Confira o editorial do Jornal Jangadeiro sobre pesquisa Spaece - Noticias


Confira o editorial do Jornal Jangadeiro sobre pesquisa Spaece

É um contrassenso que Fortaleza, a grande metrópole do Estado, seja uma espécie de “patinho feio” na avaliação da eficiência da educação cearense feita pelo “Spaece Alfa”. A capital ficou no penúltimo lugar entre os 184 municípios avaliados. É a vice-lanterna no ranking estadual, piorando mais duas posições em relação ao ranking passado. Uma distância […]

Por Tribuna do Ceará em Ceará

21 de maio de 2012 às 20:43

Há 7 anos

É um contrassenso que Fortaleza, a grande metrópole do Estado, seja uma espécie de “patinho feio” na avaliação da eficiência da educação cearense feita pelo “Spaece Alfa”. A capital ficou no penúltimo lugar entre os 184 municípios avaliados. É a vice-lanterna no ranking estadual, piorando mais duas posições em relação ao ranking passado.

Uma distância abissal para o primeiro lugar, Nova Olinda, um pequeno município no Cariri, que foi o terceiro, no resultado anterior. A posição da capital já passou a incomodar setores do próprio PT local, que defendem a revisão do modelo de gestão pública municipal por outro de menor ingerência político-partidária na indicação dos gestores da escola pública.

Não seria o caso de repensar também o conceito assistencialista do governo federal de que “país rico é um país sem miséria”, quando a verdade irrefutável é que “país rico é um país com educação de qualidade?”.

Publicidade

Dê sua opinião

Confira o editorial do Jornal Jangadeiro sobre pesquisa Spaece

É um contrassenso que Fortaleza, a grande metrópole do Estado, seja uma espécie de “patinho feio” na avaliação da eficiência da educação cearense feita pelo “Spaece Alfa”. A capital ficou no penúltimo lugar entre os 184 municípios avaliados. É a vice-lanterna no ranking estadual, piorando mais duas posições em relação ao ranking passado. Uma distância […]

Por Tribuna do Ceará em Ceará

21 de maio de 2012 às 20:43

Há 7 anos

É um contrassenso que Fortaleza, a grande metrópole do Estado, seja uma espécie de “patinho feio” na avaliação da eficiência da educação cearense feita pelo “Spaece Alfa”. A capital ficou no penúltimo lugar entre os 184 municípios avaliados. É a vice-lanterna no ranking estadual, piorando mais duas posições em relação ao ranking passado.

Uma distância abissal para o primeiro lugar, Nova Olinda, um pequeno município no Cariri, que foi o terceiro, no resultado anterior. A posição da capital já passou a incomodar setores do próprio PT local, que defendem a revisão do modelo de gestão pública municipal por outro de menor ingerência político-partidária na indicação dos gestores da escola pública.

Não seria o caso de repensar também o conceito assistencialista do governo federal de que “país rico é um país sem miséria”, quando a verdade irrefutável é que “país rico é um país com educação de qualidade?”.