Miss Brasil revela que é fã de Miss Simpatia e que coroação a permitiu realizar o sonho de ir à Disney


Miss Brasil revela que é fã de Miss Simpatia e que coroação a permitiu realizar o sonho de ir à Disney

Em entrevista exclusiva ao Tribuna do Ceará, a Miss Ceará que conquistou o Brasil revela identificação com filme estrelado por Sandra Bullock

Por Juliana Teófilo em Celebridades

23 de julho de 2015 às 07:00

Há 4 anos
A Miss, de apenas 21 anos, quebrou o jejum de 25 anos sem títulos cearenses no Miss Brasil. (FOTO: Fernanda Moura)

A Miss, de apenas 21 anos, quebrou o jejum de 25 anos sem títulos cearenses no Miss Brasil. (FOTO: Fernanda Moura)

Melissa Gurgel poderia ser descrita em duas palavras: sincera e simpática. O combo sem dúvidas a deixa ainda mais bonita, aos olhos e aos ouvidos. Dona de um carisma indiscutível, a atual Miss Brasil é cearense e mostra porque alcançou o título de mulher mais bonita do país.

Sem papas na língua e sempre com um sorriso no rosto, Melissa revelou sua rotina como Miss Brasil, preferências, manias e falou de religião com exclusividade para o Tribuna do Ceará.

Tribuna do Ceará: Melissa, você já disse em entrevistas que sua mãe sempre gostou de concursos de beleza. Explica um pouco como você entrou nesse mundo.

Melissa Gurgel: Foi um processo bem natural. Por minha mãe gostar muito de concursos de beleza e sempre assistir Miss Brasil e o Miss Universo eu sempre tive contato com esse mundo, mas nunca imaginei que um dia estaria num desses concursos. Mas minha mãe sempre teve uma fé muito grande e sempre afirmou que um dia eu seria Miss Brasil. Onde eu achegava para fotografar, ela falava que eu seria Miss Brasil um dia. Algumas pessoas davam força, outras riam dela, mas a fé dela nunca foi abalada.Acontece que eu conheci algumas pessoas como o Guilhermino Benevides, Ari Sousa, Eduardo Lima, Gláucia Tavares, Mardoque Prado e foram eles que começaram a me preparar para o concurso. Quando eu vi já estava no meio, já estava amando tudo. Então foi algo natural, foi realmente obra de Deus.

TD: Você morou e trabalhou em Miami por um tempo. Conta como foi a experiência de viver e trabalhar em outro país?

MG: Com 17 anos fui para Miami e trabalhei lá por cinco meses como modelo. Foi uma experiência maravilhosa, conviver com outra cultura, com outra língua. Ver como os americanos trabalham, com os hispânicos trabalham. É muito bom a gente sempre crescer em cultura e sabedoria. Além disso, pude aprender um pouco de inglês, um pouco de espanhol também. Pude conhecer algumas pessoas importantes que até hoje tenho contato. Além do material forte que eu fiz lá e que me ajudou bastante quando voltei para o Brasil. Então foi muito bom por essas experiências de troca de cultura que me trouxeram muita maturidade. E quando eu fui para os Estados Unidos para o Miss Universo eu já me sentia em casa, foi ótimo.

TD: Você foi TOP 15 mundial. O que faltou para conquistar o título de Miss Universo?

MG: Na verdade eu não acho que faltou alguma coisa. Acredito que Deus tem um plano para cada pessoa e no meu caso simplesmente não era para ser. Porque quando é para ser, as coisas acontecem de qualquer forma. Eu já tinha morado um tempo em São Paulo, quando trabalhava como modelo e Miami da mesma forma. E o mais incrível é ver como Deus foi perfeito: ele me levou depois para São Paulo como Miss Ceará e para Miami como Miss Brasil. Dois lugares que eu queria voltar e tinha uma fé grande que voltaria. Não ganhei porque não estava no propósito Dele para a minha vida, sei que coisas boas estavam reservadas para mim, como as que já estão acontecendo.

TD: Ser Miss é um trabalho de tempo integral. Conta quais são os principais compromisso de uma Miss Brasil.

MG: Quando você é Miss você tem responsabilidades muito importantes como representar o seu povo e cuidar dele. Não só representei o ceará no Miss Brasil e o Brasil no Miss Universo, mas fui e sou exemplo para o meu povo. Muitas adolescentes me tomam como referência e justamente por isso acho importante estar engajada, mostrar todos os dias que é importante amar a nação, sempre ter fé, acreditar que as coisas vão melhorar, que vão dar certo. Na minha agenda sempre tenho eventos sociais, campanhas publicitárias e trabalhos sociais que faço por amar as causas e quero cuidar do próximo.

