Maloca inaugura exposição que homenageia o artista Sérvulo Esmeraldo

ORGULHO LOCAL

Maloca Dragão inaugura exposição que homenageia o artista cearense Sérvulo Esmeraldo

A exposição “Sérvulo Esmeraldo, o Artista Homenageado” foi inaugurada nesta quinta-feria (26) durante o festival Maloca Dragão

Por Tribuna do Ceará em Agenda Cultural

29 de abril de 2018 às 07:15

Há 1 ano
OBRA DE SÉRVULO ESMERALDO

A instalação vai homenagear as obras de arte de Sérvulo Esmeraldo (Foto: Secult/Divulgação)

Além de shows, mostras de cinema, espaço gastronômico entre outras atrações, o Festival Maloca Dragão terá espaço para homenagear a vida e a obra do artista visual Sérvulo Esmeraldo (1926-2017). Nascido na cidade de Crato, o cearense tornou-se um dos principais nomes da arte contemporânea do Brasil por conta do seu legado artístico

Por esse motivo, nesta edição do Festival, foi inaugurado a instalação “Sérvulo Esmeraldo, o Artista Homenageado” nesta última quinta-feira (26), no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

“Essa instalação no museu do Dragão será uma imersão no contorno da sua obra, que é pautada, segundo ele dizia, ‘na beleza das coisas simples’. Ela terá como estrela-guia a escultura La Femme Bateau – a sua “Mulher-Barco” -, que, na grande ressaca de 2 de março de 2018, foi arrebatada, arrancada e arrastada para o fundo do mar”, define a curadora, Dodora Guimarães, que foi companheira de Sérvulo e, atualmente, é presidente do Instituto Sérvulo Esmeraldo.

Mas, apesar de ter sido inaugurado nesta edição do Maloca, “Sérvulo Esmeraldo, o Artista Homenageado” irá passar por pouco tempo no Dragão do Mar, pois o MAC-CE irá receber a exposição “A Intenção e o Gesto” no dia 15 de maio. A mostra é de curadoria de Marcus Lontra que reúne obras de mais 11 artistas contemporâneos que dialogam com o trabalho de Esmeraldo. Em cartaz até o mês de julho, “A Intenção e o Gesto” vai trazer obras dos anos 1960 até 2015, incluindo esculturas, relevos e desenhos, objetos em acrílicos e joias, produção pouco conhecida de Sérvulo.

Ao ver as exposições sobre a trajetória do artista no Festival Maloca Dragão, Dodora Guimarães ressalta que a homenagem é justa devido a dedicação de Sérvulo à arte. “É uma justa homenagem à memória dele e para a memória dos jovens artistas, que podem, a partir da obra do Sérvulo, se reconhecerem como propulsores de mudança”, declara.

OBRAS DE SÉRVULO EM FORTALEZA

2013 – Tetraedros, 1989. Aço pintado, 78 x 300 x 75 cm
Jardim Campus Unifor – Fortaleza, CE, Brasil

2012 – Sem título, 1997-2012. Aço corten. Escultura composta de dois elementos paralelos, medindo cada: 224 x 102 x 152 cm
Jardim Campus Unifor

2012 – Sem título, 1997-2012, aço corten. Escultura composta de dois elementos paralelos, medindo cada: 224 x 102 x 152 cm
Jardim Campus Unifor

2007 – Sem Título, relevo mural, borracha vulcanizada sobre muro de cimento e hera, 5,50x 8,80m
Sobrado Dr. José Lourenço

2005 – Monumento ao Dr. Regis Jucá, escultura em aço corten composta de 04 elementos semelhantes, medindo cada cerca de 3,00 m de altura
Hospital do Coração

Foto: Luiz Alves

2002 – Ballet Gráfico, escultura-fonte cinética, composta de três cones em aço inox, o maior 4,00 m de altura
Praça da Sé

1997 – Cones, escultura em aço pintado, 6,50m de altura
Parque de Esculturas, CDL

1992 – Monumento ao Jangadeiro, escultura em aço pintado, 6,00 x 3,00m
Praça do Pescador

1991 – Pirâmides, escultura em aço pintado, 4,00 x 4,50m
Parque do Cocó

1988 – Sem Título, escultura em aço pintado, 9,00 x 0,50m
Centro Empresarial Clóvis Rolim

1987 – Quadrados, escultura em aço pintado, 4,00 x 4,00 x 4,00m
UFC, Campus Universitário do Pici

1986 – Sem Título, relevo em aço pintado, 10,00m
Ed. José Bezerra de Menezes, BICBanco

1983 – Infinito (homenagem a Brancusi), escultura em aço pintado, 6,00 x 0,50 x 0,40m
Praça General Murilo Borges

1981 – Quadrados, escultura em aço pintado, 5,30 x 2,00 x 3,80m
Ed. Raul Barbosa, Justiça Federal

1978 – Sem Título, escultura em aço pintado, 1,33 x 1,10m
Sede do Jornal O Povo

1978 – Escultura-fonte em alumínio fundido, 2,00 x 3,20m
Faculdade de Medicina, UFC

1978 – Sem Título, escultura (pênsil) em aço pintado, 2,40 x 3,16m
Centro Administrativo do Banco do Nordeste do Brasil

1977 – Monumento ao Saneamento Básico de Fortaleza, escultura em aço pintado, 11,20 x 33,90x 1,50m
Praia do Náutico

