Corrida na areia fofa acelera o processo de melhoria do resultado


Corrida na areia fofa acelera o processo de melhoria do resultado

A melhoria de performance nas corridas se deve ao treinamento de força na areia

Por Lucas Matos em Bem-Estar

30 de outubro de 2014 às 14:00

Há 5 anos

Na saga de melhorar o desempenho, tanto na questão de tempo, como em termos de força física, o treino na areia é uma boa oportunidade para o fortalecimento muscular e prevenção de lesões. O treinamento em outro tipo de solo vem para a variação de treinos no asfalto. Se a areia acelera o processo ou não, você vai descobrir na 13ª reportagem da série Corra, Fortaleza!, que será publicada entre setembro e dezembro (veja cronograma abaixo).

No aterro da Praia de Iracema, é comum ver diversas assessorias utilizando o mesmo espaço, sempre colocando cones e outros objetos para o melhor treino possível de movimentação e força. Na areia, o objetivo principal é de propriocepção. Segundo Márcio Oliveira, 28, professor de educador física, a intenção é trabalhar o fortalecimento articular e fazer um trabalho preventivo com destaque em tonificação de ligamentos e tendões.

Treinamento na areia serve para fortalecer articulações e evitar lesões (Foto: Moliv/Divulgação)

Treinamento na areia serve para fortalecer articulações e evitar lesões (Foto: Moliv/Divulgação)

Ainda de acordo com Oliveira, caso o atleta queira realizar atividades de velocidade nesse tipo de solo, não é recomendável que se faça, pois o mesmo “segura” o pé do atleta, por conta do atrito. “O treinamento na areia vem para quebrar a monotomia de treinos. E tudo vai depender do planejamento. Aquilo que tem que ser treinado, tem que ser no terreno em que o atleta vai competir”, afirma.

Para o atleta amador, a variação de trabalho na areia é de uma ou duas vezes. Já no caso do atleta profissional, segundo Márcio, pode ocorrer entre duas ou três vezes. Mas não são todas as semanas que o atleta treina em solo diferente.

Calçado ou descalço na areia

De acordo com o educador físico, é “importante que esteja relacionado ao horário”, que, no caso do turno da manhã, compreende no horário de 6h às 7h. É necessário também estar atento a qualidade da areia, para não se lesionar.

O treinamento na areia deve seguir um planejamento (Foto: Moliv/Divulgação)

O treinamento na areia deve seguir um planejamento (Foto: Moliv/Divulgação)

O tênis é indicado para o treinamento na areia, pois o atleta manterá mais estabilidade na altura do tornozelo. “Além do calçado permanecer bem amarrado, o amador tem que utilizar o sapato adequado para o seu tipo de pisada”

No caso de correr descalço, o educador diz que “vai do gosto de cada um”, e que não há diferença no trabalho entre calçado e descalço.

Em caso de lesão

No pós-operatório, é indicado que tenha um trabalho preventivo, que servirá como fortalecimento das estruturas articulares e musculares.

“ACOMPANHE A SÉRIE “CORRA, FORTALEZA!”

19/9 – Saiba 5 benefícios ao praticar a corrida como esporte
23/9 – Vantagens da assessoria esportiva e cuidados
25/9 – Dicas pra quem é iniciante
30/9 – Quais as diferenças entre correr, trotar e caminhar
2/10 – Qual o tênis ideal de acordo com a pisada do corredor
7/10 – Moda running: saiba como se vestir
9/10 – O que comer antes da corrida
14/10 – Como deve ser a hidratação antes, durante e depois das corridas
16/10 – Correr na esteira é a mesma coisa?
21/10 – Guia do alongamento: como deve ser?
23/10 – Av. Beira-Mar, o point dos corredores
28/10 – Esqueça a Beira-Mar: locais para correr mais tranquilo
30/10 – Corrida na areia fofa acelera o resultado?
4/11 – Nunca é tarde pra começar a correr
6/11 – Qual o calendário de corridas em Fortaleza