TD: Muitas misses são engajadas em causas sociais. Qual causa Melissa Gurgel abraça?

MG: Levanto a bandeira da proteção de crianças e adolescentes contra a exploração sexual. Eu já fazia isso antes de ser Miss e até hoje eu atuo nessa área por gostar muito de crianças e saber o quanto o nosso país e nossa cidade sofrem com esse tipo de exploração. Inclusive agora em 2015 ganhei na câmara municipal de Fortaleza o prêmio de madrinha da proteção da criança e do adolescente. Fiquei muito honrada e feliz.

TD: Você tem algum truque de beleza para contar para a gente?

MG: Acho que a maior beleza de uma pessoa está na alegria. Sabe porque? Porque não adianta você estar ótima fisicamente, com a pele bem cuidada, com o corpo em dia, cabelo brilhando, se você não tiver presença de espírito. Minha dica de beleza é estar alegre sempre. E ser agradecida, porque quando estamos agradecidas não vemos obstáculos e não vemos problemas, só agradecemos por tudo. Então eu sou alegre, vivo minha vida tranquila, simples e mantenho meus pés firmes no chão. Acho que isso faz toda a diferença.

TD: Você comentou algumas vezes que tem algumas manias engraçadas. Fala um pouco sobre eles.

MG: Sou cheia de manias (risos). Já comentei algumas vezes sobre a mania que eu tenho de verificar se a geladeira realmente está fechada sempre que passo em frente. Porque quando eu era criança, eu costumava deixar a geladeira aberta e meu pai sempre me dava bronca. Então aprendi a checar sempre se ela está fechada e acabou virando um hábito. Tenho outra mania que é, se eu giro para a direita, tenho que girar para a esquerda também. Às vezes, quando estou caminhando e tenho que girar, tenho que parar e girar para o outro lado também.

TD: Você segue alguma dieta especial?

MG: Agora eu estou passando por uma reeducação alimentar. Depois da dieta que eu fiz para o concurso, agora estou tentando manter uma dieta regrada, com alimentos naturais, comendo mais fibras, tomando muito líquido. Nada de dietas malucas!

TD: Você costuma ler muito? Qual livro te marcou mais?

MG: Eu gosto muito de ler sim. O meu livro favorito é ‘desafiando gigantes’, inclusive indico para qualquer menina que sonha em ser Miss, é uma ótima fonte de força. Gosto de ler também autores brasileiros, indico o livro ‘Marca de uma lágrima’ do Pedro Bandeira. Acho que qualquer brasileiro tem que conhecer as obras de autores renomados, até para conhecer a história do nosso país. Além disso gosto de ler assuntos que me interessam, como moda.

TD: Você se identifica com algum personagem de filme?

MG: Me identifico com a personagem da Sandra Bullock no filme Miss Simpatia (2000). Não por ser Miss, mas por ela ser atrapalhada e eu também ser super atrapalhada no dia-a-dia. Sou meio avoada e eu acho que ela retrata bem esse meu lado.

TD: Deve ser um orgulho muito grande representar o nosso Estado. Você tem algum lugar preferido no Ceará?

MG: Eu adoro Maracanaú porque foi a cidade que eu representei no Miss Ceará e foi um lugar que sempre me deu muito apoio e muitas oportunidades. Mas também eu adoro praia, então onde tem praia eu estou.

TD: Com a agenda agitada de Miss, você consegue ir à praia?

MG: Geralmente não (risos). Mas às vezes consigo encontrar um tempinho e vou.

TD: Qual foi a viagem mais incrível que você já fez? Porquê?

MG: Bom, Miami não deixa de ser uma viagem extraordinária. Ir a Orlando foi a realização de um sonho de criança, já que eu sempre quis ir à Disney. Mas no Brasil, a viagem que ficou na minha memória foi o Rio de Janeiro, porque eu pude realizar o sonho de conhecer o Cristo Redentor. E Gramado, que é uma cidade encantadora.

TD: Você segue alguma religião?

MG: Eu sou cristã protestante, evangélica. Mas eu não costumo dizer que sigo alguma religião, porque eu sigo a Deus. Religião cada um escolhe e se identifica com a sua. Eu me encontrei na evangélica, mas respeito todas as outras. Acho que a religião é só mais um meio de se chegar até Deus, você escolhe se quer seguir ou não.

TD: Você chegou a dizer em entrevistas que é virgem e que prefere perder a virgindade só quando casar. É uma decisão influenciada pela sua religião?

