Operação Tira Treco: 172 toneladas de janeiro a agosto - Noticias


Operação Tira Treco: 172 toneladas de janeiro a agosto

A Autarquia de Regulação Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), órgão da prefeitura de Fortaleza divulgou levantamento com os números da operação Tira Treco, que tem por objetivo evitar que objetos que não podem ser levados pelos caminhões da coleta comum se acumulem em ruas e calçadas, formando pontos de lixo. De […]

Por Tribuna do Ceará em Ceará

1 de setembro de 2013 às 10:30

Há 6 anos
Operação Tira Treco em Fortaleza recolhe o que não pode ser levado pela coleta de lixo comum. Foto: Divulgação

Operação Tira Treco em Fortaleza recolhe o que não pode ser levado pela coleta de lixo comum. Foto: Divulgação

A Autarquia de Regulação Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), órgão da prefeitura de Fortaleza divulgou levantamento com os números da operação Tira Treco, que tem por objetivo evitar que objetos que não podem ser levados pelos caminhões da coleta comum se acumulem em ruas e calçadas, formando pontos de lixo.

De janeiro a agosto deste ano, 172 toneladas de móveis, colchões velhos e resíduos de maior volume foram coletadas.

O serviço, que é realizado nos finais de semana, é anunciado nos bairros que receberão os caminhões. Dois carros de som passam no sábado avisando que os caminhões coletores estarão nas ruas no dia seguinte. No domingo, os carros de som voltam a anunciar, mas já acompanhados dos caminhões de coleta.

Todo o resíduo recolhido segue para o Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia e lá é descartado da forma correta. A operação tira trecos começou em janeiro de 2011.

Publicidade

Dê sua opinião

Operação Tira Treco: 172 toneladas de janeiro a agosto

A Autarquia de Regulação Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), órgão da prefeitura de Fortaleza divulgou levantamento com os números da operação Tira Treco, que tem por objetivo evitar que objetos que não podem ser levados pelos caminhões da coleta comum se acumulem em ruas e calçadas, formando pontos de lixo. De […]

Por Tribuna do Ceará em Ceará

1 de setembro de 2013 às 10:30

Há 6 anos
Operação Tira Treco em Fortaleza recolhe o que não pode ser levado pela coleta de lixo comum. Foto: Divulgação

Operação Tira Treco em Fortaleza recolhe o que não pode ser levado pela coleta de lixo comum. Foto: Divulgação

A Autarquia de Regulação Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), órgão da prefeitura de Fortaleza divulgou levantamento com os números da operação Tira Treco, que tem por objetivo evitar que objetos que não podem ser levados pelos caminhões da coleta comum se acumulem em ruas e calçadas, formando pontos de lixo.

De janeiro a agosto deste ano, 172 toneladas de móveis, colchões velhos e resíduos de maior volume foram coletadas.

O serviço, que é realizado nos finais de semana, é anunciado nos bairros que receberão os caminhões. Dois carros de som passam no sábado avisando que os caminhões coletores estarão nas ruas no dia seguinte. No domingo, os carros de som voltam a anunciar, mas já acompanhados dos caminhões de coleta.

Todo o resíduo recolhido segue para o Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia e lá é descartado da forma correta. A operação tira trecos começou em janeiro de 2011.