Providências são tomadas após atentado em Guaraciaba do Norte, informa TJCE - Noticias


Providências são tomadas após atentado em Guaraciaba do Norte, informa TJCE

Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) prestaram solidariedade ao magistrado que foi vítima de atentado na Comarca de Guaraciaba do Norte, distante 303 km de Fortaleza, durante sessão plenária nesta sexta-feira (27)

Por Rodrigo Cavalcante em Ceará

27 de janeiro de 2012 às 20:30

Há 7 anos

Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) prestaram solidariedade ao magistrado que foi vítima de atentado na Comarca de Guaraciaba do Norte, distante 303 km de Fortaleza, durante sessão plenária nesta sexta-feira (27).

Nesta quinta-feira (26), um homem armado com escopeta disparou três tiros em direção ao Fórum. O magistrado não se encontrava no local e o indivíduo foi preso em flagrante. De acordo com o TJCE, as providências já foram tomadas em relação à segurança do município.

De acordo com o presidente da Comissão de Segurança Permanente do Poder Judiciário, desembargador Teodoro Silva Santos, a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva devido à gravidade do fato, conforme prevê a nova reforma do Código de Processo Penal.

Com informações do TJCE

Publicidade

Dê sua opinião

Providências são tomadas após atentado em Guaraciaba do Norte, informa TJCE

Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) prestaram solidariedade ao magistrado que foi vítima de atentado na Comarca de Guaraciaba do Norte, distante 303 km de Fortaleza, durante sessão plenária nesta sexta-feira (27)

Por Rodrigo Cavalcante em Ceará

27 de janeiro de 2012 às 20:30

Há 7 anos

Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) prestaram solidariedade ao magistrado que foi vítima de atentado na Comarca de Guaraciaba do Norte, distante 303 km de Fortaleza, durante sessão plenária nesta sexta-feira (27).

Nesta quinta-feira (26), um homem armado com escopeta disparou três tiros em direção ao Fórum. O magistrado não se encontrava no local e o indivíduo foi preso em flagrante. De acordo com o TJCE, as providências já foram tomadas em relação à segurança do município.

De acordo com o presidente da Comissão de Segurança Permanente do Poder Judiciário, desembargador Teodoro Silva Santos, a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva devido à gravidade do fato, conforme prevê a nova reforma do Código de Processo Penal.

Com informações do TJCE