PAC 2 vai assegurar obras de revitalização no interior do Ceará


PAC 2 vai assegurar obras de revitalização no interior do Ceará

Os municípios de Cariús, Catarina, Ipaumirim, Jucás, Lavras da Mangabeira, Milagres, Missão Velha, Quixelô, Saboeiro e Várzea Alegre receberam um equipamento cada um e irão fazer obras para amenizar a estiagem

Por Tribuna do Ceará em Ceará

7 de março de 2013 às 09:55

Há 6 anos
Retroescavadeiras para combate à estiagem

Para aquisição das dez máquinas o MDA investiu R$ 1,7 milhão (Foto: Albino Oliveira)

Dez municípios cearenses receberam do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) nesta quarta-feira (6), máquinas retroescavadeiras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Os municípios de Cariús, Catarina, Ipaumirim, Jucás, Lavras da Mangabeira, Milagres, Missão Velha, Quixelô, Saboeiro e Várzea Alegre receberam um equipamento cada um e irão fazer obras para amenizar a estiagem e abrir estradas vicinais, fundamentais para o desenvolvimento da região e ampliação da renda da agricultura familiar. A entrega ocorreu no Parque de Exposições Governador Tasso Jereissati, no município de Barbalha.

“Este é um incentivo de importância incalculável para os habitantes do sertão do Semiárido”, avalia o prefeito de Saboeiro, Marcondes Herbster Ferraz. Para ele, a chegada da máquina ao seu município vai possibilitar a realização de obras para o desenvolvimento rural. “Poderemos construir açudes, barreiras e cisternas para o abastecimento de água, além de escavar esgotos, construir silos para armazenamento de forragem animal e fazer a terraplanagem de estradas e caminhos”, explica Ferraz.

Armazenamento de água

As escavações servirão para armazenar água e evitar perdas na produção dos agricultores familiares na ausência das chuvas. Pelas novas estradas, veículos maiores chegam ao meio rural, como ambulâncias, ônibus escolares e caminhonetes que transportam os alimentos produzidos pelos agricultores.

“Ter estradas melhores significa que os alunos vão chegar às escolas, bens de consumo vão sair da zona urbana para o meio rural com facilidade e, principalmente, os produtos da agricultura familiar chegarão aos mercados institucionais e privados sem desgaste”, avalia o delegado federal do MDA no Ceará, Francisco Sombra.

Investimento

Para aquisição das dez máquinas o MDA investiu R$ 1,7 milhão. Esta é a segunda entrega do PAC 2 no estado este ano. Na última sexta-feira (1º), o ministro Pepe Vargas entregou chaves de máquinas para 44 municípios cearenses. Além disso, mais 31 retroescavadeiras e 65 motoniveladoras estão previstas para serem entregues no Ceará no segundo semestre deste ano.

Em 2012, a primeira etapa do programa entregou 56 equipamentos no estado. No total, somando as duas etapas, o Ceará contará com 110 retroescavadeiras, que vão beneficiar 182 mil agricultores familiares cearenses.

A ação visa contemplar todos os municípios com até 50 mil habitantes e que estejam fora das regiões metropolitanas. O município de Madalena, que recebeu seu equipamento em abril de 2012, mostra como as máquinas podem fazer a diferença: em menos de um ano o equipamento já abriu mais de 300 cacimbões no leito do rio Jaguaribe e de seus afluentes.

Ministério do Desenvolvimento Agrário

Publicidade

Dê sua opinião

PAC 2 vai assegurar obras de revitalização no interior do Ceará

Os municípios de Cariús, Catarina, Ipaumirim, Jucás, Lavras da Mangabeira, Milagres, Missão Velha, Quixelô, Saboeiro e Várzea Alegre receberam um equipamento cada um e irão fazer obras para amenizar a estiagem

Por Tribuna do Ceará em Ceará

7 de março de 2013 às 09:55

Há 6 anos
Retroescavadeiras para combate à estiagem

Para aquisição das dez máquinas o MDA investiu R$ 1,7 milhão (Foto: Albino Oliveira)

Dez municípios cearenses receberam do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) nesta quarta-feira (6), máquinas retroescavadeiras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Os municípios de Cariús, Catarina, Ipaumirim, Jucás, Lavras da Mangabeira, Milagres, Missão Velha, Quixelô, Saboeiro e Várzea Alegre receberam um equipamento cada um e irão fazer obras para amenizar a estiagem e abrir estradas vicinais, fundamentais para o desenvolvimento da região e ampliação da renda da agricultura familiar. A entrega ocorreu no Parque de Exposições Governador Tasso Jereissati, no município de Barbalha.

“Este é um incentivo de importância incalculável para os habitantes do sertão do Semiárido”, avalia o prefeito de Saboeiro, Marcondes Herbster Ferraz. Para ele, a chegada da máquina ao seu município vai possibilitar a realização de obras para o desenvolvimento rural. “Poderemos construir açudes, barreiras e cisternas para o abastecimento de água, além de escavar esgotos, construir silos para armazenamento de forragem animal e fazer a terraplanagem de estradas e caminhos”, explica Ferraz.

Armazenamento de água

As escavações servirão para armazenar água e evitar perdas na produção dos agricultores familiares na ausência das chuvas. Pelas novas estradas, veículos maiores chegam ao meio rural, como ambulâncias, ônibus escolares e caminhonetes que transportam os alimentos produzidos pelos agricultores.

“Ter estradas melhores significa que os alunos vão chegar às escolas, bens de consumo vão sair da zona urbana para o meio rural com facilidade e, principalmente, os produtos da agricultura familiar chegarão aos mercados institucionais e privados sem desgaste”, avalia o delegado federal do MDA no Ceará, Francisco Sombra.

Investimento

Para aquisição das dez máquinas o MDA investiu R$ 1,7 milhão. Esta é a segunda entrega do PAC 2 no estado este ano. Na última sexta-feira (1º), o ministro Pepe Vargas entregou chaves de máquinas para 44 municípios cearenses. Além disso, mais 31 retroescavadeiras e 65 motoniveladoras estão previstas para serem entregues no Ceará no segundo semestre deste ano.

Em 2012, a primeira etapa do programa entregou 56 equipamentos no estado. No total, somando as duas etapas, o Ceará contará com 110 retroescavadeiras, que vão beneficiar 182 mil agricultores familiares cearenses.

A ação visa contemplar todos os municípios com até 50 mil habitantes e que estejam fora das regiões metropolitanas. O município de Madalena, que recebeu seu equipamento em abril de 2012, mostra como as máquinas podem fazer a diferença: em menos de um ano o equipamento já abriu mais de 300 cacimbões no leito do rio Jaguaribe e de seus afluentes.

Ministério do Desenvolvimento Agrário