Beach-Park

Publicidade

Dê sua opinião

Corrida na areia fofa acelera o processo de melhoria do resultado

A melhoria de performance nas corridas se deve ao treinamento de força na areia

Por Lucas Matos em Bem-Estar

30 de outubro de 2014 às 14:00

Há 5 anos

Na saga de melhorar o desempenho, tanto na questão de tempo, como em termos de força física, o treino na areia é uma boa oportunidade para o fortalecimento muscular e prevenção de lesões. O treinamento em outro tipo de solo vem para a variação de treinos no asfalto. Se a areia acelera o processo ou não, você vai descobrir na 13ª reportagem da série Corra, Fortaleza!, que será publicada entre setembro e dezembro (veja cronograma abaixo).

No aterro da Praia de Iracema, é comum ver diversas assessorias utilizando o mesmo espaço, sempre colocando cones e outros objetos para o melhor treino possível de movimentação e força. Na areia, o objetivo principal é de propriocepção. Segundo Márcio Oliveira, 28, professor de educador física, a intenção é trabalhar o fortalecimento articular e fazer um trabalho preventivo com destaque em tonificação de ligamentos e tendões.

Treinamento na areia serve para fortalecer articulações e evitar lesões (Foto: Moliv/Divulgação)

Treinamento na areia serve para fortalecer articulações e evitar lesões (Foto: Moliv/Divulgação)

Ainda de acordo com Oliveira, caso o atleta queira realizar atividades de velocidade nesse tipo de solo, não é recomendável que se faça, pois o mesmo “segura” o pé do atleta, por conta do atrito. “O treinamento na areia vem para quebrar a monotomia de treinos. E tudo vai depender do planejamento. Aquilo que tem que ser treinado, tem que ser no terreno em que o atleta vai competir”, afirma.

Para o atleta amador, a variação de trabalho na areia é de uma ou duas vezes. Já no caso do atleta profissional, segundo Márcio, pode ocorrer entre duas ou três vezes. Mas não são todas as semanas que o atleta treina em solo diferente.

Calçado ou descalço na areia

De acordo com o educador físico, é “importante que esteja relacionado ao horário”, que, no caso do turno da manhã, compreende no horário de 6h às 7h. É necessário também estar atento a qualidade da areia, para não se lesionar.

O treinamento na areia deve seguir um planejamento (Foto: Moliv/Divulgação)

O treinamento na areia deve seguir um planejamento (Foto: Moliv/Divulgação)

O tênis é indicado para o treinamento na areia, pois o atleta manterá mais estabilidade na altura do tornozelo. “Além do calçado permanecer bem amarrado, o amador tem que utilizar o sapato adequado para o seu tipo de pisada”

No caso de correr descalço, o educador diz que “vai do gosto de cada um”, e que não há diferença no trabalho entre calçado e descalço.

Em caso de lesão

No pós-operatório, é indicado que tenha um trabalho preventivo, que servirá como fortalecimento das estruturas articulares e musculares.

“ACOMPANHE A SÉRIE “CORRA, FORTALEZA!”

19/9 – Saiba 5 benefícios ao praticar a corrida como esporte
23/9 – Vantagens da assessoria esportiva e cuidados
25/9 – Dicas pra quem é iniciante
30/9 – Quais as diferenças entre correr, trotar e caminhar
2/10 – Qual o tênis ideal de acordo com a pisada do corredor
7/10 – Moda running: saiba como se vestir
9/10 – O que comer antes da corrida
14/10 – Como deve ser a hidratação antes, durante e depois das corridas
16/10 – Correr na esteira é a mesma coisa?
21/10 – Guia do alongamento: como deve ser?
23/10 – Av. Beira-Mar, o point dos corredores
28/10 – Esqueça a Beira-Mar: locais para correr mais tranquilo
30/10 – Corrida na areia fofa acelera o resultado?
4/11 – Nunca é tarde pra começar a correr
6/11 – Qual o calendário de corridas em Fortaleza

Beach-Park