Conheça os perfis femininos e veja com qual você mais se identifica

CONCEITOS

Conheça os perfis femininos e veja com qual você mais se identifica

Segundo especialista, os arquétipos são uma ferramenta que ajudam no autoconhecimento

Por Tribuna do Ceará em Mulher

21 de fevereiro de 2017 às 06:10

Há 2 anos
diversas-mulheres

(FOTO: Reprodução)

Você sabia que cada mulher tem um arquétipo específico? Em 1919, o psiquiatra suíço Carl Gustav, criou quatro principais conceitos de perfis femininos, que além da aparência física, se referem também à personalidade delas. Segundo o estudioso, os arquétipos são originados de imagens repetidas progressivamente a partir de uma mesma experiência durante muitas gerações e armazenadas no inconsciente.

Para as mulheres, alguns arquétipos foram inspirados em determinadas regiões do mundo. Segundo a psicóloga e coach Jussara Prado, existem quatro tipos principais: Atlantis, Egípcias, Orientais e Greco Romanas. “Uma mulher pode se identificar em algum momento com um determinado arquétipo, mas não significa que ela é aquilo necessariamente ou que nunca mudará, pelo contrário. Ao longo da vida a mulher assume novos arquétipos, não há uma padronização. Mas o interessante de se estudar isso é para aprofundar o autoconhecimento, reconhecendo os pontos fortes que podem ser utilizados a seu favor, na imagem pessoal, no trabalho e na conquista de um parceiro, por exemplo”, pontua.

Ainda de acordo com Jussara, uma mulher que se conhece, sabe aproveitar melhor o seu potencial. “Quando utiliza estrategicamente suas características mais marcantes, fica muito mais fácil conquistar seu parceiro. Eles detectam facilmente quando a mulher tem amor próprio e é autoconfiante e se sentem atraídos por isso”, comenta.

Confira as características comuns de cada tipo:

Atlantis

Esse arquétipo está ligado à sofisticação, elegância e leveza. Bem articulada, sábia e inteligente, passa segurança para quem está próximo dela. Uma mulher que se identifica com Atlantis sempre está visível e é percebida no meio de muitos. É fina no modo de agir e até no seu vestuário preferindo cores mais leves e roupas mais soltas.

Egípcia

Já a Egípcia tem relação com a imagem de Cleópatra, uma das últimas governantes do Egito antigo, e se caracteriza pela forte personalidade e exuberância. É uma mulher autêntica, forte e atraente, tem fácil dominância sob o sexo masculino e passa a imagem de poder e autoridade. Quem se identifica nessa personalidade também tem preferências por cores mais fortes e acessórios que atraem atenção como colares grandes.

Oriental

O arquétipo Oriental, tem como característica marcante a espiritualidade e o mistério que envolve a mulher. Esse arquétipo é baseado em mulheres do oriente, precisamente nas gueixas – mulheres da tradição japonesa vocacionadas à arte, algumas delas trabalhavam para entretenimento em casas de chá e banquetes. O arquétipo oriental está ligado à perfeição, o minimalismo, o conhecimento, a delicadeza, concentração e coragem.

Greco Romana

Mulheres que se identificam com esse arquétipo são as que aparentam ter menos vaidade. As atletas inconscientemente buscam esse estilo. Como são práticas e muito dinâmicas, tem preferência por deixar pernas e braços à mostra para estarem mais livres para se movimentar. Peças como blusas com mangas cortadas e sandálias tipo gladiador sem salto estão entre suas preferências. Usam menos maquiagem e acessórios. Passam a sensação de coragem e vitória.

Publicidade

Dê sua opinião

CONCEITOS

Conheça os perfis femininos e veja com qual você mais se identifica

Segundo especialista, os arquétipos são uma ferramenta que ajudam no autoconhecimento

Por Tribuna do Ceará em Mulher

21 de fevereiro de 2017 às 06:10

Há 2 anos
diversas-mulheres

(FOTO: Reprodução)

Você sabia que cada mulher tem um arquétipo específico? Em 1919, o psiquiatra suíço Carl Gustav, criou quatro principais conceitos de perfis femininos, que além da aparência física, se referem também à personalidade delas. Segundo o estudioso, os arquétipos são originados de imagens repetidas progressivamente a partir de uma mesma experiência durante muitas gerações e armazenadas no inconsciente.

Para as mulheres, alguns arquétipos foram inspirados em determinadas regiões do mundo. Segundo a psicóloga e coach Jussara Prado, existem quatro tipos principais: Atlantis, Egípcias, Orientais e Greco Romanas. “Uma mulher pode se identificar em algum momento com um determinado arquétipo, mas não significa que ela é aquilo necessariamente ou que nunca mudará, pelo contrário. Ao longo da vida a mulher assume novos arquétipos, não há uma padronização. Mas o interessante de se estudar isso é para aprofundar o autoconhecimento, reconhecendo os pontos fortes que podem ser utilizados a seu favor, na imagem pessoal, no trabalho e na conquista de um parceiro, por exemplo”, pontua.

Ainda de acordo com Jussara, uma mulher que se conhece, sabe aproveitar melhor o seu potencial. “Quando utiliza estrategicamente suas características mais marcantes, fica muito mais fácil conquistar seu parceiro. Eles detectam facilmente quando a mulher tem amor próprio e é autoconfiante e se sentem atraídos por isso”, comenta.

Confira as características comuns de cada tipo:

Atlantis

Esse arquétipo está ligado à sofisticação, elegância e leveza. Bem articulada, sábia e inteligente, passa segurança para quem está próximo dela. Uma mulher que se identifica com Atlantis sempre está visível e é percebida no meio de muitos. É fina no modo de agir e até no seu vestuário preferindo cores mais leves e roupas mais soltas.

Egípcia

Já a Egípcia tem relação com a imagem de Cleópatra, uma das últimas governantes do Egito antigo, e se caracteriza pela forte personalidade e exuberância. É uma mulher autêntica, forte e atraente, tem fácil dominância sob o sexo masculino e passa a imagem de poder e autoridade. Quem se identifica nessa personalidade também tem preferências por cores mais fortes e acessórios que atraem atenção como colares grandes.

Oriental

O arquétipo Oriental, tem como característica marcante a espiritualidade e o mistério que envolve a mulher. Esse arquétipo é baseado em mulheres do oriente, precisamente nas gueixas – mulheres da tradição japonesa vocacionadas à arte, algumas delas trabalhavam para entretenimento em casas de chá e banquetes. O arquétipo oriental está ligado à perfeição, o minimalismo, o conhecimento, a delicadeza, concentração e coragem.

Greco Romana

Mulheres que se identificam com esse arquétipo são as que aparentam ter menos vaidade. As atletas inconscientemente buscam esse estilo. Como são práticas e muito dinâmicas, tem preferência por deixar pernas e braços à mostra para estarem mais livres para se movimentar. Peças como blusas com mangas cortadas e sandálias tipo gladiador sem salto estão entre suas preferências. Usam menos maquiagem e acessórios. Passam a sensação de coragem e vitória.