MG: É uma escolha pessoal, apesar de eu ter feito um pacto na igreja. Eu sei que essa é a atitude correta, se guardar para Deus, para o momento certo. Eu queria dar um corte nesse assunto, as pessoas já falaram muito sobre isso.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15548288″]

Publicidade

Dê sua opinião

Miss Brasil revela que é fã de Miss Simpatia e que coroação a permitiu realizar o sonho de ir à Disney

Em entrevista exclusiva ao Tribuna do Ceará, a Miss Ceará que conquistou o Brasil revela identificação com filme estrelado por Sandra Bullock

Por Juliana Teófilo em Celebridades

23 de julho de 2015 às 07:00

Há 4 anos
A Miss, de apenas 21 anos, quebrou o jejum de 25 anos sem títulos cearenses no Miss Brasil. (FOTO: Fernanda Moura)

A Miss, de apenas 21 anos, quebrou o jejum de 25 anos sem títulos cearenses no Miss Brasil. (FOTO: Fernanda Moura)

Melissa Gurgel poderia ser descrita em duas palavras: sincera e simpática. O combo sem dúvidas a deixa ainda mais bonita, aos olhos e aos ouvidos. Dona de um carisma indiscutível, a atual Miss Brasil é cearense e mostra porque alcançou o título de mulher mais bonita do país.

Sem papas na língua e sempre com um sorriso no rosto, Melissa revelou sua rotina como Miss Brasil, preferências, manias e falou de religião com exclusividade para o Tribuna do Ceará.

Tribuna do Ceará: Melissa, você já disse em entrevistas que sua mãe sempre gostou de concursos de beleza. Explica um pouco como você entrou nesse mundo.

Melissa Gurgel: Foi um processo bem natural. Por minha mãe gostar muito de concursos de beleza e sempre assistir Miss Brasil e o Miss Universo eu sempre tive contato com esse mundo, mas nunca imaginei que um dia estaria num desses concursos. Mas minha mãe sempre teve uma fé muito grande e sempre afirmou que um dia eu seria Miss Brasil. Onde eu achegava para fotografar, ela falava que eu seria Miss Brasil um dia. Algumas pessoas davam força, outras riam dela, mas a fé dela nunca foi abalada.Acontece que eu conheci algumas pessoas como o Guilhermino Benevides, Ari Sousa, Eduardo Lima, Gláucia Tavares, Mardoque Prado e foram eles que começaram a me preparar para o concurso. Quando eu vi já estava no meio, já estava amando tudo. Então foi algo natural, foi realmente obra de Deus.

TD: Você morou e trabalhou em Miami por um tempo. Conta como foi a experiência de viver e trabalhar em outro país?

MG: Com 17 anos fui para Miami e trabalhei lá por cinco meses como modelo. Foi uma experiência maravilhosa, conviver com outra cultura, com outra língua. Ver como os americanos trabalham, com os hispânicos trabalham. É muito bom a gente sempre crescer em cultura e sabedoria. Além disso, pude aprender um pouco de inglês, um pouco de espanhol também. Pude conhecer algumas pessoas importantes que até hoje tenho contato. Além do material forte que eu fiz lá e que me ajudou bastante quando voltei para o Brasil. Então foi muito bom por essas experiências de troca de cultura que me trouxeram muita maturidade. E quando eu fui para os Estados Unidos para o Miss Universo eu já me sentia em casa, foi ótimo.

TD: Você foi TOP 15 mundial. O que faltou para conquistar o título de Miss Universo?

MG: Na verdade eu não acho que faltou alguma coisa. Acredito que Deus tem um plano para cada pessoa e no meu caso simplesmente não era para ser. Porque quando é para ser, as coisas acontecem de qualquer forma. Eu já tinha morado um tempo em São Paulo, quando trabalhava como modelo e Miami da mesma forma. E o mais incrível é ver como Deus foi perfeito: ele me levou depois para São Paulo como Miss Ceará e para Miami como Miss Brasil. Dois lugares que eu queria voltar e tinha uma fé grande que voltaria. Não ganhei porque não estava no propósito Dele para a minha vida, sei que coisas boas estavam reservadas para mim, como as que já estão acontecendo.

TD: Ser Miss é um trabalho de tempo integral. Conta quais são os principais compromisso de uma Miss Brasil.

MG: Quando você é Miss você tem responsabilidades muito importantes como representar o seu povo e cuidar dele. Não só representei o ceará no Miss Brasil e o Brasil no Miss Universo, mas fui e sou exemplo para o meu povo. Muitas adolescentes me tomam como referência e justamente por isso acho importante estar engajada, mostrar todos os dias que é importante amar a nação, sempre ter fé, acreditar que as coisas vão melhorar, que vão dar certo. Na minha agenda sempre tenho eventos sociais, campanhas publicitárias e trabalhos sociais que faço por amar as causas e quero cuidar do próximo.

