Prêmio Cabeça Chata estimula nova forma de fazer jornalismo


Prêmio Cabeça Chata estimula nova forma de fazer jornalismo

O objetivo é motivar a equipe a fazer matérias mais bem trabalhadas e cada vez mais compartilhadas

Por Roberta Tavares em Ceará

4 de abril de 2014 às 10:00

Há 5 anos
Coordenador de Convergência, Hélcio Brasileiro, entrega prêmio de Meritocracia (FOTO: Tribuna do Ceará)

Coordenador de Convergência, Hélcio Brasileiro, entrega prêmio de Meritocracia (FOTO: Tribuna do Ceará)

“Repórter estimulado é repórter bem pautado”. A frase, proferida pelo coordenador de Convergência, Hélcio Brasileiro, parece simples, mas reflete o dia a dia da redação do Sistema Jangadeiro. E foi pela execução dessas pautas que venci o Prêmio Cabeça Chata do Tribuna do Ceará no mês de março.

A entrega foi realizada nesta quinta-feira (3), durante o horário de almoço. A equipe do portal, inclusive com a presença de novos integrantes, se reuniu para a notícia. “Vou nem mentir”, mas passei o mês imaginando que, dessa vez, o prêmio seria meu. Foi o que aconteceu. Sem muito alarde, Hélcio anunciou o meu nome como a vencedora de março.

Registro durante a divulgação do vencedor (FOTO: Tribuna do Ceará)

Registro após divulgação do vencedor (FOTO: Tribuna do Ceará)

Enquanto escrevo passa como um filme na minha cabeça. Lembro do primeiro dia que entrei na Jangadeiro, ainda estudante, em 20 de junho de 2011. E desde então foram só evoluções. Me formei. Passei de assistente de produção a repórter. Participei da criação do portal Tribuna do Ceará (quando entrei ainda era Jangadeiro Online), opinei sobre as mudanças editoriais (agora o nosso foco é apenas o Ceará) e de layout, conheci profissionais maravilhosos e exemplares e, agora, sou a vencedora do prêmio. Espero que venham mais novidades!

Pautas

Nesse mês de março, a matéria que teve mais destaque foi a da bebezinha que não acordou desde o nascimento, a Laurinha. A pequena cearense tem milhares de pessoas na torcida por sua sobrevivência. Durante a apuração, foi impossível não me emocionar com a história. A matéria teve 4,6 mil likes e muitos comentários positivos e de fé para que a bebê acorde. Espero poder, em abril, escrever uma reportagem dizendo que ela despertou.

Soneto enviado por Belinho (FOTO: Tribuna do Ceará)

Soneto enviado por Belinho (FOTO: Tribuna do Ceará)

A entrevista feita com Felisbelo da Silva, de 84 anos, repercutiu nacionalmente. Com mil livros publicados, o sonho de Belinho é conseguir uma vaga na Academia Brasileira de Letras. Conversar com o senhor das letras pareceu um verdadeiro devaneio. Durante uma hora de entrevista, pudemos passear entre as lembranças, poemas, sonetos e canções do escritor. Uma semana depois, tive a surpresa de receber um soneto dedicado a mim e que será publicado em um de seus livros.

Também nesse mês, expliquei a diferença entre jumento, burro, jegue, asno e cavalo. A matéria emplacou UOL.

A insegurança em Fortaleza não podia ficar fora. As matérias sobre o universitário assassinado após assalto na capital e o comparativo dos homicídios registrados na cidade com o número de soldados mortos na Guerra do Iraque fizeram parte da lista de matérias vencedoras desse mês.

O prêmio recebido foi uma caneca personalizada e ainda um jantar no restaurante Piaf. Entretanto, mais do que isso, o “Cabeça Chata” é a prova de que meu trabalho foi reconhecido. Não apenas pelos profissionais do Sistema, mas também por todos os leitores do Tribuna do Ceará, que ajudaram na repercussão das matérias.

> Veja os outros vencedores:
Prêmio Cabeça Chata é entregue no aniversário do Tribuna do Ceará
Cabeça Chata: Tribuna do Ceará entrega prêmio por meritocracia

Cabeça Chata

A meritocracia, que ocorre durante todos os meses, tem por objetivo motivar a equipe a fazer matérias mais bem trabalhadas e cada vez mais compartilhadas. A disputa acontece entre todos os níveis do portal, isto é, de estagiários a coordenadores. Mensalmente, o funcionário entrega ao setor de Inteligência de Mercado cinco links de matérias feitas por ele. A partir daí, o setor tabula índices como pageviews (audiência) e “curtidas”. Além de uma premiação mensal, há meta anual para toda a equipe.

