Atleta "made in USA" estreia por time cearense de futebol americano no PV


Atleta “made in USA” estreia por time cearense de futebol americano no PV

Larry Dugan, de 1,93m e 160 kg, foi durante 4 anos da Universidade de Idaho e atuará pelo Ceará Caçadores neste domingo (2)

Por Lucas Catrib em Outros Esportes

2 de agosto de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Larry Dugan tem 1,93m e 160kg (Foto: divulgação)

Larry Dugan tem 1,93m e 160kg (Foto: divulgação)

Intercâmbio e reforço literalmente de peso. O Ceará Caçadores, que entrará em campo neste domingo (2), às 15h30, no estádio Presidente Vargas (PV), diante do Ufersa Petroleiros (RN), vai ter a estreia de Larry Dugan. O novo reforço é norte-americano de Los Angeles, tem 1,93m e 160kg.

Quem for acompanhar o segundo confronto do time fortalezense terá a oportunidade de observar em campo um ex-jogador universitário dos Estados Unidos. Antes de acertar transferência para o Brasil, o integrante da linha de defesa atuou na Gahr High School, na cidade de Cerritos, também na Califórnia, e estudou na universidade de Idaho, onde jogou por quatro anos.

“Eu pensei que eu não iria jogar futebol (americano) depois da faculdade, mas algo me manteve de volta para o esporte. Eu comecei a treinar, e do nada um companheiro me falou sobre esta oportunidade de jogar no Brasil”, revelou.

Profissionalismo

Por enquanto, Larry está solteiro e divide um apartamento com um companheiro de equipe. O ex-atleta de basquete ainda não sabe falar português, mas não está tendo dificuldades com a alimentação. Prefere alimentos que não sejam processados. Em campo, o norte-americano esperar ser efetivo, mas ainda prefere esperar o momento da estreia para ganhar espaço.

“Eu não esperava ser um líder de equipe. Eu acho que as pessoas envolvidas com a equipe é que vão escolher. Existem diferentes tipos de líderes, e eu estou feliz se esse for o meu papel”, comentou Dugan. O ‘gigante’ também crê em uma profissionalização da modalidade no país.

“Espero aprender mais como jogador e professor, bem como ajudar a legitimar o futebol (americano) no Brasil. Eu gosto de olhar a longo prazo, e na minha opinião, se quisessem, poderia haver aqui ligas onde os jogadores são pagos para jogar. Claro que você tem que tomar pequenos passos de cada vez, mas eu espero ajudar a lançar o Ceará Caçadores e o futebol (americano) no Brasil para essa direção”, finalizou.

A entrada custa R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) e pode ser adquirido na Langraf Iguatemi (em frente ao Extra) e também pela internet no site: https://www.ingresse.com/cearacacadoresxufersapetroleiros

Publicidade

Dê sua opinião

Atleta “made in USA” estreia por time cearense de futebol americano no PV

Larry Dugan, de 1,93m e 160 kg, foi durante 4 anos da Universidade de Idaho e atuará pelo Ceará Caçadores neste domingo (2)

Por Lucas Catrib em Outros Esportes

2 de agosto de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Larry Dugan tem 1,93m e 160kg (Foto: divulgação)

Larry Dugan tem 1,93m e 160kg (Foto: divulgação)

Intercâmbio e reforço literalmente de peso. O Ceará Caçadores, que entrará em campo neste domingo (2), às 15h30, no estádio Presidente Vargas (PV), diante do Ufersa Petroleiros (RN), vai ter a estreia de Larry Dugan. O novo reforço é norte-americano de Los Angeles, tem 1,93m e 160kg.

Quem for acompanhar o segundo confronto do time fortalezense terá a oportunidade de observar em campo um ex-jogador universitário dos Estados Unidos. Antes de acertar transferência para o Brasil, o integrante da linha de defesa atuou na Gahr High School, na cidade de Cerritos, também na Califórnia, e estudou na universidade de Idaho, onde jogou por quatro anos.

“Eu pensei que eu não iria jogar futebol (americano) depois da faculdade, mas algo me manteve de volta para o esporte. Eu comecei a treinar, e do nada um companheiro me falou sobre esta oportunidade de jogar no Brasil”, revelou.

Profissionalismo

Por enquanto, Larry está solteiro e divide um apartamento com um companheiro de equipe. O ex-atleta de basquete ainda não sabe falar português, mas não está tendo dificuldades com a alimentação. Prefere alimentos que não sejam processados. Em campo, o norte-americano esperar ser efetivo, mas ainda prefere esperar o momento da estreia para ganhar espaço.

“Eu não esperava ser um líder de equipe. Eu acho que as pessoas envolvidas com a equipe é que vão escolher. Existem diferentes tipos de líderes, e eu estou feliz se esse for o meu papel”, comentou Dugan. O ‘gigante’ também crê em uma profissionalização da modalidade no país.

“Espero aprender mais como jogador e professor, bem como ajudar a legitimar o futebol (americano) no Brasil. Eu gosto de olhar a longo prazo, e na minha opinião, se quisessem, poderia haver aqui ligas onde os jogadores são pagos para jogar. Claro que você tem que tomar pequenos passos de cada vez, mas eu espero ajudar a lançar o Ceará Caçadores e o futebol (americano) no Brasil para essa direção”, finalizou.

A entrada custa R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) e pode ser adquirido na Langraf Iguatemi (em frente ao Extra) e também pela internet no site: https://www.ingresse.com/cearacacadoresxufersapetroleiros