TD: Muitas misses são engajadas em causas sociais. Qual causa Melissa Gurgel abraça?

MG: Levanto a bandeira da proteção de crianças e adolescentes contra a exploração sexual. Eu já fazia isso antes de ser Miss e até hoje eu atuo nessa área por gostar muito de crianças e saber o quanto o nosso país e nossa cidade sofrem com esse tipo de exploração. Inclusive agora em 2015 ganhei na câmara municipal de Fortaleza o prêmio de madrinha da proteção da criança e do adolescente. Fiquei muito honrada e feliz.

TD: Você tem algum truque de beleza para contar para a gente?

MG: Acho que a maior beleza de uma pessoa está na alegria. Sabe porque? Porque não adianta você estar ótima fisicamente, com a pele bem cuidada, com o corpo em dia, cabelo brilhando, se você não tiver presença de espírito. Minha dica de beleza é estar alegre sempre. E ser agradecida, porque quando estamos agradecidas não vemos obstáculos e não vemos problemas, só agradecemos por tudo. Então eu sou alegre, vivo minha vida tranquila, simples e mantenho meus pés firmes no chão. Acho que isso faz toda a diferença.

TD: Você comentou algumas vezes que tem algumas manias engraçadas. Fala um pouco sobre eles.

MG: Sou cheia de manias (risos). Já comentei algumas vezes sobre a mania que eu tenho de verificar se a geladeira realmente está fechada sempre que passo em frente. Porque quando eu era criança, eu costumava deixar a geladeira aberta e meu pai sempre me dava bronca. Então aprendi a checar sempre se ela está fechada e acabou virando um hábito. Tenho outra mania que é, se eu giro para a direita, tenho que girar para a esquerda também. Às vezes, quando estou caminhando e tenho que girar, tenho que parar e girar para o outro lado também.

TD: Você segue alguma dieta especial?

MG: Agora eu estou passando por uma reeducação alimentar. Depois da dieta que eu fiz para o concurso, agora estou tentando manter uma dieta regrada, com alimentos naturais, comendo mais fibras, tomando muito líquido. Nada de dietas malucas!

TD: Você costuma ler muito? Qual livro te marcou mais?

MG: Eu gosto muito de ler sim. O meu livro favorito é ‘desafiando gigantes’, inclusive indico para qualquer menina que sonha em ser Miss, é uma ótima fonte de força. Gosto de ler também autores brasileiros, indico o livro ‘Marca de uma lágrima’ do Pedro Bandeira. Acho que qualquer brasileiro tem que conhecer as obras de autores renomados, até para conhecer a história do nosso país. Além disso gosto de ler assuntos que me interessam, como moda.

TD: Você se identifica com algum personagem de filme?

MG: Me identifico com a personagem da Sandra Bullock no filme Miss Simpatia (2000). Não por ser Miss, mas por ela ser atrapalhada e eu também ser super atrapalhada no dia-a-dia. Sou meio avoada e eu acho que ela retrata bem esse meu lado.

TD: Deve ser um orgulho muito grande representar o nosso Estado. Você tem algum lugar preferido no Ceará?

MG: Eu adoro Maracanaú porque foi a cidade que eu representei no Miss Ceará e foi um lugar que sempre me deu muito apoio e muitas oportunidades. Mas também eu adoro praia, então onde tem praia eu estou.

TD: Com a agenda agitada de Miss, você consegue ir à praia?

MG: Geralmente não (risos). Mas às vezes consigo encontrar um tempinho e vou.

TD: Qual foi a viagem mais incrível que você já fez? Porquê?

MG: Bom, Miami não deixa de ser uma viagem extraordinária. Ir a Orlando foi a realização de um sonho de criança, já que eu sempre quis ir à Disney. Mas no Brasil, a viagem que ficou na minha memória foi o Rio de Janeiro, porque eu pude realizar o sonho de conhecer o Cristo Redentor. E Gramado, que é uma cidade encantadora.

TD: Você segue alguma religião?

MG: Eu sou cristã protestante, evangélica. Mas eu não costumo dizer que sigo alguma religião, porque eu sigo a Deus. Religião cada um escolhe e se identifica com a sua. Eu me encontrei na evangélica, mas respeito todas as outras. Acho que a religião é só mais um meio de se chegar até Deus, você escolhe se quer seguir ou não.

TD: Você chegou a dizer em entrevistas que é virgem e que prefere perder a virgindade só quando casar. É uma decisão influenciada pela sua religião?

MG: É uma escolha pessoal, apesar de eu ter feito um pacto na igreja. Eu sei que essa é a atitude correta, se guardar para Deus, para o momento certo. Eu queria dar um corte nesse assunto, as pessoas já falaram muito sobre isso.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15548288″]