Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Clássicos na Lagoa apresenta Coral do IBLF e Camerata de Cordas da UFC

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Abril de 2019

Apoiado pela Enel, o projeto beneficia alunos de licenciatura em música e coral infanto-juvenil

A próxima edição do Clássicos na Lagoa combina a sonoridade dos instrumentos de corda com a harmonia do canto. Dia 12 de abril, às 17 horas, sobem ao palco do projeto Clássicos na Lagoa o coral do Instituto Beatriz e Lauro Fiuza (IBLF) e a Camerata de Cordas da Universidade Federal do Ceará (UFC). Além de um repertório diversificado, os grupos apresentarão músicas do período romântico. O evento, promovido pelo Instituto de Ciências Médicas Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ICM), acontece sempre às sextas-feiras, na Lagoa do Porangabussu.

Formada por 25 integrantes, entre estudantes de graduação da UFC, alunos dos cursos de extensão e profissionais, a Camerata de Cordas foi criada pelas professoras do curso de Licenciatura em Música da UFC, Liu Man Ying e Dora Utermohl de Queiroz, em março de 2016. Professora de violino e viola, Liu Man Ying faz pós-doutorado no Instituto de Artes da UNESP. Dora Utermohl de Queiroz é mestre em música pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e professora de violoncelo.

O Coral Infanto-juvenil do IBLF faz parte dos grupos de referência do programa de música Jacques Klein, que proporciona formação técnica de qualidade para os alunos de bairros com maior vulnerabilidade social, trabalhando desde o desenvolvimento cognitivo na infância até a apreciação musical na adolescência. Formado em 2014, o coral trabalha em seu repertório com música popular e temas folclóricos, fazendo breves inserções na música erudita. Em meio às suas atividades, desempenha trabalhos corporais de forma a contribuir com a música cantada, no intuito de trazer para o público um espetáculo não só musical, mas também visual.

O Clássicos na Lagoa se consolidou como um projeto voltado à formação cultural da comunidade. No seu quarto ano de realização, a iniciativa do ICM tem contribuído com o lazer e a sociabilidade do público. O Instituto está construindo um hospital de alta complexidade na região para atender a população do Estado e contribuir com a formação profissional e o desenvolvimento de pesquisas científicas na área da saúde. O projeto recebe o apoio da Enel.

Publicidade aqui

Clássicos na Lagoa apresenta Coral do IBLF e Camerata de Cordas da UFC

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Abril de 2019

Apoiado pela Enel, o projeto beneficia alunos de licenciatura em música e coral infanto-juvenil

A próxima edição do Clássicos na Lagoa combina a sonoridade dos instrumentos de corda com a harmonia do canto. Dia 12 de abril, às 17 horas, sobem ao palco do projeto Clássicos na Lagoa o coral do Instituto Beatriz e Lauro Fiuza (IBLF) e a Camerata de Cordas da Universidade Federal do Ceará (UFC). Além de um repertório diversificado, os grupos apresentarão músicas do período romântico. O evento, promovido pelo Instituto de Ciências Médicas Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ICM), acontece sempre às sextas-feiras, na Lagoa do Porangabussu.

Formada por 25 integrantes, entre estudantes de graduação da UFC, alunos dos cursos de extensão e profissionais, a Camerata de Cordas foi criada pelas professoras do curso de Licenciatura em Música da UFC, Liu Man Ying e Dora Utermohl de Queiroz, em março de 2016. Professora de violino e viola, Liu Man Ying faz pós-doutorado no Instituto de Artes da UNESP. Dora Utermohl de Queiroz é mestre em música pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e professora de violoncelo.

O Coral Infanto-juvenil do IBLF faz parte dos grupos de referência do programa de música Jacques Klein, que proporciona formação técnica de qualidade para os alunos de bairros com maior vulnerabilidade social, trabalhando desde o desenvolvimento cognitivo na infância até a apreciação musical na adolescência. Formado em 2014, o coral trabalha em seu repertório com música popular e temas folclóricos, fazendo breves inserções na música erudita. Em meio às suas atividades, desempenha trabalhos corporais de forma a contribuir com a música cantada, no intuito de trazer para o público um espetáculo não só musical, mas também visual.

O Clássicos na Lagoa se consolidou como um projeto voltado à formação cultural da comunidade. No seu quarto ano de realização, a iniciativa do ICM tem contribuído com o lazer e a sociabilidade do público. O Instituto está construindo um hospital de alta complexidade na região para atender a população do Estado e contribuir com a formação profissional e o desenvolvimento de pesquisas científicas na área da saúde. O projeto recebe o apoio da Enel.