13º Festival Música da Ibiapaba abre inscrições para oficinas e anuncia novidades

CULTURA

13º Festival Música da Ibiapaba abre inscrições para oficinas e anuncia novidades

Além de ganhar o apelido “Mi”, o festival terá curadoria de grandes nomes da música cearense e nacional e discussões sobre inserção no mercado

Por Tribuna do Ceará em Música

25 de junho de 2017 às 07:00

Há 2 anos
Festival Música de Ibiapaba é referência no Estado. (Foto: Divulgação/Festival)

Festival Música de Ibiapaba é referência no Estado. (Foto: Divulgação/Festival)

O Festival Música da Ibiapaba que, em 2017, ganha o apelido de “Mi”, está com inscrições abertas para sua 13ª edição. O evento de formação musical ocorre em Viçosa do Ceará (a 446 km de Fortaleza), de 22 a 29 de julho, e é um dos mais reconhecidos do calendário cultural do Estado.

Entre as propostas do festival, estão a profissionalização dos músicos e a discussão sobre inserção no mercado. Este ano, o “Mi” se aproxima das sonoridades contemporâneas, ganha nova identidade visual, a curadoria de grandes nomes da música cearense e nacional, além de um patrono, o maestro cearense Alberto Nepomuceno.

Os curadores e outros profissionais da música, vindos de diversas partes do país, realizarão cerca de 30 oficinas e workshops durante os oito dias do festival. Com 400 vagas para alunos da rede pública de ensino e 200 destinadas ao público em geral, as inscrições gratuitas seguem até o dia 4 de julho.

O processo deve ser feito pelo site da Secult ou presencialmente na sede da secretaria municipal de educação de Viçosa.

O festival é realizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) e do Instituto Dragão do Mar, em parceria com a Secretaria da Educação.

Viçosa do Ceará é palco do evento. (Foto: Divulgação/Festival)

Viçosa do Ceará é palco do evento. (Foto: Divulgação/Festival)

Inspiração
O maestro cearense Alberto Nepomuceno (1864-1920), um dos mais importantes da história da música nacional, surge como patrono e inspirador do “Mi”. Defensor do diálogo entre as raízes brasileiras e a música erudita, entre a segunda metade do século 19 e começo do século 20, o compositor, pianista e regente foi fundamental para a construção de uma sonoridade que representasse seu povo, sem se distanciar do que havia de melhor no cenário mundial.

Oportunidades
Segundo a coordenadora de artes e diversidade cultural da Secult, Valéria Cordeiro, outro aspecto importante do “Mi” em 2017 é a introdução de discussões voltadas para a experiência e a inserção no mercado.

“Além do talento, de ter uma formação estruturada, como o músico pode entrar no mercado, de que outras formas? Vamos discutir as várias possibilidades de inserção desse músico, trazendo inclusive o diálogo dos mestres da cultura com os profissionais que atuam no mercado e que estarão no festival”, afirma a coordenadora.

Serviço
Festival Música da Ibiapaba (Mi)
Data: 22 a 29 de julho
Local: município de Viçosa do Ceará
Inscrições gratuitas: 20 de junho a 4 de julho pelo site da Secult

Publicidade

Dê sua opinião

CULTURA

13º Festival Música da Ibiapaba abre inscrições para oficinas e anuncia novidades

Além de ganhar o apelido “Mi”, o festival terá curadoria de grandes nomes da música cearense e nacional e discussões sobre inserção no mercado

Por Tribuna do Ceará em Música

25 de junho de 2017 às 07:00

Há 2 anos
Festival Música de Ibiapaba é referência no Estado. (Foto: Divulgação/Festival)

Festival Música de Ibiapaba é referência no Estado. (Foto: Divulgação/Festival)

O Festival Música da Ibiapaba que, em 2017, ganha o apelido de “Mi”, está com inscrições abertas para sua 13ª edição. O evento de formação musical ocorre em Viçosa do Ceará (a 446 km de Fortaleza), de 22 a 29 de julho, e é um dos mais reconhecidos do calendário cultural do Estado.

Entre as propostas do festival, estão a profissionalização dos músicos e a discussão sobre inserção no mercado. Este ano, o “Mi” se aproxima das sonoridades contemporâneas, ganha nova identidade visual, a curadoria de grandes nomes da música cearense e nacional, além de um patrono, o maestro cearense Alberto Nepomuceno.

Os curadores e outros profissionais da música, vindos de diversas partes do país, realizarão cerca de 30 oficinas e workshops durante os oito dias do festival. Com 400 vagas para alunos da rede pública de ensino e 200 destinadas ao público em geral, as inscrições gratuitas seguem até o dia 4 de julho.

O processo deve ser feito pelo site da Secult ou presencialmente na sede da secretaria municipal de educação de Viçosa.

O festival é realizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) e do Instituto Dragão do Mar, em parceria com a Secretaria da Educação.

Viçosa do Ceará é palco do evento. (Foto: Divulgação/Festival)

Viçosa do Ceará é palco do evento. (Foto: Divulgação/Festival)

Inspiração
O maestro cearense Alberto Nepomuceno (1864-1920), um dos mais importantes da história da música nacional, surge como patrono e inspirador do “Mi”. Defensor do diálogo entre as raízes brasileiras e a música erudita, entre a segunda metade do século 19 e começo do século 20, o compositor, pianista e regente foi fundamental para a construção de uma sonoridade que representasse seu povo, sem se distanciar do que havia de melhor no cenário mundial.

Oportunidades
Segundo a coordenadora de artes e diversidade cultural da Secult, Valéria Cordeiro, outro aspecto importante do “Mi” em 2017 é a introdução de discussões voltadas para a experiência e a inserção no mercado.

“Além do talento, de ter uma formação estruturada, como o músico pode entrar no mercado, de que outras formas? Vamos discutir as várias possibilidades de inserção desse músico, trazendo inclusive o diálogo dos mestres da cultura com os profissionais que atuam no mercado e que estarão no festival”, afirma a coordenadora.

Serviço
Festival Música da Ibiapaba (Mi)
Data: 22 a 29 de julho
Local: município de Viçosa do Ceará
Inscrições gratuitas: 20 de junho a 4 de julho pelo site da Secult