Estado decreta situação de emergência em quatro municípios


Estado decreta situação de emergência em quatro municípios

O governo do Ceará decretou, nessa segunda-feira (21), situação de emergência nos municípios de Caridade, Iracema, Milhã e Tauá. O estado foi causado pela estiagem, por conta de chuvas irregulares e altas temperaturas das áreas citadas.

Por Jackson Cruz em Ceará

21 de maio de 2012 às 19:13

Há 7 anos

O governo do Ceará decretou nesta segunda-feira (21), situação de emergência nos municípios de Caridade, Iracema, Milhã e Tauá. A situação é causada pela combinação da estiagem– resultado de chuvas irregulares – e altas temperaturas das áreas citadas.

Problemas

Segundo o Decreto nº 30914, a estiagem vem causando vários prejuízos. “Compromete o armazenamento de água, causando sérios problemas ao abastecimento para o consumo humano e animal, ocasionando perdas das pastagens e lavouras, contribuindo para intensificar as dificuldades econômicas, como desemprego e a pobreza”. O documento também ressalta a probabilidade de falta de alimentos básicos, perdas de rebanhos e possíveis migrações.

Decretos

Para reverter a situação, o Estado decretou que durante 90 dias os Órgãos do Sistema Nacional de Defesa Civil (SINDEC), com sede no Ceará, devem prestar apoio suplementar aos municípios afetados. O prazo pode se estender a 180 dias.

Publicidade

Dê sua opinião

Estado decreta situação de emergência em quatro municípios

O governo do Ceará decretou, nessa segunda-feira (21), situação de emergência nos municípios de Caridade, Iracema, Milhã e Tauá. O estado foi causado pela estiagem, por conta de chuvas irregulares e altas temperaturas das áreas citadas.

Por Jackson Cruz em Ceará

21 de maio de 2012 às 19:13

Há 7 anos

O governo do Ceará decretou nesta segunda-feira (21), situação de emergência nos municípios de Caridade, Iracema, Milhã e Tauá. A situação é causada pela combinação da estiagem– resultado de chuvas irregulares – e altas temperaturas das áreas citadas.

Problemas

Segundo o Decreto nº 30914, a estiagem vem causando vários prejuízos. “Compromete o armazenamento de água, causando sérios problemas ao abastecimento para o consumo humano e animal, ocasionando perdas das pastagens e lavouras, contribuindo para intensificar as dificuldades econômicas, como desemprego e a pobreza”. O documento também ressalta a probabilidade de falta de alimentos básicos, perdas de rebanhos e possíveis migrações.

Decretos

Para reverter a situação, o Estado decretou que durante 90 dias os Órgãos do Sistema Nacional de Defesa Civil (SINDEC), com sede no Ceará, devem prestar apoio suplementar aos municípios afetados. O prazo pode se estender a 180 dias.