Hospital Universitário será o primeiro Centro Oncológico 100% público do Ceará


Hospital Universitário será o 1º Centro Oncológico 100% público do Ceará

Dentre os serviços, o hospital será contemplado com um acelerador linear, aparelho utilizado no serviço de radioterapia com a função de emitir a radiação utilizada no tratamento

Por Tribuna do Ceará em Ceará

1 de julho de 2013 às 11:43

Há 6 anos

O Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), da Universidade Federal do Ceará (UFC), será o primeiro Centro de Alta Complexidade Oncológica (Cacon) 100% público no Estado, com novos serviços voltados para o tratamento do câncer pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Dentre os serviços, o hospital será contemplado com um acelerador linear, aparelho utilizado no serviço de radioterapia com a função de emitir a radiação utilizada no tratamento. O equipamento custa cerca de R$ 1,3 milhão e requer, ainda, investimentos em instalação e infraestrutura de funcionamento. O HUWC será beneficiado pelo Plano de Expansão da Radioterapia, do Ministério da Saúde.

Atendimento

De acordo com o Superintendente do Complexo Hospitalar da UFC, Florentino Cardoso, a expectativa é que o acelerador comece a ser utilizado a partir de 2014. “Com essas novidades, iremos atender a todas as faixas etárias e, assim, diminuir muito a fila de espera dos pacientes com câncer”, afirmou Cardoso.

Atualmente, de acordo com o portal do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Estado conta com dois Cacons: o do Instituto do Câncer do Ceará (ICC), em Fortaleza, e o do Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Entretanto, ambos têm parte do atendimento reservado à rede privada, o que não ocorre no HUWC.

Investimento

Em 2012, o Ministério da Saúde anunciou investimento de R$ 505 milhões para compra de 80 aceleradores lineares e para obras de ampliação e criação de serviços em unidades que não dispõem desses equipamentos.

Publicidade

Dê sua opinião

Hospital Universitário será o 1º Centro Oncológico 100% público do Ceará

Dentre os serviços, o hospital será contemplado com um acelerador linear, aparelho utilizado no serviço de radioterapia com a função de emitir a radiação utilizada no tratamento

Por Tribuna do Ceará em Ceará

1 de julho de 2013 às 11:43

Há 6 anos

O Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), da Universidade Federal do Ceará (UFC), será o primeiro Centro de Alta Complexidade Oncológica (Cacon) 100% público no Estado, com novos serviços voltados para o tratamento do câncer pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Dentre os serviços, o hospital será contemplado com um acelerador linear, aparelho utilizado no serviço de radioterapia com a função de emitir a radiação utilizada no tratamento. O equipamento custa cerca de R$ 1,3 milhão e requer, ainda, investimentos em instalação e infraestrutura de funcionamento. O HUWC será beneficiado pelo Plano de Expansão da Radioterapia, do Ministério da Saúde.

Atendimento

De acordo com o Superintendente do Complexo Hospitalar da UFC, Florentino Cardoso, a expectativa é que o acelerador comece a ser utilizado a partir de 2014. “Com essas novidades, iremos atender a todas as faixas etárias e, assim, diminuir muito a fila de espera dos pacientes com câncer”, afirmou Cardoso.

Atualmente, de acordo com o portal do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Estado conta com dois Cacons: o do Instituto do Câncer do Ceará (ICC), em Fortaleza, e o do Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Entretanto, ambos têm parte do atendimento reservado à rede privada, o que não ocorre no HUWC.

Investimento

Em 2012, o Ministério da Saúde anunciou investimento de R$ 505 milhões para compra de 80 aceleradores lineares e para obras de ampliação e criação de serviços em unidades que não dispõem desses equipamentos.