Diferente do Inter brasileiro, xará italiano não dá chance para zebra - Esportes


Diferente do Inter brasileiro, xará italiano não dá chance para zebra

O Campeonato Mundial de Clubes 2010 conheceu na tarde desta quarta-feira (15), em Abu Dhabi, o segundo finalista. A Internazionale de Milão não deu chance para a zebra coreana e aplicou 3 a 0 com facilidade no Seongnam. Na final, a Inter pega os africanos do Mazembe, do Congo, que derrotaram os brasileiros do Inter […]

Por helton em Sem categoria

15 de dezembro de 2010 às 16:28

Há 8 anos

Pandev e Milito comemoram o terceiro gol do Inter de Milao - Fonte: Reuters

O Campeonato Mundial de Clubes 2010 conheceu na tarde desta quarta-feira (15), em Abu Dhabi, o segundo finalista. A Internazionale de Milão não deu chance para a zebra coreana e aplicou 3 a 0 com facilidade no Seongnam. Na final, a Inter pega os africanos do Mazembe, do Congo, que derrotaram os brasileiros do Inter por 2 a 0. Diferente da equipe brasileira, os italianos jogaram fácil, com ótimo toque de bola e acima de tudo não entraram em campo de salto alto, apesar do favoritismo.

Júlio César, Thiago Motta e Lúcio representaram o Brasil na equipe da Itália. O lateral direito Maicon, que se recupera de lesão, foi poupado e ficou no banco. O meia Phillippe Coutinho não viajou para o mundial, já que também se recupera de lesão e foi convocado para Seleção Brasileira Sub-20 que vai disputar o Sul-Americano no começo de 2011.

A Inter enfrentou problemas no início da partida, aos 30 segundos da etapa inicial, o holandês Sneijder se machucou e foi substituído por Thiago Motta. Mas logo aos 3min abriu o marcador com Stankovic. Ainda no primeiro tempo, Zanetti ampliou aos 32 minutos. O time coreano tentou reagir, mas as poucas chances paravam em Júlio César.

Com a vantagem no placar a Inter voltou para o segundo tempo sem muitas preocupações, mas mesmo assim, continuava mandando na partida. Aos 27min, Eto’o entrou na área adversária e chutou forte, no rebote do goleiro Sung Jung, Milito fez o terceiro. Depois do gol, o time italiano administrou a partida até o fim.

Publicidade

Dê sua opinião

Diferente do Inter brasileiro, xará italiano não dá chance para zebra

O Campeonato Mundial de Clubes 2010 conheceu na tarde desta quarta-feira (15), em Abu Dhabi, o segundo finalista. A Internazionale de Milão não deu chance para a zebra coreana e aplicou 3 a 0 com facilidade no Seongnam. Na final, a Inter pega os africanos do Mazembe, do Congo, que derrotaram os brasileiros do Inter […]

Por helton em Sem categoria

15 de dezembro de 2010 às 16:28

Há 8 anos

Pandev e Milito comemoram o terceiro gol do Inter de Milao - Fonte: Reuters

O Campeonato Mundial de Clubes 2010 conheceu na tarde desta quarta-feira (15), em Abu Dhabi, o segundo finalista. A Internazionale de Milão não deu chance para a zebra coreana e aplicou 3 a 0 com facilidade no Seongnam. Na final, a Inter pega os africanos do Mazembe, do Congo, que derrotaram os brasileiros do Inter por 2 a 0. Diferente da equipe brasileira, os italianos jogaram fácil, com ótimo toque de bola e acima de tudo não entraram em campo de salto alto, apesar do favoritismo.

Júlio César, Thiago Motta e Lúcio representaram o Brasil na equipe da Itália. O lateral direito Maicon, que se recupera de lesão, foi poupado e ficou no banco. O meia Phillippe Coutinho não viajou para o mundial, já que também se recupera de lesão e foi convocado para Seleção Brasileira Sub-20 que vai disputar o Sul-Americano no começo de 2011.

A Inter enfrentou problemas no início da partida, aos 30 segundos da etapa inicial, o holandês Sneijder se machucou e foi substituído por Thiago Motta. Mas logo aos 3min abriu o marcador com Stankovic. Ainda no primeiro tempo, Zanetti ampliou aos 32 minutos. O time coreano tentou reagir, mas as poucas chances paravam em Júlio César.

Com a vantagem no placar a Inter voltou para o segundo tempo sem muitas preocupações, mas mesmo assim, continuava mandando na partida. Aos 27min, Eto’o entrou na área adversária e chutou forte, no rebote do goleiro Sung Jung, Milito fez o terceiro. Depois do gol, o time italiano administrou a partida até o fim.