TRT condena o Ceará a indenizar jogador que se lesionou em treinamento


TRT condena o Ceará a indenizar jogador que se lesionou em treinamento

O TRT condenou o Ceará a pagar para o zagueiro Thiago Geraldo, que se lesionou em treino no Alvinegro em 2009, a quantia referente a de 25 salários

Por Caio Costa em Ceará

13 de janeiro de 2014 às 15:29

Há 5 anos
Thiago Geraldo esteve no Ceará de 2008 à 2010 Foto: Meio do Campo, assessoria

Thiago Geraldo esteve no Ceará de 2008 à 2010 Foto: Meio do Campo, assessoria

Os desembargadores da terceira turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) condenaram o Ceará Sporting Club a indenizar o jogador Thiago Geraldo Rezende, que teria sido demitido pelo clube após se lesionar em um treinamento no início de 2009.

O zagueiro, contratado pelo Alvinegro em novembro de 2008, tinha contrato com o clube até o final de 2011, mas o vínculo foi interrompido em dezembro de 2010.

Depois de romper o ligamento cruzado anterior do joelho direito Thiago Geraldo Resende, que atualmente está com 23 anos,  passou por quatro intervenções cirúrgicas e após uma perícia médica foi considerado inapto pata voltar a jogar futebol profissionalmente.

Os desembargadores entenderam que a lesão do jogador foi um acidente de trabalho e determinou que ele recebesse 25 meses de salário: 12 referentes à estabilidade provisória e os outros 13 pelo fato de o clube não ter contratado um seguro desportivo.

LEIA MAIS

Além da estabilidade provisória, a zagueiro reivindicava uma indenização por dano moral e material. Entretanto,  a maioria dos desembargadores considerou que, apesar de ter sido comprovada a relação entre o acidente e a atividade profissional, nada foi provado sobre a atitude culposa ou dolosa do clube.

Além disso, o fato do Ceará ter pagando o tratamento cirúrgico e fisioterápico de Thiago também foi considerado pelos magistrados, que decidiriam que o Ceará não poderia ser responsabilizado por danos morais e materiais.

A decisão poderá ser recorrida pelo Ceará.

 

Publicidade

Dê sua opinião

TRT condena o Ceará a indenizar jogador que se lesionou em treinamento

O TRT condenou o Ceará a pagar para o zagueiro Thiago Geraldo, que se lesionou em treino no Alvinegro em 2009, a quantia referente a de 25 salários

Por Caio Costa em Ceará

13 de janeiro de 2014 às 15:29

Há 5 anos
Thiago Geraldo esteve no Ceará de 2008 à 2010 Foto: Meio do Campo, assessoria

Thiago Geraldo esteve no Ceará de 2008 à 2010 Foto: Meio do Campo, assessoria

Os desembargadores da terceira turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) condenaram o Ceará Sporting Club a indenizar o jogador Thiago Geraldo Rezende, que teria sido demitido pelo clube após se lesionar em um treinamento no início de 2009.

O zagueiro, contratado pelo Alvinegro em novembro de 2008, tinha contrato com o clube até o final de 2011, mas o vínculo foi interrompido em dezembro de 2010.

Depois de romper o ligamento cruzado anterior do joelho direito Thiago Geraldo Resende, que atualmente está com 23 anos,  passou por quatro intervenções cirúrgicas e após uma perícia médica foi considerado inapto pata voltar a jogar futebol profissionalmente.

Os desembargadores entenderam que a lesão do jogador foi um acidente de trabalho e determinou que ele recebesse 25 meses de salário: 12 referentes à estabilidade provisória e os outros 13 pelo fato de o clube não ter contratado um seguro desportivo.

LEIA MAIS

Além da estabilidade provisória, a zagueiro reivindicava uma indenização por dano moral e material. Entretanto,  a maioria dos desembargadores considerou que, apesar de ter sido comprovada a relação entre o acidente e a atividade profissional, nada foi provado sobre a atitude culposa ou dolosa do clube.

Além disso, o fato do Ceará ter pagando o tratamento cirúrgico e fisioterápico de Thiago também foi considerado pelos magistrados, que decidiriam que o Ceará não poderia ser responsabilizado por danos morais e materiais.

A decisão poderá ser recorrida pelo Ceará.