Número de atendimentos de queimados no IJF chega a quase 2 mil em 2017

EMERGÊNCIA

Número de atendimentos de queimados no IJF chega a quase 2 mil em 2017

A equipe do Vem que Tem, da TV Jangadeiro, acompanhou alguns casos que chegaram ao hospital

Por TV Jangadeiro em Vem que tem

12 de setembro de 2017 às 15:21

Há 2 meses

Em 2016 foram 3.872 casos (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Queimaduras podem colocar a vida das pessoas em risco. O fogo, água quente e até mesmo choques elétricos podem ser responsáveis por marcas que ficarão para o resto da vida.

No hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, a realidade dos queimados é vista de perto por médicos e enfermeiros. A equipe do Vem que Tem, da TV Jangadeiro, acompanhou alguns casos que chegaram ao hospital.

Segundo o doutor João Ribeiro Neto, chefe do Núcleo de Queimados do IJF, os casos mais frequentes são de crianças, seguido por mulheres que tentaram suicídio e o terceiro homens por choque elétrico. Em 2016, foram 3.872 casos de queimadura. Até junho deste ano, já foram registradas 1.833 ocorrências na emergência do hospital.

O primeiro passo indicado em casos de queimadura é correr para chuveiro e tomar um banho frio para que o corpo troque calor com a água. Esse tipo de ação pode diminuir a profundidade da queimadura.

Veja todos os detalhes no vídeo do Vem que Tem, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

EMERGÊNCIA

Número de atendimentos de queimados no IJF chega a quase 2 mil em 2017

A equipe do Vem que Tem, da TV Jangadeiro, acompanhou alguns casos que chegaram ao hospital

Por TV Jangadeiro em Vem que tem

12 de setembro de 2017 às 15:21

Há 2 meses

Em 2016 foram 3.872 casos (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Queimaduras podem colocar a vida das pessoas em risco. O fogo, água quente e até mesmo choques elétricos podem ser responsáveis por marcas que ficarão para o resto da vida.

No hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, a realidade dos queimados é vista de perto por médicos e enfermeiros. A equipe do Vem que Tem, da TV Jangadeiro, acompanhou alguns casos que chegaram ao hospital.

Segundo o doutor João Ribeiro Neto, chefe do Núcleo de Queimados do IJF, os casos mais frequentes são de crianças, seguido por mulheres que tentaram suicídio e o terceiro homens por choque elétrico. Em 2016, foram 3.872 casos de queimadura. Até junho deste ano, já foram registradas 1.833 ocorrências na emergência do hospital.

O primeiro passo indicado em casos de queimadura é correr para chuveiro e tomar um banho frio para que o corpo troque calor com a água. Esse tipo de ação pode diminuir a profundidade da queimadura.

Veja todos os detalhes no vídeo do Vem que Tem, da TV Jangadeiro/SBT: