Caucaia cancela o carnaval por falta de praia


Município de Caucaia cancela o carnaval por falta de praia

Crateús, Santa Quitéria, Jaguaretama, Senador Pompeu, Maranguape, Solonópole, Juazeiro, Farias Brito, Umirim, Hidrolândia e Itapajé também cancelaram o carnaval

Por Marcella Ruchet em Ceará

27 de fevereiro de 2014 às 08:11

Há 5 anos
Icarai

Praia do Icaraí tem erosão avançada (FOTO: Zeudir Queiroz/Jornal dos Municípios)

 

Dos 184 municípios do estado do Ceará, apenas oito não estão em estado de emergência com problemas de seca. Apesar disso 44 municípios cearenses anunciaram a realização de festas no período do carnaval, investindo valores absurdos com a contratação de bandas de forró.

De acordo com uma funcionária da Associação de Municípios do Estado do Ceará (APRECE), que preferiu não ter o nome identificado, o órgão não tem o controle dos municípios quanto a realização ou não do carnaval. “Alguns municípios, como Palmácia, não vão ter festas e outros estão indecisos, aguardando patrocínio local para contratação de bandas menores. Ligamos para 169 municípios até agora e não tomamos nota das respostas de todos”, afirmou a funcionária.

Os municípios de Coreaú e Crateús cancelaram os seus carnavais, mas a APRECE não informou o motivo. Já Santa Quitéria teve o carnaval cancelado por obrigação da justiça. Outros municípios que também cancelaram as festas foram Jaguaretama, Senador Pompeu, Milhã e Icapuí, em cumprimento a recomendação do Ministério Público (MP).

Outras cidades que anunciaram a desistência das festas sem justificativa foram Maranguape, Solonópole, Juazeiro do Norte, Aurora, Baixio, Farias Brito, Groaíras e Hidrolândia. Já segundo a Prefeitura de Itapajé, um dos motivos que levou à suspensão do evento foi a falta de estrutura policial. Já a prefeitura de Quixadá cancelou o patrocínio das principais atrações, mas blocos de carnaval da cidade farão evento com outras bandas por conta própria.

Por meio de nota no site da Prefeitura de Umirim, o prefeito Zé da Marieta anunciou que não realizará a festa, pois “os recursos que seriam destinados ao evento, serão investidos em ações no combate à seca, na saúde pública, tratamento de dependentes químicos e segurança”.

Erosao Caucaia

Erosão avança sobre as praias de Caucaia (FOTO: Blog de Caucaia)

>LEIA MAIS:

Caucaia

Mas o que chama a atenção é que, enquanto alguns municípios cancelam suas festas por conta da seca, Caucaia cancelou o carnaval esse ano por um motivo também de causas naturais, mas bem diferente dos outros. Caucaia, município que abriga as localidades de Iparana, Icaraí e Cumbuco, está sem praia. O município passa por um grave problema de erosão no litoral, o avanço do mar esta próxima até de áreas residenciais. Por conta disso a Prefeitura confirmou o cancelamento das festas.

A matéria da TV Jangadeiro mostra o local com forte erosão,  e na ápoca de sua publicação, a Prefeitura ainda confirmava o evento carnavalesco.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14862136″]

Tribuna de Contas do Município

De acordo com Eunivaldo Pereira, assessor de comunicação do Tribunal de Contas do Município (TCM), os municípios que cancelam suas festas não têm obrigação de avisar ao TCM. O órgão apenas acompanha os municípios que estão em processo de contratação das festas. “O cancelamento cabe ao prefeito, que analisa as condições e não tem obrigação de nos avisar. Nós apenas temos formalidade legal com os municípios que vão fazer festa”, explica.

Caucaia

Até a Marinha já emitiu a notificação (FOTO: Blog de Caucaia)

Publicidade

Dê sua opinião

Município de Caucaia cancela o carnaval por falta de praia

Crateús, Santa Quitéria, Jaguaretama, Senador Pompeu, Maranguape, Solonópole, Juazeiro, Farias Brito, Umirim, Hidrolândia e Itapajé também cancelaram o carnaval

Por Marcella Ruchet em Ceará

27 de fevereiro de 2014 às 08:11

Há 5 anos
Icarai

Praia do Icaraí tem erosão avançada (FOTO: Zeudir Queiroz/Jornal dos Municípios)

 

Dos 184 municípios do estado do Ceará, apenas oito não estão em estado de emergência com problemas de seca. Apesar disso 44 municípios cearenses anunciaram a realização de festas no período do carnaval, investindo valores absurdos com a contratação de bandas de forró.

De acordo com uma funcionária da Associação de Municípios do Estado do Ceará (APRECE), que preferiu não ter o nome identificado, o órgão não tem o controle dos municípios quanto a realização ou não do carnaval. “Alguns municípios, como Palmácia, não vão ter festas e outros estão indecisos, aguardando patrocínio local para contratação de bandas menores. Ligamos para 169 municípios até agora e não tomamos nota das respostas de todos”, afirmou a funcionária.

Os municípios de Coreaú e Crateús cancelaram os seus carnavais, mas a APRECE não informou o motivo. Já Santa Quitéria teve o carnaval cancelado por obrigação da justiça. Outros municípios que também cancelaram as festas foram Jaguaretama, Senador Pompeu, Milhã e Icapuí, em cumprimento a recomendação do Ministério Público (MP).

Outras cidades que anunciaram a desistência das festas sem justificativa foram Maranguape, Solonópole, Juazeiro do Norte, Aurora, Baixio, Farias Brito, Groaíras e Hidrolândia. Já segundo a Prefeitura de Itapajé, um dos motivos que levou à suspensão do evento foi a falta de estrutura policial. Já a prefeitura de Quixadá cancelou o patrocínio das principais atrações, mas blocos de carnaval da cidade farão evento com outras bandas por conta própria.

Por meio de nota no site da Prefeitura de Umirim, o prefeito Zé da Marieta anunciou que não realizará a festa, pois “os recursos que seriam destinados ao evento, serão investidos em ações no combate à seca, na saúde pública, tratamento de dependentes químicos e segurança”.

Erosao Caucaia

Erosão avança sobre as praias de Caucaia (FOTO: Blog de Caucaia)

>LEIA MAIS:

Caucaia

Mas o que chama a atenção é que, enquanto alguns municípios cancelam suas festas por conta da seca, Caucaia cancelou o carnaval esse ano por um motivo também de causas naturais, mas bem diferente dos outros. Caucaia, município que abriga as localidades de Iparana, Icaraí e Cumbuco, está sem praia. O município passa por um grave problema de erosão no litoral, o avanço do mar esta próxima até de áreas residenciais. Por conta disso a Prefeitura confirmou o cancelamento das festas.

A matéria da TV Jangadeiro mostra o local com forte erosão,  e na ápoca de sua publicação, a Prefeitura ainda confirmava o evento carnavalesco.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/14862136″]

Tribuna de Contas do Município

De acordo com Eunivaldo Pereira, assessor de comunicação do Tribunal de Contas do Município (TCM), os municípios que cancelam suas festas não têm obrigação de avisar ao TCM. O órgão apenas acompanha os municípios que estão em processo de contratação das festas. “O cancelamento cabe ao prefeito, que analisa as condições e não tem obrigação de nos avisar. Nós apenas temos formalidade legal com os municípios que vão fazer festa”, explica.

Caucaia

Até a Marinha já emitiu a notificação (FOTO: Blog de Caucaia)