Publicidade

Dê sua opinião

ORGULHO LOCAL

Maloca Dragão inaugura exposição que homenageia o artista cearense Sérvulo Esmeraldo

A exposição “Sérvulo Esmeraldo, o Artista Homenageado” foi inaugurada nesta quinta-feria (26) durante o festival Maloca Dragão

Por Tribuna do Ceará em Agenda Cultural

29 de abril de 2018 às 07:15

Há 1 ano
OBRA DE SÉRVULO ESMERALDO

A instalação vai homenagear as obras de arte de Sérvulo Esmeraldo (Foto: Secult/Divulgação)

Além de shows, mostras de cinema, espaço gastronômico entre outras atrações, o Festival Maloca Dragão terá espaço para homenagear a vida e a obra do artista visual Sérvulo Esmeraldo (1926-2017). Nascido na cidade de Crato, o cearense tornou-se um dos principais nomes da arte contemporânea do Brasil por conta do seu legado artístico

Por esse motivo, nesta edição do Festival, foi inaugurado a instalação “Sérvulo Esmeraldo, o Artista Homenageado” nesta última quinta-feira (26), no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

“Essa instalação no museu do Dragão será uma imersão no contorno da sua obra, que é pautada, segundo ele dizia, ‘na beleza das coisas simples’. Ela terá como estrela-guia a escultura La Femme Bateau – a sua “Mulher-Barco” -, que, na grande ressaca de 2 de março de 2018, foi arrebatada, arrancada e arrastada para o fundo do mar”, define a curadora, Dodora Guimarães, que foi companheira de Sérvulo e, atualmente, é presidente do Instituto Sérvulo Esmeraldo.

Mas, apesar de ter sido inaugurado nesta edição do Maloca, “Sérvulo Esmeraldo, o Artista Homenageado” irá passar por pouco tempo no Dragão do Mar, pois o MAC-CE irá receber a exposição “A Intenção e o Gesto” no dia 15 de maio. A mostra é de curadoria de Marcus Lontra que reúne obras de mais 11 artistas contemporâneos que dialogam com o trabalho de Esmeraldo. Em cartaz até o mês de julho, “A Intenção e o Gesto” vai trazer obras dos anos 1960 até 2015, incluindo esculturas, relevos e desenhos, objetos em acrílicos e joias, produção pouco conhecida de Sérvulo.

Ao ver as exposições sobre a trajetória do artista no Festival Maloca Dragão, Dodora Guimarães ressalta que a homenagem é justa devido a dedicação de Sérvulo à arte. “É uma justa homenagem à memória dele e para a memória dos jovens artistas, que podem, a partir da obra do Sérvulo, se reconhecerem como propulsores de mudança”, declara.

OBRAS DE SÉRVULO EM FORTALEZA

2013 – Tetraedros, 1989. Aço pintado, 78 x 300 x 75 cm
Jardim Campus Unifor – Fortaleza, CE, Brasil

2012 – Sem título, 1997-2012. Aço corten. Escultura composta de dois elementos paralelos, medindo cada: 224 x 102 x 152 cm
Jardim Campus Unifor

2012 – Sem título, 1997-2012, aço corten. Escultura composta de dois elementos paralelos, medindo cada: 224 x 102 x 152 cm
Jardim Campus Unifor

2007 – Sem Título, relevo mural, borracha vulcanizada sobre muro de cimento e hera, 5,50x 8,80m
Sobrado Dr. José Lourenço

2005 – Monumento ao Dr. Regis Jucá, escultura em aço corten composta de 04 elementos semelhantes, medindo cada cerca de 3,00 m de altura
Hospital do Coração

Foto: Luiz Alves

2002 – Ballet Gráfico, escultura-fonte cinética, composta de três cones em aço inox, o maior 4,00 m de altura
Praça da Sé

1997 – Cones, escultura em aço pintado, 6,50m de altura
Parque de Esculturas, CDL

1992 – Monumento ao Jangadeiro, escultura em aço pintado, 6,00 x 3,00m
Praça do Pescador

1991 – Pirâmides, escultura em aço pintado, 4,00 x 4,50m
Parque do Cocó

1988 – Sem Título, escultura em aço pintado, 9,00 x 0,50m
Centro Empresarial Clóvis Rolim

1987 – Quadrados, escultura em aço pintado, 4,00 x 4,00 x 4,00m
UFC, Campus Universitário do Pici

1986 – Sem Título, relevo em aço pintado, 10,00m
Ed. José Bezerra de Menezes, BICBanco

1983 – Infinito (homenagem a Brancusi), escultura em aço pintado, 6,00 x 0,50 x 0,40m
Praça General Murilo Borges

1981 – Quadrados, escultura em aço pintado, 5,30 x 2,00 x 3,80m
Ed. Raul Barbosa, Justiça Federal

1978 – Sem Título, escultura em aço pintado, 1,33 x 1,10m
Sede do Jornal O Povo

1978 – Escultura-fonte em alumínio fundido, 2,00 x 3,20m
Faculdade de Medicina, UFC

1978 – Sem Título, escultura (pênsil) em aço pintado, 2,40 x 3,16m
Centro Administrativo do Banco do Nordeste do Brasil

1977 – Monumento ao Saneamento Básico de Fortaleza, escultura em aço pintado, 11,20 x 33,90x 1,50m
Praia do Náutico