Mulher "assadeira" muda realidade financeira com dois empreendimentos
“MULHER ASSADEIRA”

Mulher “assadeira” muda realidade financeira com dois empreendimentos

Pela manhã, ela trabalha com bronzeamento artificial. À noite, vende espetinhos

Por Tribuna do Ceará em Pode Contar

29 de abril de 2017 às 06:20

Há 3 semanas
Bronzeamento artificial pela manhã e espetinho à noite (FOTO: Reprodução Nordestv)

Bronzeamento artificial pela manhã e espetinho à noite (FOTO: Reprodução Nordestv)

Manu é popular, empreendedora e dona de um título pra lá de inusitado: “mulher assadeira”. Pela manhã, ela “assa” gente. À noite, ela assa carne.

O sol é responsável por grande parte do sustento da sua casa. Ela conta que ela e sua sócia estavam passando por problemas financeiros e decidiram trabalhar com bronzeamento artificial. Fizeram um curso e montaram o espaço “Pele Dourada”, que passou a atender cliente todos os dias.

Manu conta que começou a ficar preocupada com o inverno, quando passou mais de 1 mês sem atender clientes pela falta de sol. “Não tinha o que fazer. Aí fui dormir”.

Um certo dia estava dorminho e sonhou com espetinhos e muita gente. Através desse sonho, ela decidiu criar também o espetinho da Manu, que hoje chega a vender mais de 100 espetinhos por dia.

Veja mais detalhes no vídeo do Pode Contar da Nordestv/Band:

 

Veja outros vídeos do Pode Contar.

Publicidade

Dê sua opinião

“MULHER ASSADEIRA”

Mulher “assadeira” muda realidade financeira com dois empreendimentos

Pela manhã, ela trabalha com bronzeamento artificial. À noite, vende espetinhos

Por Tribuna do Ceará em Pode Contar

29 de abril de 2017 às 06:20

Há 3 semanas
Bronzeamento artificial pela manhã e espetinho à noite (FOTO: Reprodução Nordestv)

Bronzeamento artificial pela manhã e espetinho à noite (FOTO: Reprodução Nordestv)

Manu é popular, empreendedora e dona de um título pra lá de inusitado: “mulher assadeira”. Pela manhã, ela “assa” gente. À noite, ela assa carne.

O sol é responsável por grande parte do sustento da sua casa. Ela conta que ela e sua sócia estavam passando por problemas financeiros e decidiram trabalhar com bronzeamento artificial. Fizeram um curso e montaram o espaço “Pele Dourada”, que passou a atender cliente todos os dias.

Manu conta que começou a ficar preocupada com o inverno, quando passou mais de 1 mês sem atender clientes pela falta de sol. “Não tinha o que fazer. Aí fui dormir”.

Um certo dia estava dorminho e sonhou com espetinhos e muita gente. Através desse sonho, ela decidiu criar também o espetinho da Manu, que hoje chega a vender mais de 100 espetinhos por dia.

Veja mais detalhes no vídeo do Pode Contar da Nordestv/Band:

 

Veja outros vídeos do Pode Contar.