Guerra do tráfico deixa feridas abertas em mães que perderam filhos
DOR SEM FIM

Guerra do tráfico deixa feridas abertas em mães que perderam filhos

Semanalmente, jovens são brutalmente assassinados em vários bairros de Fortaleza

Por TV Jangadeiro em Vem que tem

2 de outubro de 2017 às 19:01

Há 3 semanas

Mãe sofre com a morte dos filhos (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O tráfico de drogas já é um dos problemas mais graves que as autoridades de Fortaleza vêm enfrentando. Semanalmente, jovens são brutalmente assassinados em vários bairros da capital.

Para os familiares, resta a dor da perda de um ente querido. Regina Guedes já perdeu dois filhos nessa guerra que nunca terá vencedores.

A mãe reconhece que os filhos escolheram o caminho errado e lamenta que isso já tenha passado duas vezes na sua vida.

As mortes aconteceram em um intervalo de pouco mais de 1 ano. Rafael foi o primeiro. Aos 22 anos, foi executado após invadirem a sua casa. O jovem já possuía passagens pela polícia. A segunda foi Mikaela que, aos 21 anos, perdeu a vida na calçada de um bar, no bairro Serviluz.

Confira mais detalhes na matéria do Vem que Tem, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

DOR SEM FIM

Guerra do tráfico deixa feridas abertas em mães que perderam filhos

Semanalmente, jovens são brutalmente assassinados em vários bairros de Fortaleza

Por TV Jangadeiro em Vem que tem

2 de outubro de 2017 às 19:01

Há 3 semanas

Mãe sofre com a morte dos filhos (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O tráfico de drogas já é um dos problemas mais graves que as autoridades de Fortaleza vêm enfrentando. Semanalmente, jovens são brutalmente assassinados em vários bairros da capital.

Para os familiares, resta a dor da perda de um ente querido. Regina Guedes já perdeu dois filhos nessa guerra que nunca terá vencedores.

A mãe reconhece que os filhos escolheram o caminho errado e lamenta que isso já tenha passado duas vezes na sua vida.

As mortes aconteceram em um intervalo de pouco mais de 1 ano. Rafael foi o primeiro. Aos 22 anos, foi executado após invadirem a sua casa. O jovem já possuía passagens pela polícia. A segunda foi Mikaela que, aos 21 anos, perdeu a vida na calçada de um bar, no bairro Serviluz.

Confira mais detalhes na matéria do Vem que Tem, da TV Jangadeiro/SBT: