Operação investiga fraudes licitatórias de R$ 7 milhões na Prefeitura de Quixeramobim


Operação investiga fraudes licitatórias de R$ 7 milhões na Prefeitura de Quixeramobim

Durante a operação, já foram encontradas inúmeras licitações com documentos pendentes de assinaturas, segundo o comunicado do MP

Por Tribuna do Ceará em Ceará

21 de março de 2013 às 10:29

Há 6 anos

Uma operação em Quixeramobim realizada nesta quinta-feira (21) cumpre 20 mandados de busca e apreensão para investigar fraudes licitatórias da ordem de R$ 7 milhões praticadas por uma suposta quadrilha infiltrada na gestão municipal.

Realizada pelo Ministério Público do Estado do Ceará em parceria com a Polícia Civil, a operação “Quixeramobim Limpo” também conta com uma determinação judicial que decidiu pelo afastamento de sete gestores públicos locais. Entre eles, os secretários de Saúde, Educação, presidentes de autarquias municipais e o assessor jurídico do gabinete do prefeito.

Durante a operação, já foram encontradas inúmeras licitações com documentos pendentes de assinaturas, segundo o comunicado do MP.

Publicidade

Dê sua opinião

Operação investiga fraudes licitatórias de R$ 7 milhões na Prefeitura de Quixeramobim

Durante a operação, já foram encontradas inúmeras licitações com documentos pendentes de assinaturas, segundo o comunicado do MP

Por Tribuna do Ceará em Ceará

21 de março de 2013 às 10:29

Há 6 anos

Uma operação em Quixeramobim realizada nesta quinta-feira (21) cumpre 20 mandados de busca e apreensão para investigar fraudes licitatórias da ordem de R$ 7 milhões praticadas por uma suposta quadrilha infiltrada na gestão municipal.

Realizada pelo Ministério Público do Estado do Ceará em parceria com a Polícia Civil, a operação “Quixeramobim Limpo” também conta com uma determinação judicial que decidiu pelo afastamento de sete gestores públicos locais. Entre eles, os secretários de Saúde, Educação, presidentes de autarquias municipais e o assessor jurídico do gabinete do prefeito.

Durante a operação, já foram encontradas inúmeras licitações com documentos pendentes de assinaturas, segundo o comunicado do MP.