Publicidade

Dê sua opinião

Prêmio Cabeça Chata estimula nova forma de fazer jornalismo

O objetivo é motivar a equipe a fazer matérias mais bem trabalhadas e cada vez mais compartilhadas

Por Roberta Tavares em Ceará

4 de abril de 2014 às 10:00

Há 5 anos
Coordenador de Convergência, Hélcio Brasileiro, entrega prêmio de Meritocracia (FOTO: Tribuna do Ceará)

Coordenador de Convergência, Hélcio Brasileiro, entrega prêmio de Meritocracia (FOTO: Tribuna do Ceará)

“Repórter estimulado é repórter bem pautado”. A frase, proferida pelo coordenador de Convergência, Hélcio Brasileiro, parece simples, mas reflete o dia a dia da redação do Sistema Jangadeiro. E foi pela execução dessas pautas que venci o Prêmio Cabeça Chata do Tribuna do Ceará no mês de março.

A entrega foi realizada nesta quinta-feira (3), durante o horário de almoço. A equipe do portal, inclusive com a presença de novos integrantes, se reuniu para a notícia. “Vou nem mentir”, mas passei o mês imaginando que, dessa vez, o prêmio seria meu. Foi o que aconteceu. Sem muito alarde, Hélcio anunciou o meu nome como a vencedora de março.

Registro durante a divulgação do vencedor (FOTO: Tribuna do Ceará)

Registro após divulgação do vencedor (FOTO: Tribuna do Ceará)

Enquanto escrevo passa como um filme na minha cabeça. Lembro do primeiro dia que entrei na Jangadeiro, ainda estudante, em 20 de junho de 2011. E desde então foram só evoluções. Me formei. Passei de assistente de produção a repórter. Participei da criação do portal Tribuna do Ceará (quando entrei ainda era Jangadeiro Online), opinei sobre as mudanças editoriais (agora o nosso foco é apenas o Ceará) e de layout, conheci profissionais maravilhosos e exemplares e, agora, sou a vencedora do prêmio. Espero que venham mais novidades!

Pautas

Nesse mês de março, a matéria que teve mais destaque foi a da bebezinha que não acordou desde o nascimento, a Laurinha. A pequena cearense tem milhares de pessoas na torcida por sua sobrevivência. Durante a apuração, foi impossível não me emocionar com a história. A matéria teve 4,6 mil likes e muitos comentários positivos e de fé para que a bebê acorde. Espero poder, em abril, escrever uma reportagem dizendo que ela despertou.

Soneto enviado por Belinho (FOTO: Tribuna do Ceará)

Soneto enviado por Belinho (FOTO: Tribuna do Ceará)

A entrevista feita com Felisbelo da Silva, de 84 anos, repercutiu nacionalmente. Com mil livros publicados, o sonho de Belinho é conseguir uma vaga na Academia Brasileira de Letras. Conversar com o senhor das letras pareceu um verdadeiro devaneio. Durante uma hora de entrevista, pudemos passear entre as lembranças, poemas, sonetos e canções do escritor. Uma semana depois, tive a surpresa de receber um soneto dedicado a mim e que será publicado em um de seus livros.

Também nesse mês, expliquei a diferença entre jumento, burro, jegue, asno e cavalo. A matéria emplacou UOL.

A insegurança em Fortaleza não podia ficar fora. As matérias sobre o universitário assassinado após assalto na capital e o comparativo dos homicídios registrados na cidade com o número de soldados mortos na Guerra do Iraque fizeram parte da lista de matérias vencedoras desse mês.

O prêmio recebido foi uma caneca personalizada e ainda um jantar no restaurante Piaf. Entretanto, mais do que isso, o “Cabeça Chata” é a prova de que meu trabalho foi reconhecido. Não apenas pelos profissionais do Sistema, mas também por todos os leitores do Tribuna do Ceará, que ajudaram na repercussão das matérias.

> Veja os outros vencedores:
Prêmio Cabeça Chata é entregue no aniversário do Tribuna do Ceará
Cabeça Chata: Tribuna do Ceará entrega prêmio por meritocracia

Cabeça Chata

A meritocracia, que ocorre durante todos os meses, tem por objetivo motivar a equipe a fazer matérias mais bem trabalhadas e cada vez mais compartilhadas. A disputa acontece entre todos os níveis do portal, isto é, de estagiários a coordenadores. Mensalmente, o funcionário entrega ao setor de Inteligência de Mercado cinco links de matérias feitas por ele. A partir daí, o setor tabula índices como pageviews (audiência) e “curtidas”. Além de uma premiação mensal, há meta anual para toda a equipe.