Publicidade

Le Chef Coxinha

por Ariane Cajazeiras

sable

Bolo meu amor

Por Ariane Cajazeiras em Restaurantes

09 de Fevereiro de 2018

Poucas coisas na vida me atingem mais no coração gastronômico que um bom bolo. Fofinho, recheado ou não, simples ou elaborado, de casa ou da confeitaria: como é bom comer um bolinho, seja no dia a dia seja numa ocasião especial. É o tipo de comidinha que tem que estar sempre na minha rotina: para mim, bolo é conforto, é memória e é amor. Sabendo disso, a Sablé Diamant, doceria que traz um pouquinho dos cafés franceses para Fortaleza, atingiu meu coração em cheio quando me convidou pra comer um bolinho com café e bater um papo com o chef da casa, Felipe Cicconato (@felipecicconato).

Red Velvet com calda de chocolate branco (Foto: Divulgação)

A Sablé tem uma variedade incrível de brigadeiros (como o de jambu com formiga, que você já deve ter ouvido falar), macarons, choux, croissants de chocolate belga, cafés, além de salgados, como a nossa adorada coxinha. Em conversa com os sócios Felipe Eric e Walter Ferlin, soube que a ideia inicial era abrir uma brigaderia. Entre uma fatia de bolo red velvet com calda de chocolate branco e outra, eles me contaram que buscaram se especializar e foram a São Paulo fazer cursos na Escola de Confeiteiros do chef Diego Lozzano, em São Paulo, quando conheceram o Felipe Cicconato, que logo passou de professor para consultor, de consultor para elaborador do cardápio da Sablé e acabou mesmo foi fincando o pé em Fortal city e se tornando o chef oficial da doceria. Chef Felipe cozinha desde os 15 anos, formou-se em gastronomia e descobriu da escola de Lozzano seu talento e paixão pelos doces.

Chef Felipe Cicconato (Foto: Ariane Cajazeiras)

Como já falei, comi esse bolinho vermelho aí da foto acima: o red velvet. À parte, recebi uma caldinha de chocolate branco para jogar por cima da minha fatia. O red velvet é um clássico americano: as receitas têm muitas variações, mas geralmente levam um tiquinho de corante para ficar na cor vermelha (por isso o nome red velvet, que significa veludo vermelho). Esse é feito com cacau 100% para deixar o sabor marcado e a cor mais escura. Para acompanhar, tomei o café Sablé (café espresso, leite vaporizado e ganache de paçoquita com uma nuvem de algodão doce para decorar). Agora me digam: existe algo mais comfort food que um bolinho com café? Algumas variedades de bolos (como o red velvet) estão disponíveis no espaço para pedir a fatia na hora, mas também podem ser encomendados inteiros ( Veludo vermelho: R$12 a fatia e R$80 o inteiro). Outro que faz sucesso é o clássico cenoura e chocolate, que é oferecido de uma maneira bem diferente, como você pode ver na foto (R$12, a fatia). O brigadeiro é de chocolate ao leite. Um clássico das tardes da minha infância, porém bem mais chique, oui!

Cenoura com chocolate é rei (Foto: Divulgação)

Outro carro chefe é o Drip Cake. Um bolo que tem simplesmente 9 camadas de bolo e mais 9 de recheio. Com visual incrível, os drip cakes vivem aparecendo nos meus vídeos sugeridos do instagram (sigam @lechefcoxinha). Esses bolos tem como características serem bem altos (uma fatia serve mais de uma pessoa), muitas vezes coloridos, com uma cobertura lisa cobrindo o bolos e ganache escorrendo no topo (por isso drip, que significa gota, em inglês) e decoração com doces ou frutas na parte de cima. Na versão Sablé, eles geralmente vêm enfeitados com macarons, que são marca registrada da loja. O drip tem sido a escolha de muita gente não só para festas, mas também como presentes em ocasiões especiais. Tem 3 sabores no cardápio: espatulado de chocolate (ganache de chocolate ao leite), espatulado de limão siciliano e baunilha (já quero provar) e o clássico de chocolate amargo. Custam entre R$190 e R$390 e só saem sob encomenda.

