Espetáculo homenageia músicos cearenses, como Belchior e Fausto Nilo, em Fortaleza

MADE IN CEARÁ

Espetáculo homenageia músicos cearenses, como Belchior e Fausto Nilo, em Fortaleza

A dupla Edinho Vilas Boas e Angelo Santedicola também gravará um CD na noite

Por Tribuna do Ceará em Música

2 de dezembro de 2016 às 06:30

Há 3 anos
Músicos gravarão um CD para celebrar a noite. (FOTO: divulgação)

Músicos gravarão um CD para celebrar a noite. (FOTO: divulgação)

Depois de várias apresentações com casa cheia e apreciada por dezenas de fãs da música cearense, a dupla Edinho Vilas Boas e Angelo Santedicola promete celebrar e unir nomes consagrados da geração “Pessoal do Ceará“. Com o encerramento da temporada e gravação de CD, os músicos se apresentam nesta sexta-feira (2), no palco principal do Theatro José de Alencar.

Como convidados especiais, estarão Nonato Luiz, considerado o maior violonista da história do estado, Rodger Rogério, compositor cearense, músico e ator, e Cristiano Pinho, guitarrista e produtor musical.

Com o título do show tirado de um trecho da música de Fausto Nilo, os jovens compositores e intérpretes homenagearão os autores cearenses que fizeram parte de suas formações musicais com melodias e poesias que transmitem sentimento e leveza.

A dupla de músicos, amantes da cultura musical do Ceará, se revezará entre piano, voz e violão, para reviver canções compostas por nomes como Belchior, Fagner, Rodger Rogério, Fausto Nilo, Petrúcio Maia, Ednardo, Ricardo Bezerra, Evaldo Gouveia, Calé Alencar e Patativa do Assaré, que muitas vezes foram esquecidas pela grande mídia. 

Além do inexplorado repertório selecionado, um dos grandes momentos do show será a interpretação de sambas de compositores cearenses como Carlinhos Palhano, Humberto Teixeira e Lauro Maia, em alusão ao Dia Nacional do Samba, que cai no mesmo dia do espetáculo. “Queremos mostrar que no Ceará há samba de qualidade, também, e que temos compositores que fazem o samba de raiz com autenticidade e naturalidade”, ressalta Edinho.

Os dois músicos não se alinharam somente no estilo e nos instrumentos, mas no desejo de um show onde os verdadeiros apaixonados pela música da terra da luz possam cultuar a grandeza e singularidades das composições de seus mestres. “A música cearense, como um todo, é marcada por poesia e melodia singulares. É algo que envolve, que toca de verdade o coração da gente”, afirma Angelo.

Previsto pra ser lançado no primeiro semestre de 2017, o CD da dupla será gravado, mas a intenção dos músicos é de rodar o show por outras cidades do Brasil. “Vamos apresentar a outros públicos esta ligação entre o velho e o novo fazer musical, com a missão de levar às novas gerações o que muitas vezes ficou esquecido”, explica Edinho.

No repertório também algumas músicas próprias e as parcerias novíssimas com o compositor gaúcho Raul Maxwell, outro admirador dos compositores cearenses, com as quais já foram finalistas no Festival Nacional da Canção, em Boa Esperança (MG), e no Festival da Meruoca (CE).

Publicidade

Dê sua opinião

MADE IN CEARÁ

Espetáculo homenageia músicos cearenses, como Belchior e Fausto Nilo, em Fortaleza

A dupla Edinho Vilas Boas e Angelo Santedicola também gravará um CD na noite

Por Tribuna do Ceará em Música

2 de dezembro de 2016 às 06:30

Há 3 anos
Músicos gravarão um CD para celebrar a noite. (FOTO: divulgação)

Músicos gravarão um CD para celebrar a noite. (FOTO: divulgação)

Depois de várias apresentações com casa cheia e apreciada por dezenas de fãs da música cearense, a dupla Edinho Vilas Boas e Angelo Santedicola promete celebrar e unir nomes consagrados da geração “Pessoal do Ceará“. Com o encerramento da temporada e gravação de CD, os músicos se apresentam nesta sexta-feira (2), no palco principal do Theatro José de Alencar.

Como convidados especiais, estarão Nonato Luiz, considerado o maior violonista da história do estado, Rodger Rogério, compositor cearense, músico e ator, e Cristiano Pinho, guitarrista e produtor musical.

Com o título do show tirado de um trecho da música de Fausto Nilo, os jovens compositores e intérpretes homenagearão os autores cearenses que fizeram parte de suas formações musicais com melodias e poesias que transmitem sentimento e leveza.

A dupla de músicos, amantes da cultura musical do Ceará, se revezará entre piano, voz e violão, para reviver canções compostas por nomes como Belchior, Fagner, Rodger Rogério, Fausto Nilo, Petrúcio Maia, Ednardo, Ricardo Bezerra, Evaldo Gouveia, Calé Alencar e Patativa do Assaré, que muitas vezes foram esquecidas pela grande mídia. 

Além do inexplorado repertório selecionado, um dos grandes momentos do show será a interpretação de sambas de compositores cearenses como Carlinhos Palhano, Humberto Teixeira e Lauro Maia, em alusão ao Dia Nacional do Samba, que cai no mesmo dia do espetáculo. “Queremos mostrar que no Ceará há samba de qualidade, também, e que temos compositores que fazem o samba de raiz com autenticidade e naturalidade”, ressalta Edinho.

Os dois músicos não se alinharam somente no estilo e nos instrumentos, mas no desejo de um show onde os verdadeiros apaixonados pela música da terra da luz possam cultuar a grandeza e singularidades das composições de seus mestres. “A música cearense, como um todo, é marcada por poesia e melodia singulares. É algo que envolve, que toca de verdade o coração da gente”, afirma Angelo.

Previsto pra ser lançado no primeiro semestre de 2017, o CD da dupla será gravado, mas a intenção dos músicos é de rodar o show por outras cidades do Brasil. “Vamos apresentar a outros públicos esta ligação entre o velho e o novo fazer musical, com a missão de levar às novas gerações o que muitas vezes ficou esquecido”, explica Edinho.

No repertório também algumas músicas próprias e as parcerias novíssimas com o compositor gaúcho Raul Maxwell, outro admirador dos compositores cearenses, com as quais já foram finalistas no Festival Nacional da Canção, em Boa Esperança (MG), e no Festival da Meruoca (CE).