Cearense 'Sem Chance' é derrotado do UFC Rio 4; José Aldo mantém cinturão - Esportes


Cearense ‘Sem Chance’ é derrotado do UFC Rio 4; José Aldo mantém cinturão

José Maria “Sem Chance” foi nocauteado no segundo round pelo paranaense John Lineker

Por Thiago Sampaio em Outros Esportes

4 de agosto de 2013 às 04:40

Há 6 anos
José Maria "Sem Chance" (à direita) foi nocauteado por John Lineker

José Maria “Sem Chance” (à direita) foi nocauteado por John Lineker – Foto: Reprodução/Canal Combate

A estreia do cearense José Maria “Sem Chance” no maior evento de MMA do mundo não foi como ele esperava. Após aceitar substituir o inglês Phil Harris com apenas duas semanas de antecedência, o lutador, natural de Alto Santo, foi nocauteado no segundo round pelo paranaense John Lineker neste sábado (3), no UFC Rio 4.

O primeiro round foi bastante equilibrado. O cearense chegou a acertar um soco giratório que desnorteou o oponente. Entretanto, na etapa seguinte, Lineker mostrou porque é conhecido como “Mão de Pedra”. Aproveitou o momento que Sem Chance caiu ao chão e aplicou uma série de socos no solo, forçando o juiz a interromper o combate aos 1min3s.

Com a derrota, “Sem Chance” teve a sequencia de 17 vitórias seguidas interrompida. Ao todo, o atleta ainda tem um cartel de respeito: 33 vitórias, quatro derrotas e dois “no contest” (luta sem resultado).

Aldo mantém o cinturão

Na luta principal do UFC Rio 4, o brasileiro José Aldo manteve o cinturão da categoria Peso Pena (até 66kg) ao vence o “Zumbi Coreano”, Chan Sung-Jung.

Aldo foi melhor nos dois primeiros rounds, aplicando bons socos e chutes, além de surpreender com quedas. Na terceira parcial, Jung conectou bons golpes com os punhos. O desafiante veio com o mesmo ímpeto na quarta etapa, mas, nas reviravoltas da luta, acabou contundindo o ombro. José Aldo se aproveitou do momento e, após três chutes altos seguidos, derrubou e seguiu socando. A interrupção aconteceu aos 2min do quarto assalto.

Derrota polêmica de Machida

No co-evento principal, o brasileiro Lyoto Machida sofreu uma polêmica derrota para o americano Phil Davis, em decisão bastante contestada dos jurados.

Lyoto fez um bom primeiro round, tendo conectado os melhores golpes, mas terminou por baixo. No seguimento, continuou a investir nos contragolpes e, mais uma vez, foi derubado no final do round. No terceiro, voltou a mostrar leve vantagem no combate em pé, porém, os juízes deram a vitória por unanimidade para o americano.

Resultados do UFC Rio 4

Card principal

José Aldo venceu Chan Sung Jung por nocaute técnico aos 2m do round 4
Phil Davis venceu Lyoto Machida por decisão unânime
Cezar Mutante venceu Thiago Marreta por finalização (guilhotina) aos 47s do round 1
Thales Leites vence Tom Watson por decisão unânime
John Lineker venceu José Maria ‘No Chance’ por nocaute técnico a 1m03s do round 2

Card preliminar

Anthony Perosh venceu Vinny Magalhães por nocaute 14s do round 1
Amanda Nunes venceu Sheila Gaff por nocaute técnico aos 2m08s do round 1
Serginho Moraes venceu Neil Magny por finalização (triângulo) aos 3m13s do round 1
Ian McCall venceu Iliarde Santos por decisão unânime
Rani Yahya venceu Josh Clopton por decisão unânime
Francimar Bodão venceu Ednaldo Lula por decisão unânime
Viscardi Andrade venceu Bristol Marunde por nocaute técnico a 1m36s do round 1

Publicidade

Dê sua opinião

Cearense ‘Sem Chance’ é derrotado do UFC Rio 4; José Aldo mantém cinturão

José Maria “Sem Chance” foi nocauteado no segundo round pelo paranaense John Lineker

Por Thiago Sampaio em Outros Esportes

4 de agosto de 2013 às 04:40

Há 6 anos
José Maria "Sem Chance" (à direita) foi nocauteado por John Lineker

José Maria “Sem Chance” (à direita) foi nocauteado por John Lineker – Foto: Reprodução/Canal Combate

A estreia do cearense José Maria “Sem Chance” no maior evento de MMA do mundo não foi como ele esperava. Após aceitar substituir o inglês Phil Harris com apenas duas semanas de antecedência, o lutador, natural de Alto Santo, foi nocauteado no segundo round pelo paranaense John Lineker neste sábado (3), no UFC Rio 4.

O primeiro round foi bastante equilibrado. O cearense chegou a acertar um soco giratório que desnorteou o oponente. Entretanto, na etapa seguinte, Lineker mostrou porque é conhecido como “Mão de Pedra”. Aproveitou o momento que Sem Chance caiu ao chão e aplicou uma série de socos no solo, forçando o juiz a interromper o combate aos 1min3s.

Com a derrota, “Sem Chance” teve a sequencia de 17 vitórias seguidas interrompida. Ao todo, o atleta ainda tem um cartel de respeito: 33 vitórias, quatro derrotas e dois “no contest” (luta sem resultado).

Aldo mantém o cinturão

Na luta principal do UFC Rio 4, o brasileiro José Aldo manteve o cinturão da categoria Peso Pena (até 66kg) ao vence o “Zumbi Coreano”, Chan Sung-Jung.

Aldo foi melhor nos dois primeiros rounds, aplicando bons socos e chutes, além de surpreender com quedas. Na terceira parcial, Jung conectou bons golpes com os punhos. O desafiante veio com o mesmo ímpeto na quarta etapa, mas, nas reviravoltas da luta, acabou contundindo o ombro. José Aldo se aproveitou do momento e, após três chutes altos seguidos, derrubou e seguiu socando. A interrupção aconteceu aos 2min do quarto assalto.

Derrota polêmica de Machida

No co-evento principal, o brasileiro Lyoto Machida sofreu uma polêmica derrota para o americano Phil Davis, em decisão bastante contestada dos jurados.

Lyoto fez um bom primeiro round, tendo conectado os melhores golpes, mas terminou por baixo. No seguimento, continuou a investir nos contragolpes e, mais uma vez, foi derubado no final do round. No terceiro, voltou a mostrar leve vantagem no combate em pé, porém, os juízes deram a vitória por unanimidade para o americano.

Resultados do UFC Rio 4

Card principal

José Aldo venceu Chan Sung Jung por nocaute técnico aos 2m do round 4
Phil Davis venceu Lyoto Machida por decisão unânime
Cezar Mutante venceu Thiago Marreta por finalização (guilhotina) aos 47s do round 1
Thales Leites vence Tom Watson por decisão unânime
John Lineker venceu José Maria ‘No Chance’ por nocaute técnico a 1m03s do round 2

Card preliminar

Anthony Perosh venceu Vinny Magalhães por nocaute 14s do round 1
Amanda Nunes venceu Sheila Gaff por nocaute técnico aos 2m08s do round 1
Serginho Moraes venceu Neil Magny por finalização (triângulo) aos 3m13s do round 1
Ian McCall venceu Iliarde Santos por decisão unânime
Rani Yahya venceu Josh Clopton por decisão unânime
Francimar Bodão venceu Ednaldo Lula por decisão unânime
Viscardi Andrade venceu Bristol Marunde por nocaute técnico a 1m36s do round 1