Drip Cake de chocolate (Foto: Divulgação)

Vai um bolinho aí? A Sablé Diamant fica na rua Dr. José Lourenço, 1414, Aldeota.
Funcionamento: de segunda a sábado; das 9 horas às 20 horas.
Publicidade

Bolo meu amor

Por Ariane Cajazeiras em Restaurantes

09 de Fevereiro de 2018

Poucas coisas na vida me atingem mais no coração gastronômico que um bom bolo. Fofinho, recheado ou não, simples ou elaborado, de casa ou da confeitaria: como é bom comer um bolinho, seja no dia a dia seja numa ocasião especial. É o tipo de comidinha que tem que estar sempre na minha rotina: para mim, bolo é conforto, é memória e é amor. Sabendo disso, a Sablé Diamant, doceria que traz um pouquinho dos cafés franceses para Fortaleza, atingiu meu coração em cheio quando me convidou pra comer um bolinho com café e bater um papo com o chef da casa, Felipe Cicconato (@felipecicconato).

Red Velvet com calda de chocolate branco (Foto: Divulgação)

A Sablé tem uma variedade incrível de brigadeiros (como o de jambu com formiga, que você já deve ter ouvido falar), macarons, choux, croissants de chocolate belga, cafés, além de salgados, como a nossa adorada coxinha. Em conversa com os sócios Felipe Eric e Walter Ferlin, soube que a ideia inicial era abrir uma brigaderia. Entre uma fatia de bolo red velvet com calda de chocolate branco e outra, eles me contaram que buscaram se especializar e foram a São Paulo fazer cursos na Escola de Confeiteiros do chef Diego Lozzano, em São Paulo, quando conheceram o Felipe Cicconato, que logo passou de professor para consultor, de consultor para elaborador do cardápio da Sablé e acabou mesmo foi fincando o pé em Fortal city e se tornando o chef oficial da doceria. Chef Felipe cozinha desde os 15 anos, formou-se em gastronomia e descobriu da escola de Lozzano seu talento e paixão pelos doces.

Chef Felipe Cicconato (Foto: Ariane Cajazeiras)

Como já falei, comi esse bolinho vermelho aí da foto acima: o red velvet. À parte, recebi uma caldinha de chocolate branco para jogar por cima da minha fatia. O red velvet é um clássico americano: as receitas têm muitas variações, mas geralmente levam um tiquinho de corante para ficar na cor vermelha (por isso o nome red velvet, que significa veludo vermelho). Esse é feito com cacau 100% para deixar o sabor marcado e a cor mais escura. Para acompanhar, tomei o café Sablé (café espresso, leite vaporizado e ganache de paçoquita com uma nuvem de algodão doce para decorar). Agora me digam: existe algo mais comfort food que um bolinho com café? Algumas variedades de bolos (como o red velvet) estão disponíveis no espaço para pedir a fatia na hora, mas também podem ser encomendados inteiros ( Veludo vermelho: R$12 a fatia e R$80 o inteiro). Outro que faz sucesso é o clássico cenoura e chocolate, que é oferecido de uma maneira bem diferente, como você pode ver na foto (R$12, a fatia). O brigadeiro é de chocolate ao leite. Um clássico das tardes da minha infância, porém bem mais chique, oui!

Cenoura com chocolate é rei (Foto: Divulgação)

Outro carro chefe é o Drip Cake. Um bolo que tem simplesmente 9 camadas de bolo e mais 9 de recheio. Com visual incrível, os drip cakes vivem aparecendo nos meus vídeos sugeridos do instagram (sigam @lechefcoxinha). Esses bolos tem como características serem bem altos (uma fatia serve mais de uma pessoa), muitas vezes coloridos, com uma cobertura lisa cobrindo o bolos e ganache escorrendo no topo (por isso drip, que significa gota, em inglês) e decoração com doces ou frutas na parte de cima. Na versão Sablé, eles geralmente vêm enfeitados com macarons, que são marca registrada da loja. O drip tem sido a escolha de muita gente não só para festas, mas também como presentes em ocasiões especiais. Tem 3 sabores no cardápio: espatulado de chocolate (ganache de chocolate ao leite), espatulado de limão siciliano e baunilha (já quero provar) e o clássico de chocolate amargo. Custam entre R$190 e R$390 e só saem sob encomenda.

Drip Cake de chocolate (Foto: Divulgação)

Vai um bolinho aí? A Sablé Diamant fica na rua Dr. José Lourenço, 1414, Aldeota.
Funcionamento: de segunda a sábado; das 9 horas às 20 horas.