Cresce número de casos de dengue no Ceará


Cresce número de casos de dengue no Ceará

Entre os municípios que se destacaram, estão Fortaleza e Maracanaú com 8.185 (35,7%) e 1.639 (7,1%) casos confirmados, respectivamente

Por Thalyta Martins em Ceará

25 de outubro de 2013 às 20:04

Há 6 anos

Mais 281 casos de dengue foram confirmados no Ceará de acordo com informações de boletim semanal divulgado nesta sexta-feira (25) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). Em 2013, já foram notificadas mais de 52 mil ocorrências em todos os 184 municípios do Estado. Destas, 22.903 foram confirmadas em 159 cidades.

Entre os municípios que se destacaram, estão Fortaleza e Maracanaú com 8.185 (35,7%) e 1.639 (7,1%) casos confirmados, respectivamente. Além desses, as cidades de Aracoiaba, Barreira, Barro, Barroquinha, Boa Viagem, Brejo Santo, Campos Sales, Canindé, Crateús, Caridade, Cascavel, Catarina, Coreau, Eusébio, Fortaleza, Ipaumirim, Ibicuitinga, Itatira, Itapiúna, Maracanaú, Mauriti, Mucambo, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Pacujá, Palhano, Parambu, Paramoti, Palmácia, Pereiro, Quixelô, Quiterianópoles, Senador Sá, Tauá, Tamboril, Trairi, Uruburetama, Uruoca e Varjota apresentaram incidência superior a 300 por 100 mil habitantes.

Óbitos

Desde a última sexta-feira (18) não foi registrado nenhuma morte por dengue no Ceará. As ocorrências confirmadas até agora são: Fortaleza com 26 óbitos, Maracanaú com 3, e Aracoiaba, Caucaia e Itapiuna com dois casos de óbitos confirmados em cada município. Com um registro em cada cidade estão Iguatu, Beberibe, Caridade, Cascavel, Chorozinho, Palmácia,Varjota, Itaitinga e Barreira

Fortaleza

Na capital cearense, foram notificados 16.242 ao longo do ano de 2013 segundo dados da Sesa. Destes, 8.185 foram confirmados e 822 ainda continuam em investigação. Os bairros com maior taxa de incidência são: Mondubim, com 378; Bom Jardim, 343; e Messejana, com 295.

Não foi registrada nenhuma ocorrência nos bairros: Moura Brasil, Dendê e Bairro de Lourdes. A maior taxa de ocorrência em Fortaleza ocorre entre mulheres com idade entre 21 e 30 anos.

Com informações da Sesa

Publicidade

Dê sua opinião

Cresce número de casos de dengue no Ceará

Entre os municípios que se destacaram, estão Fortaleza e Maracanaú com 8.185 (35,7%) e 1.639 (7,1%) casos confirmados, respectivamente

Por Thalyta Martins em Ceará

25 de outubro de 2013 às 20:04

Há 6 anos

Mais 281 casos de dengue foram confirmados no Ceará de acordo com informações de boletim semanal divulgado nesta sexta-feira (25) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). Em 2013, já foram notificadas mais de 52 mil ocorrências em todos os 184 municípios do Estado. Destas, 22.903 foram confirmadas em 159 cidades.

Entre os municípios que se destacaram, estão Fortaleza e Maracanaú com 8.185 (35,7%) e 1.639 (7,1%) casos confirmados, respectivamente. Além desses, as cidades de Aracoiaba, Barreira, Barro, Barroquinha, Boa Viagem, Brejo Santo, Campos Sales, Canindé, Crateús, Caridade, Cascavel, Catarina, Coreau, Eusébio, Fortaleza, Ipaumirim, Ibicuitinga, Itatira, Itapiúna, Maracanaú, Mauriti, Mucambo, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Pacujá, Palhano, Parambu, Paramoti, Palmácia, Pereiro, Quixelô, Quiterianópoles, Senador Sá, Tauá, Tamboril, Trairi, Uruburetama, Uruoca e Varjota apresentaram incidência superior a 300 por 100 mil habitantes.

Óbitos

Desde a última sexta-feira (18) não foi registrado nenhuma morte por dengue no Ceará. As ocorrências confirmadas até agora são: Fortaleza com 26 óbitos, Maracanaú com 3, e Aracoiaba, Caucaia e Itapiuna com dois casos de óbitos confirmados em cada município. Com um registro em cada cidade estão Iguatu, Beberibe, Caridade, Cascavel, Chorozinho, Palmácia,Varjota, Itaitinga e Barreira

Fortaleza

Na capital cearense, foram notificados 16.242 ao longo do ano de 2013 segundo dados da Sesa. Destes, 8.185 foram confirmados e 822 ainda continuam em investigação. Os bairros com maior taxa de incidência são: Mondubim, com 378; Bom Jardim, 343; e Messejana, com 295.

Não foi registrada nenhuma ocorrência nos bairros: Moura Brasil, Dendê e Bairro de Lourdes. A maior taxa de ocorrência em Fortaleza ocorre entre mulheres com idade entre 21 e 30 anos.

Com informações da Sesa