Inova Ceará debate importância das "startups" para o desenvolvimento do País


Inova Ceará debate importância das “startups” para o desenvolvimento do País

Inovar. Esta é a “palavra” do VIII Seminário de Gestão da Inovação, o Inova Ceará, que começa nesta quarta-feira (4) em Fortaleza. O evento, que segue até quinta-feira (5), ocorre no Hotel Vila Galé, na Praia do Futu

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

4 de julho de 2012 às 11:56

Há 7 anos

Inovar. Esta é a “palavra” do VIII Seminário de Gestão da Inovação, o Inova Ceará, que começa nesta quarta-feira (4) em Fortaleza. O evento, que segue até quinta-feira (5), ocorre no Hotel Vila Galé, na Praia do Futuro, e reúne poder público, academia e setor produtivo em palestras, workshops e apresentação de cases de sucesso. Um dos principais focos é debater a importância das “Startups”.

“São empresas com perfil inovador e potencial de crescimento exponencial, com baixo custo de operação e rápido retorno financeiro”, define a coordenadora do evento, Kelly Whitehurst. Durante o evento, será realizado o 2º Seminário Cearense de Startups, em que serão apresentados alguns cases de sucesso de empresas brasileiras e da israelense Kyron Systems.

A coordenadora explica que o objetivo do Inova Ceará é sensibilizar indústrias, empresários e a universidade – considerados atores no processo de inovação – para trabalharem juntos por uma indústria inovadora, para superar os obstáculos do contexto de crise internacional. “Devemos descobrir novas formas de se sobressair no mercado. Sem inovação, não dá para concorrer com outros países”, diz.

Dentre as principais palestras do evento, Kelly destaca o debate com o representantes da empresa Bosh, Mário Cruz, sobre micro energia – que ainda está sendo regulamentada no Brasil. “Quando for aprovada, as empresas vão poder produzir a própria energia”, explica. Na programação do Inova, também há uma mostra tecnológica de produtos, serviços e processos inovadores.

Exemplo de inovação e tecnologia no Inova Ceará 2012 (Foto: Divulgação)

Homenagem

O Inova Ceará é um evento promovido desde 1999 pelo Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará (INDI), que é ligado à Federação das Indústrias do Estado (FIEC). Neste ano, o seminário homenageará, com o troféu Inova 2012, o marechal Casimiro Montenegro Filho, cearense que criou o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e que faleceu no ano 2000.

Números da inovação

Segundo a Pesquisa de Inovação Tecnológica (Pintec) – realizada em 2008 e divulgada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – das 100 mil empresas pesquisadas, 2.085 são cearenses. Entre essas, 59,7% inovaram em suas atividades. Número não muito distante dos 61,9% registrados nas empresas de todo Brasil.

Quanto aos profissionais envolvidos com inovação, no Estado do Ceará, 17,8% são graduados. A porcentagem de pós-graduados, por sua vez, é de apenas 1,6%, e a de nível médio, 11%. A média brasileira para todas essas porcentagens são maiores: os graduados são 51,7%; os pós-graduados, 9,1%; e os profissionais com nível médio, 27,7%.

Mais detalhes sobre a programação e os palestrantes você acompanha no site www.seminarioinova.com.br. A cobertura do evento também está sendo transmitida pelo Facebook.

Publicidade

Dê sua opinião

Inova Ceará debate importância das “startups” para o desenvolvimento do País

Inovar. Esta é a “palavra” do VIII Seminário de Gestão da Inovação, o Inova Ceará, que começa nesta quarta-feira (4) em Fortaleza. O evento, que segue até quinta-feira (5), ocorre no Hotel Vila Galé, na Praia do Futu

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

4 de julho de 2012 às 11:56

Há 7 anos

Inovar. Esta é a “palavra” do VIII Seminário de Gestão da Inovação, o Inova Ceará, que começa nesta quarta-feira (4) em Fortaleza. O evento, que segue até quinta-feira (5), ocorre no Hotel Vila Galé, na Praia do Futuro, e reúne poder público, academia e setor produtivo em palestras, workshops e apresentação de cases de sucesso. Um dos principais focos é debater a importância das “Startups”.

“São empresas com perfil inovador e potencial de crescimento exponencial, com baixo custo de operação e rápido retorno financeiro”, define a coordenadora do evento, Kelly Whitehurst. Durante o evento, será realizado o 2º Seminário Cearense de Startups, em que serão apresentados alguns cases de sucesso de empresas brasileiras e da israelense Kyron Systems.

A coordenadora explica que o objetivo do Inova Ceará é sensibilizar indústrias, empresários e a universidade – considerados atores no processo de inovação – para trabalharem juntos por uma indústria inovadora, para superar os obstáculos do contexto de crise internacional. “Devemos descobrir novas formas de se sobressair no mercado. Sem inovação, não dá para concorrer com outros países”, diz.

Dentre as principais palestras do evento, Kelly destaca o debate com o representantes da empresa Bosh, Mário Cruz, sobre micro energia – que ainda está sendo regulamentada no Brasil. “Quando for aprovada, as empresas vão poder produzir a própria energia”, explica. Na programação do Inova, também há uma mostra tecnológica de produtos, serviços e processos inovadores.

Exemplo de inovação e tecnologia no Inova Ceará 2012 (Foto: Divulgação)

Homenagem

O Inova Ceará é um evento promovido desde 1999 pelo Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará (INDI), que é ligado à Federação das Indústrias do Estado (FIEC). Neste ano, o seminário homenageará, com o troféu Inova 2012, o marechal Casimiro Montenegro Filho, cearense que criou o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e que faleceu no ano 2000.

Números da inovação

Segundo a Pesquisa de Inovação Tecnológica (Pintec) – realizada em 2008 e divulgada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – das 100 mil empresas pesquisadas, 2.085 são cearenses. Entre essas, 59,7% inovaram em suas atividades. Número não muito distante dos 61,9% registrados nas empresas de todo Brasil.

Quanto aos profissionais envolvidos com inovação, no Estado do Ceará, 17,8% são graduados. A porcentagem de pós-graduados, por sua vez, é de apenas 1,6%, e a de nível médio, 11%. A média brasileira para todas essas porcentagens são maiores: os graduados são 51,7%; os pós-graduados, 9,1%; e os profissionais com nível médio, 27,7%.

Mais detalhes sobre a programação e os palestrantes você acompanha no site www.seminarioinova.com.br. A cobertura do evento também está sendo transmitida pelo Facebook.