Como funcionam as categorias de base do Ceará e Fortaleza


Saiba como funcionam as categorias de base de futebol do Fortaleza e Ceará

Enquanto “Leãozinho” disputará apenas a Copa São Paulo de Futebol Junior, o “Vovozinho” disputará também a Copa do Nordeste sub-20

Por Rodrigo Cavalcante em Futebol cearense

11 de novembro de 2014 às 15:00

Há 5 anos

Temporada chegando ao fim para os clubes no setor profissional, mas em contrapartida as categorias de base seguem trabalhando firme. O Tribuna do Ceará foi aos dois principais clubes do estado acompanhar a preparação de ambos para os mais importantes torneios de futebol do país em sua categoria.

Ceará

O técnico Juninho Chicchinato tem um curriculum vencedor nos clubes do interior de São Paulo. (Foto: Christian Alekson/Divulgação)

O técnico Juninho Chicchinato tem um curriculum vencedor nos clubes do interior de São Paulo. (Foto: Christian Alekson/Divulgação)

Cristiano Bruno é supervisor de futebol das categorias de base do Ceará. (Foto: Tribuna do Ceará)

Cristiano Bruno é supervisor de futebol das categorias de base do Ceará. (Foto: Tribuna do Ceará)

Para o Alvinegro, o calendário será mais preenchido por conta das disputas da primeira Copa do Nordeste sub-20, que servirá como grande teste para o principal desafio da temporada, a Copa São Paulo de Futebol Júnior, em janeiro.

O certame regional será disputado entre os dias 23 de novembro e 14 de dezembro, em Pernambuco. Para a competição, o grupo de atletas do “Vovozinho” trabalha desde de o início de setembro. A estreia alvinegra está marcada para o dia 23 novembro, contra o Sergipe, no Estádio dos Aflitos. Alvinegro está no grupo A, que ainda tem como integrantes o Náutico, Botafogo-PB e América-PE.

O elenco conta com 35 atletas, mas o Ceará levará somente 20, juntamente com a comissão técnica – composta pelo técnico Juninho Chicchinato, o preparador físico Djalma Neto, o treinador de goleiros Raphael Amersur e o fisiologista André Olímpio.

Para o supervisor de futebol Cristiano Bruno, o grupo possui qualidade e tem tudo para realizar uma boa campanha na competição regional. “Temos um time forte, parte do nosso elenco tem passagens pelo profissional. Nosso objetivo é conquistar o titulo, um clube grande como o Ceará entra em todas essas competições como favorito “, ressaltou o dirigente.

Com o mal momento vivido pela equipe profissional, com a dispensa de 10 jogadores, quatro atletas da base foram promovidos ao time profissional. Após assistir o treinamento da última segunda-feira (3), os zagueiros Rômulo e Victor, e os laterais Caio Vinicius e Arnold foram convocados por PC Gusmão para integrar o grupo que jogará nesta reta final da Série B.

Fortaleza

leão

O grupo realiza treinamento todas os dias, no período da tarde no Pici. (Foto: Tribuna do Ceará)

Jorge Veras é considerado o maior revelador de talentos do futebol cearense. (Foto: Tribuna do Ceará)

Jorge Veras é considerado o maior revelador de talentos do futebol cearense. (Foto: Tribuna do Ceará)

Para o Tricolor, o foco é apenas na Copa São Paulo de Futebol Junior. Por não ter participado da Copa do Nordeste desse ano na categoria profissional, o Fortaleza não participará do certame na categoria de base. Assim como o Ceará, o trabalho vem sendo realizado desde de setembro.

São 32 atletas, mas somente 20 serão selecionados para seguir viagem com a comissão técnica. O técnico é Jorge Veras, seu auxiliar técnico Zé Carlos, o preparador físico é Alysson, o treinador de goleiros Márcio, massagista Caco e o Supervisor Carlos Eduardo.

Para o treinador o grupo está extremamente motivado e consciente das responsabilidades e das dificuldades que serão encontradas na competição nacional. Segundo o treinador, a perda de última hora de quatro jogadores para o profissional foi o motivo principal para rendimento ruim na edição de 2014 da Copinha.

“A base é toda do sub-20 desse ano, perdemos apenas quatro jogadores, mas nos fortalecemos e recompomos com qualidade. Sempre fazemos boas campanhas, essa ano nossa campanha foi muito ruim, mas vale ressaltar que perdemos Max, Romarinho, Walfrido e Edinho para o profissional. Dessa vez temos um elenco forte para não repetir os mesmo erros” , afirmou Jorge.

Sobre a expectativa de descobrir bons jogadores, Jorge explicou que sempre reconheceu grandes valores no futebol cearense e que o grupo que viajará a São Paulo tem tudo para revelar jovens promessas.

“Já revelei Adaílton, que hoje está no Paraná, Bambam que hoje está na Grécia, entre outros atletas que foram positivamente importante em transações, fazendo entrar dinheiro no clube. Vejo bons valores nesse grupo, faremos uma ótima campanha”, ressaltou Veras, considerado o maior revelador de talentos do futebol cearense.

