Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Recicla Nordeste 2016

Oportunidades de gerar negócios é foco da Recicla Nordeste 2016 que acontece até amanhã (17) em Fortaleza

Por Oswaldo Scaliotti em Sem categoria

16 de junho de 2016

 

IMG-20160616-WA0025

O Brasil é o terceiro país do mundo (após a China e os Estados Unidos) que mais gera lixo. São produzidas, diariamente, cerca de 250 mil toneladas de lixo. Desse material, 30% poderiam ser reaproveitados, mas apenas 3% são destinados atualmente a reciclagem. Segundo estudos realizados pelo SINDIVERDE-CE, somente no estado do Ceará, R$ 200 milhões poderiam ser gerados com o aumento da reciclagem de resíduos produzidos nas empresas e residências, prova de que, além de uma necessidade urgente de maior cuidado com o meio ambiente, a reciclagem é também um investimento lucrativo e cada vez mais promissor. Dessa forma, com o objetivo de potencializar os negócios desse setor, o SINDIVERDE-CE (Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais do Estado do Ceará) realiza a 6ª edição da Recicla Nordeste, Feira da Indústria da Reciclagem e Transformação, um evento que traz produtos e serviços voltados para indústria e comércio de reciclagem e transformação. A feira é promovida pela Dinâmica Eventos, responsável por todo o planejamento e execução do evento, e está sendo realizada entre os dias 15 e 17 de junho, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, das 14 horas às 21 horas. O acesso à feira é gratuito.

Sendo a única feira do setor de reciclagem e transformação da região Nordeste, a Recicla Nordeste reúne empresários, executivos, compradores, gestores ambientais, profissionais autônomos e representantes do poder público e de ONGs de todas as regiões do Brasil, possibilitando a convergência de interesses para o conhecimento de oportunidades de negócios, de lançamentos de tecnologias e tendências de produtos, proporcionando a concretização de parcerias estratégicas e abrindo novas perspectivas de mercado.

“Apesar de já gerar R$ 22 bilhões em negócios, as cadeias produtivas envolvidas com o lixo podem gerar bem mais. O Brasil perde, anualmente, cerca de R$ 8 bilhões com lixo não reaproveitado. Trata-se de um mercado ainda com muito a ser explorado, das mais diversas formas”, justifica o diretor-presidente da Dinâmica Eventos, Sérgio Resende.

Para a edição de 2016, a Recicla Nordeste veio com a temática “Um ciclo de oportunidades para gerar negócios”, explorada tanto na feira quanto no Seminário, que ocorre paralelamente à feira com palestras e oficinas que visam contribuir com o desenvolvimento e crescimento do setor, por meio da preservação do meio ambiente e com o enfoque social.

Além disso, nesta edição, a feira trouxe novidades, como uma premiação no primeiro dia do evento, o Troféu Recicla Nodeste, conferido a três personalidades que fazem a diferença no setor da sustentabilidade no estado do Ceará. Os homenageados e as respectivas categorias foram: o Governador Camilo Santana (homem público), o presidente da Federação das Indústrias do Ceará – FIEC, Beto Studart (entidade) e Roberto Macedo (empresário). Após o reconhecimento, houve uma Conferência de Abertura com o Secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade do Ceará (SEMA), Artur Bruno.

Diversos parceiros de peso estão presentes nesta 6ª edição do evento. Dentre eles: a Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza (SEUMA), expondo produtos de uma das associações apoiadas pela Prefeitura que trabalha com materiais reciclados e promovendo doação de mudas de plantas no evento; e o projeto Limpa Brasil – Let’s do It!, com palestra do seu líder, Tião Santos, e exposição do material recolhido na ação Achados do Mar Fortaleza, realizada no dia 8 de junho, no mar da Praia de Iracema. Outros parceiros que também estão nesta edição da Recicla Nordeste: ADECE, Ambiental Fênix, Associação Caatinga, Ecoletas, Ecomax, FIEC, Formetais, Geoanalysis, Locsul, Lumar, Marquise, Nutec, UFC, R&T Plásticos, Santelisa Embalagens, Sebrae, SEMA, SESI/SENAI, SEMA, SINDIVERDE, Só Lixeiras, Starmach, Sygecom, Ultralimpo, USIR, Trioplast e Villena.

De acordo com Edilaine Muniz, do Limpa Brasil, “a participação na Recicla Nordeste fortifica o que eles acreditam: a necessidade de trabalho compartilhado dos três setores – o público, o privado e a sociedade – em prol do meio ambiente. O Recicla Nordeste aborda exatamente a responsabilidade da sociedade no descarte correto do lixo. E o Limpa Brasil representa esse setor e sua participação no cuidado com meio natural”.

O público estimado do evento nos três dias é 3 mil pessoas. E R$ 5 milhões é o valor esperado para os negócios gerados na 6ª edição do Recicla Nordeste.

 

Confira a programação do Recicla Nordeste 2016:

 

Seminário

 

16/06/2016 – Quinta – Feira

14:00 | Palestrante: Edilma Mendonça e Sérgio Nocrato

Tema: Programas Legais de Saúde e Segurança na Indústria de Reciclagem

Departamento Regional do SESI – CE.

 

15:00 | Palestrante: Robinson dos Santos Konig.

Tema: A informatização de empresas de Reciclagem no Brasil.

Sygecom Informática.

 

16:00 | Palestrante: David Vieira Rocha

Tema: Resíduos Recicláveis da Construção Civil.

