Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

CNDL e CDL Fortaleza recebem secretários do Governo em Reunião Ordinária

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

03 de Maio de 2016

DSC_9457

Nesta segunda-feira (2), a Reunião Ordinária de Diretoria da CDL Fortaleza contou com dois convidados do Governo do Estado do Ceará: a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Nicolle Barbosa, e o Secretário de Planejamento e Gestão, Hugo Figueiredo. Eles foram recebidos pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza, Severino Ramalho Neto, e pelo Presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Honório Pinheiro. Os secretários levaram à CDL projetos visando mais competitividade e desenvolvimento sustentável para o Estado do Ceará, por meio da parceria do público com o privado. Os dois líderes do varejo presentes mostraram-se bastante abertos às propostas e Honório cobrou maior “destravamento” para aqueles que querem se propor a executar. Segundo ele, a estrutura atual de leis e processos não viabiliza o desenvolvimento, pelo contrário, tem dificultado a atuação da iniciativa privada em prol de melhorias econômicas.

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade aqui

CNDL e CDL Fortaleza recebem secretários do Governo em Reunião Ordinária

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

03 de Maio de 2016

DSC_9457

Nesta segunda-feira (2), a Reunião Ordinária de Diretoria da CDL Fortaleza contou com dois convidados do Governo do Estado do Ceará: a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Nicolle Barbosa, e o Secretário de Planejamento e Gestão, Hugo Figueiredo. Eles foram recebidos pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza, Severino Ramalho Neto, e pelo Presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Honório Pinheiro. Os secretários levaram à CDL projetos visando mais competitividade e desenvolvimento sustentável para o Estado do Ceará, por meio da parceria do público com o privado. Os dois líderes do varejo presentes mostraram-se bastante abertos às propostas e Honório cobrou maior “destravamento” para aqueles que querem se propor a executar. Segundo ele, a estrutura atual de leis e processos não viabiliza o desenvolvimento, pelo contrário, tem dificultado a atuação da iniciativa privada em prol de melhorias econômicas.

  • postado por Oswaldo Scaliotti