOTO: Arquivo pessoal)

> LEIA MAIS

Quero ser cozinheiro

Leo já tinha afinidade com a cozinha, mesmo antes de resolver dar um tempo da publicidade. Já teve blog de gastronomia, e um bistrô em São Paulo. Estudou muito e fez contato com chefs profissionais. Um dia, se ofereceu para trabalhar um mês de graça. Acabou dando certo.

A partir daí, foi um tchau de vez para a vida de profissional publicitário. Agora, ele conseguiu alinhar as duas profissões em um projeto: registro das várias experiências de um ano de viagem, rodando o Brasil e trabalhando um mês em cada lugar.

“Naquele momento, a cozinha passou a ser mais importante pra mim do que ser publicitário. Aliás, não se deixa de ser isso ou aquilo. Continuo sendo publicitário. E esse publicitário ajuda a promover o cozinheiro, fazer contatos, enfim, casei as duas profissões”.

Com o tempo, seu perfil no Instagram e Facebook foi ganhando mais seguidores e, dessa forma, o projeto vai crescendo. Enquanto o projeto torna-se mais conhecido, Leo mantém-se estudando e viajando. Acabou de voltar do Peru, onde aprendeu muitas técnicas orientais. O objetivo final, além do prazer de cozinhar, é o de levar o internauta para dentro da cozinha como um pintor leva o admirador até a pintura. Até porque cozinhar também é uma arte.

Via @querosercozinheiro
1/4

Via @querosercozinheiro

Carne de sol, baião de dois e farofa de abóbora

Via @querosercozinheiro
2/4

Via @querosercozinheiro

Drink de caju e siriguela

Via @querosercozinheiro
3/4

Via @querosercozinheiro

Caracóis, tapioca, ají, chicória e acerola

Via @querosercozinheiro
4/4

Via @querosercozinheiro

Tiradito casho-soy. Caju, carambola, vinagre de banana e azeite de castanha do Pará

Publicidade

Dê sua opinião

Publicitário realiza sonho de virar cozinheiro profissional rodando o país

Leo Gonçalves é responsável pelo projeto @querosercozinheiro, que trata a gastronomia como arte

Por Hayanne Narlla em Ceará

24 de março de 2014 às 08:00

Há 5 anos
Formado em Publicidade, Leo tornou-se cozinheiro e é responsável pelo projeto @querosercozinheiro (FOTO: Arquivo pessoal)

Formado em Publicidade, Leo tornou-se cozinheiro e é responsável pelo projeto @querosercozinheiro (FOTO: Arquivo pessoal)

Vocação, predestinação e talento. Essas palavras têm basicamente o mesmo significado. Responsável pelo projeto @querosercozinheiro (via Instagram), Leo Gonçalves acredita que elas não fariam sentido se não houvesse na mesma panela o trabalho, estudo e amor. E foi com essa fome de conhecimento sobre vários tipos de comida, com uma pitada de coragem, que ele viajou pelo país e se tornou cozinheiro.

Cozinhar sempre foi sua grande paixão desde criança. Mesmo assim, tornou-se publicitário por formação. Após 17 anos trabalhando na área, decidiu que iria ser cozinheiro. Alinhou as duas profissões. Hoje, além de vários contatos, tem um patrocínio da Casablanca Turismo.

Cozinhar é experiência, repetição, treino mesmo. Tem que gostar muito também, porque é uma profissão difícil, trabalhosa e pouco rentável. Mas tamo aí. Talvez minha vocação esteja em persistir naquilo que decidi fazer”, considera.

Apaixonado por comida brasileira, Leo conheceu técnicas de outros países, como a francesa. Mesmo assim, não abriu mão de utilizar os quitutes cearenses em seus pratos, como queijo coalho, cajuína e rapadura. “Eu nasci em Recife, mas morei a vida quase toda no Ceará. Os sabores do Nordeste, e principalmente do Ceará, estão no meu sangue”.

PRATO DE LÉO GONÇALVES
1/2

PRATO DE LÉO GONÇALVES

Camarão quase cru, emulsão de alho negro e azeite de coentro (FOTO: Arquivo pessoal)

PRATO DE LÉO GONÇALVES
2/2

PRATO DE LÉO GONÇALVES

Pato de Sol, mandioca e redução de cajuína (FOTO: Arquivo pessoal)

> LEIA MAIS

Quero ser cozinheiro

Leo já tinha afinidade com a cozinha, mesmo antes de resolver dar um tempo da publicidade. Já teve blog de gastronomia, e um bistrô em São Paulo. Estudou muito e fez contato com chefs profissionais. Um dia, se ofereceu para trabalhar um mês de graça. Acabou dando certo.

A partir daí, foi um tchau de vez para a vida de profissional publicitário. Agora, ele conseguiu alinhar as duas profissões em um projeto: registro das várias experiências de um ano de viagem, rodando o Brasil e trabalhando um mês em cada lugar.

“Naquele momento, a cozinha passou a ser mais importante pra mim do que ser publicitário. Aliás, não se deixa de ser isso ou aquilo. Continuo sendo publicitário. E esse publicitário ajuda a promover o cozinheiro, fazer contatos, enfim, casei as duas profissões”.

Com o tempo, seu perfil no Instagram e Facebook foi ganhando mais seguidores e, dessa forma, o projeto vai crescendo. Enquanto o projeto torna-se mais conhecido, Leo mantém-se estudando e viajando. Acabou de voltar do Peru, onde aprendeu muitas técnicas orientais. O objetivo final, além do prazer de cozinhar, é o de levar o internauta para dentro da cozinha como um pintor leva o admirador até a pintura. Até porque cozinhar também é uma arte.

Via @querosercozinheiro
1/4

Via @querosercozinheiro

Carne de sol, baião de dois e farofa de abóbora

Via @querosercozinheiro
2/4

Via @querosercozinheiro

Drink de caju e siriguela

Via @querosercozinheiro
3/4

Via @querosercozinheiro

Caracóis, tapioca, ají, chicória e acerola

Via @querosercozinheiro
4/4

Via @querosercozinheiro

Tiradito casho-soy. Caju, carambola, vinagre de banana e azeite de castanha do Pará