Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

presidência da Câmara Temática de Logística (CT LOG) da ADECE

Heitor Studart assume Câmara Temática de Logística da Adece

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

27 de setembro de 2016

O presidente do Conselho Temático de Infraestrura da FIEC (Coinfra), Heitor Studart, tomou posse como membro representante da FIEC, na presidência da Câmara Temática de Logística (CT LOG) da ADECE, antes presidida por Marcelo Quinderé. O objetivo da CT LOG é apontar, discutir, equacionar e propor soluções às principais demandas ligados ao sistema de infraestrutura cearense como os transportes rodoferroviário, aeroviário, dentre outros.

A Câmara, órgão colegiado criado pela ADECE, é composta por representantes de 20 entidades privadas, organizações não governamentais e órgãos públicos relacionados com a cadeia produtiva do setor. Além da FIEC, a Petrobras, Cearáportos, Infraero, Departamento Estadual de Rodovias (DER), Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Universidade de Fortaleza (Unifor) e Transnordestina, são alguns dos órgãos que deverão apontar e tentar superar com eficiência os “gargalos” que possam impedir o desenvolvimento sustentável da logística cearense a curto, médio e longo prazo.

Publicidade

Heitor Studart assume Câmara Temática de Logística da Adece

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

27 de setembro de 2016

O presidente do Conselho Temático de Infraestrura da FIEC (Coinfra), Heitor Studart, tomou posse como membro representante da FIEC, na presidência da Câmara Temática de Logística (CT LOG) da ADECE, antes presidida por Marcelo Quinderé. O objetivo da CT LOG é apontar, discutir, equacionar e propor soluções às principais demandas ligados ao sistema de infraestrutura cearense como os transportes rodoferroviário, aeroviário, dentre outros.

A Câmara, órgão colegiado criado pela ADECE, é composta por representantes de 20 entidades privadas, organizações não governamentais e órgãos públicos relacionados com a cadeia produtiva do setor. Além da FIEC, a Petrobras, Cearáportos, Infraero, Departamento Estadual de Rodovias (DER), Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Universidade de Fortaleza (Unifor) e Transnordestina, são alguns dos órgãos que deverão apontar e tentar superar com eficiência os “gargalos” que possam impedir o desenvolvimento sustentável da logística cearense a curto, médio e longo prazo.