Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Natural Leve

Natural Leve estimula consumo de sucos e cria promoção

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

21 de Fevereiro de 2018

Para promover hábitos saudáveis, empresários criam Refil de Suco.

Com o objetivo de incentivar o consumo saudável de alimentos, o Natural Leve inicia uma nova promoção: o Refil de Suco. A partir do consumo de: saladas, sanduíches ou pratos executivos, com valor acima de R$ 17,90, o cliente terá direito a suco grátis por até seis vezes durante o período da campanha. Serão cinco opções de sabores: limão, acerola, melancia, laranja e abacaxi.

Mecânica da promoção: Na compra de qualquer suco + lanche ou refeição, o cliente ganha um Cartão Fidelidade para participar da Campanha Refil de Suco, que pode ser usado até 6 vezes (não necessariamente em dias seguidos), entre o dia 19 de fevereiro de 2018 a 19 de março de 2018. Para aproveitar o Refil, basta pedir os seguintes produtos: saladas, sanduíches ou pratos executivos, acima de R$ 17,90 e escolher o seu suco: limão, laranja, melancia, abacaxi e acerola (300 ml).

Vale lembrar que, para aproveitar a promoção, a consumação precisa acontecer em momentos diferentes, limitando-se a um único copo de suco por refeição. A promoção não é cumulativa. O consumo é individual. Será cobrado 10% em cima do valor total.

Vida saudável: “A cada dia, as pessoas estão mais conscientes da necessidade de manter uma boa alimentação. Nós, do Natural Leve, estamos sempre pensando no que é melhor para os nossos clientes. E a campanha do Refil de Suco é mais uma forma que encontramos para participar da vida saudável das pessoas”, explica Lucas Lima, sócio-diretor do Natural Leve.

Divulgação: Para divulgar a nova promoção, o Natural Leve conta com a parceria da agência Bravo/BBG. A estratégia publicitária exibe o Refil de Suco em Elemídias, outdoor e redes sociais. A ideia da campanha é provocar de forma indireta as famosas redes de Fast Food que estimulam o consumo exagerado do refrigerante, e assim, fazer o consumidor repensar os seus hábitos.

Sobre o Natural Leve: Com 10 anos de mercado, o Natural Leve é pioneiro no conceito de alimentação saudável,  trabalhando para garantir a excelência no serviço, dispondo de uma estrutura diferenciada, higiene impecável e os melhores ingredientes. Reconhecimento esse que já trouxe à casa o Selo Sebrae Fortaleza dentre outras certificações.

Constantemente, o restaurante é indicado pelos jurados da Revista Veja como um dos locais com os melhores sucos e sanduíches de Fortaleza. Aberto para almoço, lanches e jantar, o Natural Leve possui um cardápio diversificado, com mais de 90 combinações de sanduíches naturais, 10 opções de sanduíches de forno, 30 opções de sanduíches tradicionais e 80 tipos de sucos, que vão desde os especiais, energéticos, vitamínicos até os fitoterápicos. Também possui batidas de frutas na tigela, incluindo o delicioso e nutritivo açaí. No almoço, além dos 14 tipos de saladas que estão no cardápio, entre elas as deliciosas Caesar de Frango e a de Carne de Sol Desfiada, há a opção do cliente montar a sua própria salada.

Com todo esse repertório em seu cardápio, o que não falta é variedade para incentivar os consumidores levarem uma vida mais leve, fazendo da alimentação saudável um hábito prazeroso e descontraído, como mostra a campanha Refil de Suco.

Publicidade

Dia da Salada – Movimento faz petição para a data entrar no calendário

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de Março de 2017

Existem datas comemorativas como o Dia da Macarronada, o Dia da Pizza e o Dia do Hambúrguer, por que não existe o dia de algo saudável e nutritivo como a salada? Esse foi o questionamento lançado em um manifesto feito por três empresários cearenses que iniciaram uma campanha para coletar assinaturas para a petição que pretende instituir a data no Calendário Nacional.
O movimento intitulado “Dia da Salada – Apoie esse dia” estabeleceu o dia 02 de março como data a ser comemorada. A escolha por essa data se deve pelo dia em que o Carnaval teve o seu término este ano.
A iniciativa levou em conta uma pesquisa do Ministério da Saúde, realizada em 2014, que revela que o cardápio dos brasileiros ainda tem muita carne gordurosa e pouca salada. Para se ter ideia, segundo as estatísticas, apenas um em cada quatro brasileiros consome a quantidade ideal de frutas e verduras.
De certa forma, isso quer dizer que o brasileiro está comendo melhor, mas ainda está longe do ideal. Apesar dos hábitos ruins estarem diminuindo, somente 24% da população come a quantidade de frutas, verduras e legumes recomendada pela Organização Mundial da Saúde.
Para Lucas Lima, um dos empresários idealizadores do movimento, o Dia da Salada vem para conscientizar a sociedade e, principalmente, os pais com crianças, da importância de incrementar o cardápio diário com frutas, legumes e verduras.
“Muitas pessoas dizem que não comem salada porque é caro, porque dá trabalho, porque não encontram bons insumos. O movimento também vai desmistificar isso no decorrer de sua campanha.”
Para assinar a petição virtual apoiando a criação da data no calendário, o interessado deve acessar o site www.diadasalada.com.br. A campanha se estenderá por todo o ano, e empresas também podem apoiar o movimento associando a sua marca ao Dia da Salada, desde que ofereçam um incentivo para uma vida mais saudável como contrapartida.
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Dia da Salada – Movimento faz petição para a data entrar no calendário

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de Março de 2017

Existem datas comemorativas como o Dia da Macarronada, o Dia da Pizza e o Dia do Hambúrguer, por que não existe o dia de algo saudável e nutritivo como a salada? Esse foi o questionamento lançado em um manifesto feito por três empresários cearenses que iniciaram uma campanha para coletar assinaturas para a petição que pretende instituir a data no Calendário Nacional.
O movimento intitulado “Dia da Salada – Apoie esse dia” estabeleceu o dia 02 de março como data a ser comemorada. A escolha por essa data se deve pelo dia em que o Carnaval teve o seu término este ano.
A iniciativa levou em conta uma pesquisa do Ministério da Saúde, realizada em 2014, que revela que o cardápio dos brasileiros ainda tem muita carne gordurosa e pouca salada. Para se ter ideia, segundo as estatísticas, apenas um em cada quatro brasileiros consome a quantidade ideal de frutas e verduras.
De certa forma, isso quer dizer que o brasileiro está comendo melhor, mas ainda está longe do ideal. Apesar dos hábitos ruins estarem diminuindo, somente 24% da população come a quantidade de frutas, verduras e legumes recomendada pela Organização Mundial da Saúde.
Para Lucas Lima, um dos empresários idealizadores do movimento, o Dia da Salada vem para conscientizar a sociedade e, principalmente, os pais com crianças, da importância de incrementar o cardápio diário com frutas, legumes e verduras.
“Muitas pessoas dizem que não comem salada porque é caro, porque dá trabalho, porque não encontram bons insumos. O movimento também vai desmistificar isso no decorrer de sua campanha.”
Para assinar a petição virtual apoiando a criação da data no calendário, o interessado deve acessar o site www.diadasalada.com.br. A campanha se estenderá por todo o ano, e empresas também podem apoiar o movimento associando a sua marca ao Dia da Salada, desde que ofereçam um incentivo para uma vida mais saudável como contrapartida.
* postado por Oswaldo Scaliotti