Publicidade

Dê sua opinião

Saiba como funcionam as categorias de base de futebol do Fortaleza e Ceará

Enquanto “Leãozinho” disputará apenas a Copa São Paulo de Futebol Junior, o “Vovozinho” disputará também a Copa do Nordeste sub-20

Por Rodrigo Cavalcante em Futebol cearense

11 de novembro de 2014 às 15:00

Há 5 anos

Temporada chegando ao fim para os clubes no setor profissional, mas em contrapartida as categorias de base seguem trabalhando firme. O Tribuna do Ceará foi aos dois principais clubes do estado acompanhar a preparação de ambos para os mais importantes torneios de futebol do país em sua categoria.

Ceará

O técnico Juninho Chicchinato tem um curriculum vencedor nos clubes do interior de São Paulo. (Foto: Christian Alekson/Divulgação)

O técnico Juninho Chicchinato tem um curriculum vencedor nos clubes do interior de São Paulo. (Foto: Christian Alekson/Divulgação)

Cristiano Bruno é supervisor de futebol das categorias de base do Ceará. (Foto: Tribuna do Ceará)

Cristiano Bruno é supervisor de futebol das categorias de base do Ceará. (Foto: Tribuna do Ceará)

Para o Alvinegro, o calendário será mais preenchido por conta das disputas da primeira Copa do Nordeste sub-20, que servirá como grande teste para o principal desafio da temporada, a Copa São Paulo de Futebol Júnior, em janeiro.

O certame regional será disputado entre os dias 23 de novembro e 14 de dezembro, em Pernambuco. Para a competição, o grupo de atletas do “Vovozinho” trabalha desde de o início de setembro. A estreia alvinegra está marcada para o dia 23 novembro, contra o Sergipe, no Estádio dos Aflitos. Alvinegro está no grupo A, que ainda tem como integrantes o Náutico, Botafogo-PB e América-PE.

O elenco conta com 35 atletas, mas o Ceará levará somente 20, juntamente com a comissão técnica – composta pelo técnico Juninho Chicchinato, o preparador físico Djalma Neto, o treinador de goleiros Raphael Amersur e o fisiologista André Olímpio.

Para o supervisor de futebol Cristiano Bruno, o grupo possui qualidade e tem tudo para realizar uma boa campanha na competição regional. “Temos um time forte, parte do nosso elenco tem passagens pelo profissional. Nosso objetivo é conquistar o titulo, um clube grande como o Ceará entra em todas essas competições como favorito “, ressaltou o dirigente.

Com o mal momento vivido pela equipe profissional, com a dispensa de 10 jogadores, quatro atletas da base foram promovidos ao time profissional. Após assistir o treinamento da última segunda-feira (3), os zagueiros Rômulo e Victor, e os laterais Caio Vinicius e Arnold foram convocados por PC Gusmão para integrar o grupo que jogará nesta reta final da Série B.

Fortaleza

leão

O grupo realiza treinamento todas os dias, no período da tarde no Pici. (Foto: Tribuna do Ceará)

Jorge Veras é considerado o maior revelador de talentos do futebol cearense. (Foto: Tribuna do Ceará)

Jorge Veras é considerado o maior revelador de talentos do futebol cearense. (Foto: Tribuna do Ceará)

Para o Tricolor, o foco é apenas na Copa São Paulo de Futebol Junior. Por não ter participado da Copa do Nordeste desse ano na categoria profissional, o Fortaleza não participará do certame na categoria de base. Assim como o Ceará, o trabalho vem sendo realizado desde de setembro.

São 32 atletas, mas somente 20 serão selecionados para seguir viagem com a comissão técnica. O técnico é Jorge Veras, seu auxiliar técnico Zé Carlos, o preparador físico é Alysson, o treinador de goleiros Márcio, massagista Caco e o Supervisor Carlos Eduardo.

Para o treinador o grupo está extremamente motivado e consciente das responsabilidades e das dificuldades que serão encontradas na competição nacional. Segundo o treinador, a perda de última hora de quatro jogadores para o profissional foi o motivo principal para rendimento ruim na edição de 2014 da Copinha.

“A base é toda do sub-20 desse ano, perdemos apenas quatro jogadores, mas nos fortalecemos e recompomos com qualidade. Sempre fazemos boas campanhas, essa ano nossa campanha foi muito ruim, mas vale ressaltar que perdemos Max, Romarinho, Walfrido e Edinho para o profissional. Dessa vez temos um elenco forte para não repetir os mesmo erros” , afirmou Jorge.

Sobre a expectativa de descobrir bons jogadores, Jorge explicou que sempre reconheceu grandes valores no futebol cearense e que o grupo que viajará a São Paulo tem tudo para revelar jovens promessas.

“Já revelei Adaílton, que hoje está no Paraná, Bambam que hoje está na Grécia, entre outros atletas que foram positivamente importante em transações, fazendo entrar dinheiro no clube. Vejo bons valores nesse grupo, faremos uma ótima campanha”, ressaltou Veras, considerado o maior revelador de talentos do futebol cearense.