Projeto facilita processo de adoção a casais que estão à espera de um filho

ANJOS DA ADOÇÃO

Projeto facilita adoção a casais que estão à espera de um filho

A iniciativa objetiva garantir às gestantes seus direitos e prevenir situações de abandono, maus tratos e negligência às crianças

Por Nordestv em Nordestv Notícias

12 de outubro de 2017 às 07:00

Há 1 mês
Projeto “Anjos da Adoção” facilita o processo (FOTO: Reprodução Nordestv)

Projeto “Anjos da Adoção” facilita o processo (FOTO: Reprodução Nordestv)

São constantes os casos de morte de gestantes por consequência de abortos e também abandono de crianças recém-nascidas. Para evitar esses dois dramas sociais, o Juizado da Infância e Juventude de Fortaleza, com apoio do Ministério Público, criou o projeto “Anjos da Adoção”.

Lançada em maio, a iniciativa objetiva garantir às gestantes seus direitos e prevenir situações de abandono, maus tratos e negligência às crianças.

O processo funciona assim:

1°) A mãe que pretende doar o filho vai até o Juizado da Infância fazer suas declarações;
2°) Essa mãe passa a ser acompanhada por um “Anjo da Adoção”;
3°) Depois do parto, o “Anjo” leva a criança temporariamente para um acolhimento;
4°) A mãe tem um prazo para desistir da doação;
5°) Se não desistir, a criança já será encaminhada ao primeiro lugar da fila do cadastro de adoção.

Veja todos os detalhes no vídeo do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band:

Veja outros vídeos Nordestv Notícias.

Publicidade

Dê sua opinião

ANJOS DA ADOÇÃO

Projeto facilita adoção a casais que estão à espera de um filho

A iniciativa objetiva garantir às gestantes seus direitos e prevenir situações de abandono, maus tratos e negligência às crianças

Por Nordestv em Nordestv Notícias

12 de outubro de 2017 às 07:00

Há 1 mês
Projeto “Anjos da Adoção” facilita o processo (FOTO: Reprodução Nordestv)

Projeto “Anjos da Adoção” facilita o processo (FOTO: Reprodução Nordestv)

São constantes os casos de morte de gestantes por consequência de abortos e também abandono de crianças recém-nascidas. Para evitar esses dois dramas sociais, o Juizado da Infância e Juventude de Fortaleza, com apoio do Ministério Público, criou o projeto “Anjos da Adoção”.

Lançada em maio, a iniciativa objetiva garantir às gestantes seus direitos e prevenir situações de abandono, maus tratos e negligência às crianças.

O processo funciona assim:

1°) A mãe que pretende doar o filho vai até o Juizado da Infância fazer suas declarações;
2°) Essa mãe passa a ser acompanhada por um “Anjo da Adoção”;
3°) Depois do parto, o “Anjo” leva a criança temporariamente para um acolhimento;
4°) A mãe tem um prazo para desistir da doação;
5°) Se não desistir, a criança já será encaminhada ao primeiro lugar da fila do cadastro de adoção.

Veja todos os detalhes no vídeo do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band:

Veja outros vídeos Nordestv Notícias.