USIR Reciclagem.

 

16:30 | Palestrante: David Vieira Rocha.

Tema: A importância do Descarte Correto de Resíduos Eletrônicos.

Ecoletas Ambiental.

 

17:00 | Palestrante: Sérgio Maffioletti

Tema: Gestão Solidária de Resíduos Recicláveis – Cases do Grupo JCPM com Cooperativas no Nordeste

RioMar Fortaleza – Grupo JCPM.

 

17:30 | Palestrante: Maiso Dias.

Tema: A Sustentabilidade como Estratégia Competitiva para as Empresas.

Dialogus Consultoria.

 

18:00 | Palestrante: Secretária Águeda Muniz.

Tema: Avanços e Desafios da Política Nacional de Resíduos Sólidos no Município de Fortaleza.

SEUMA – Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente.

 

19:00 | Palestrante: Ana Karina Paiva Frota.

Tema: A importância das Ações de Promoção Comercial para o Setor de Reciclagem.

CIN – Centro Internacional de Negócios.

 

20:00 | Palestrante: Secretária Maria Dias Cavalcante.

Tema: A Política Estadual de Resíduos Sólidos.

SEMA – Secretaria do Meio Ambiente.

 

| Palestrante: Ari Clecius Alves de Lima.

Tema: Produção de biogás a partir de resíduos sólidos orgânicos.

NUTEC – Núcleo de tecnologia Industrial do Ceará.

 

 

17/06/2016 – Sexta-Feira

14:00 | Palestrante: Fernanda Cortez.

Tema: Pequenos Gestos que Mudam o Mundo.

Menos 1 lixo.

 

15:00/ 16:00 | Palestrante:  Tião Santos.

Tema: Sustentabilidade.

Limpa Brasil.

*Prêmio – Coleta seletiva nas escolas.

 

17:00 | Palestrante: Magda Helena de Araújo Maia.

Tema: Um Modelo de Gestão Municipal de Resíduos com Base na PNRS.

Fortaleza 2040.

 

18:00 |”Reunião de acordo setorial entre Fortaleza 2040, Limpa Brasil e Sindiverde para

educação ambiental , coleta seletiva e aproveitamento de resíduos na cidade de

Fortaleza.”

 

19:00 | Mesa Redonda

Tema: Selo verde – Incentivo fiscal e responsabilidade social

UFC/ SEMA/ NUTEC

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Marquise Ambiental estará representada na Recicla Nordeste 2016

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de junho de 2016

unnamed
A Marquise Ambiental, empresa integrante do Grupo Marquise, estará representada  com um estande na Recicla Nordeste 2016, que ocorre entre os dias 15 a 17 de junho, no Centro de Eventos do Ceará. A feira, que este ano tem como tema “Um ciclo de oportunidades para gerar negócios”, reúne empresários, executivos, compradores, gestores ambientais, profissionais autônomos e representantes do poder público e de ONGs de todas as regiões do Brasil.
No estande da Marquise Ambiental serão apresentados os cases de gestão de aterros sanitários e da Gás Natural Renovável Fortaleza (GNR Fortaleza), unidade inaugurada em abril que vai possibilitar a retirada do gás metano da superfície do Aterro e será a segunda maior do País, com capacidade para a produção de 100.000 m³ de biometano por dia, gerados do Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia (Asmoc).
O evento é realizado pelo Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais do Estado do Ceará (SINDIVERDE–CE), e promovido pela Dinâmica Eventos. 
Sobre a Marquise Ambiental
A Marquise Ambiental está presente em diversas cidades do Brasil e atende a cerca de 13 milhões de habitantes/ano. Em Fortaleza, a empresa atua, junto à Prefeitura, por meio da Ecofor Ambiental, na operação dos Ecopontos, equipamentos para descarte gratuito de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de pneus, óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros, metais, celulares e aparelhos eletroeletrônicos.
Publicidade

Marquise Ambiental estará representada na Recicla Nordeste 2016

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de junho de 2016

unnamed
A Marquise Ambiental, empresa integrante do Grupo Marquise, estará representada  com um estande na Recicla Nordeste 2016, que ocorre entre os dias 15 a 17 de junho, no Centro de Eventos do Ceará. A feira, que este ano tem como tema “Um ciclo de oportunidades para gerar negócios”, reúne empresários, executivos, compradores, gestores ambientais, profissionais autônomos e representantes do poder público e de ONGs de todas as regiões do Brasil.
No estande da Marquise Ambiental serão apresentados os cases de gestão de aterros sanitários e da Gás Natural Renovável Fortaleza (GNR Fortaleza), unidade inaugurada em abril que vai possibilitar a retirada do gás metano da superfície do Aterro e será a segunda maior do País, com capacidade para a produção de 100.000 m³ de biometano por dia, gerados do Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia (Asmoc).
O evento é realizado pelo Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais do Estado do Ceará (SINDIVERDE–CE), e promovido pela Dinâmica Eventos. 
Sobre a Marquise Ambiental
A Marquise Ambiental está presente em diversas cidades do Brasil e atende a cerca de 13 milhões de habitantes/ano. Em Fortaleza, a empresa atua, junto à Prefeitura, por meio da Ecofor Ambiental, na operação dos Ecopontos, equipamentos para descarte gratuito de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de pneus, óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros, metais, celulares e aparelhos eletroeletrônicos.