Operação Factum: 28 pessoas são presas por estelionato no CE e SP - Noticias


Operação Factum: 28 pessoas são presas por estelionato no CE e SP

22 membros do grupo foram presos em Itapipoca e região, outros seis foram detidos em São Paulo. Cinco pessoas já estavam presos por outros crimes.

Por Jackson Pereira em Ceará

4 de julho de 2013 às 15:53

Há 6 anos

Uma operação da Polícia Civil do Ceará, com o apoio da Polícia Civil de São Paulo conseguiu prender 28 pessoas acusadas de estelionato, 22 delas no Ceará e mais seis em São Paulo, após cinco anos de investigações.

O grupo usava documentos de pessoas do município de Itapipoca e região para realizar compras de carros e imóveis na Capital Paulista. Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz da 2ª Vara de Itapipoca, Gonçalo Benício, e estão sendo cumpridos desde a madrugada desta quarta-feira (4).

Uma equipe da Polícia Civil do Ceará foi até a capital paulista realizar a prisão de seis acusados, outros cinco membros do grupo já estavam presos no Ceará por outros crimes. Os outros 22 foram presos em Itapipoca e região. Segundo o delegado da cidade Amontada, Alexandre Ferraz, eles possuem envolvimento com estelionato, tráfico de drogas e assassinatos, inclusive de membros do próprio grupo. A ação foi coordenada pelos delegados de Amontada, Trairi e de Uruburetama.

Em Itapipoca, os membros da quadrilha praticavam roubos, furtos e se passavam por representantes bancários para conseguirem cópias da documentação das pessoas e depois as clonavam para realizar empréstimos e compras em São Paulo e Itapipoca. As investigações continuam, ainda faltam prender mais de 10 pessoas. No total, a polícia encontrou 87 alvos, mas nem todos foram identificados.

Publicidade

Dê sua opinião

Operação Factum: 28 pessoas são presas por estelionato no CE e SP

22 membros do grupo foram presos em Itapipoca e região, outros seis foram detidos em São Paulo. Cinco pessoas já estavam presos por outros crimes.

Por Jackson Pereira em Ceará

4 de julho de 2013 às 15:53

Há 6 anos

Uma operação da Polícia Civil do Ceará, com o apoio da Polícia Civil de São Paulo conseguiu prender 28 pessoas acusadas de estelionato, 22 delas no Ceará e mais seis em São Paulo, após cinco anos de investigações.

O grupo usava documentos de pessoas do município de Itapipoca e região para realizar compras de carros e imóveis na Capital Paulista. Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz da 2ª Vara de Itapipoca, Gonçalo Benício, e estão sendo cumpridos desde a madrugada desta quarta-feira (4).

Uma equipe da Polícia Civil do Ceará foi até a capital paulista realizar a prisão de seis acusados, outros cinco membros do grupo já estavam presos no Ceará por outros crimes. Os outros 22 foram presos em Itapipoca e região. Segundo o delegado da cidade Amontada, Alexandre Ferraz, eles possuem envolvimento com estelionato, tráfico de drogas e assassinatos, inclusive de membros do próprio grupo. A ação foi coordenada pelos delegados de Amontada, Trairi e de Uruburetama.

Em Itapipoca, os membros da quadrilha praticavam roubos, furtos e se passavam por representantes bancários para conseguirem cópias da documentação das pessoas e depois as clonavam para realizar empréstimos e compras em São Paulo e Itapipoca. As investigações continuam, ainda faltam prender mais de 10 pessoas. No total, a polícia encontrou 87 alvos, mas nem todos foram identificados.