Justiça proíbe vendas de linhas da TIM no Ceará - Noticias


Justiça proíbe vendas de linhas da TIM no Ceará

A operadora tem 30 dias para apresentar um projeto demonstrando que tem condições técnicas de suprir a demanda pelo serviço

Por Roberta Tavares em Ceará

10 de junho de 2011 às 17:34

Há 8 anos

Quem precisou dos serviços da empresa de telefonia TIM nas últimas semanas sofreu com a instabilidade do sistema. Por diversas vezes, fazer uma simples ligação se tornou uma missão impossível.

Diante desse quadro, o juiz Cid Peixoto do Amaral Neto, da 3ª Vara Cível da Justiça Estadual deferiu, nesta sexta-feira (10), pedido de liminar contra a operadora, impedindo-a de vender ou habilitar novas linhas telefônicas e códigos de acesso no Ceará. Os pedidos de portabilidade de outras operadoras para a TIM também estão suspensos.

A liminar foi solicitada um dia antes pelos promotores Antônio Carlos Azevedo e Francisco Gomes Câmara , do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) do Ministério Público do Estado do Ceará, em conjunto com o presidente da OAB-CE, Valdetário Monteiro, e o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB, Eginardo Rolim, que ingressaram com uma Ação Civil Pública contra a operadora.

Segundo o promotor Antonio Carlos, a operadora tem 30 dias para apresentar um projeto demonstrando que tem condições técnicas de suprir a demanda pelo serviço. A vendas poderão ser retomadas a partir da confirmação de que a qualidade e a continuidade do seu sistema foi restabelecida.

O Jangadeiro Online tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa da operadora, porém, não obteve retorno.

Assista à matéria do Jornal Jangadeiro:

Publicidade

Dê sua opinião

Justiça proíbe vendas de linhas da TIM no Ceará

A operadora tem 30 dias para apresentar um projeto demonstrando que tem condições técnicas de suprir a demanda pelo serviço

Por Roberta Tavares em Ceará

10 de junho de 2011 às 17:34

Há 8 anos

Quem precisou dos serviços da empresa de telefonia TIM nas últimas semanas sofreu com a instabilidade do sistema. Por diversas vezes, fazer uma simples ligação se tornou uma missão impossível.

Diante desse quadro, o juiz Cid Peixoto do Amaral Neto, da 3ª Vara Cível da Justiça Estadual deferiu, nesta sexta-feira (10), pedido de liminar contra a operadora, impedindo-a de vender ou habilitar novas linhas telefônicas e códigos de acesso no Ceará. Os pedidos de portabilidade de outras operadoras para a TIM também estão suspensos.

A liminar foi solicitada um dia antes pelos promotores Antônio Carlos Azevedo e Francisco Gomes Câmara , do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) do Ministério Público do Estado do Ceará, em conjunto com o presidente da OAB-CE, Valdetário Monteiro, e o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB, Eginardo Rolim, que ingressaram com uma Ação Civil Pública contra a operadora.

Segundo o promotor Antonio Carlos, a operadora tem 30 dias para apresentar um projeto demonstrando que tem condições técnicas de suprir a demanda pelo serviço. A vendas poderão ser retomadas a partir da confirmação de que a qualidade e a continuidade do seu sistema foi restabelecida.

O Jangadeiro Online tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa da operadora, porém, não obteve retorno.

Assista à matéria do Jornal Jangadeiro: