Mais de 1.800 pessoas já tiveram prejuízos com o incêndio nos Correios

PROBLEMAS

Mais de 1.800 pessoas já tiveram prejuízos com o incêndio nos Correios

O laudo sobre as causas do incêndio ainda não foi divulgado, e a empresa ainda está realizando o levamento de produtos que foram incendiados no local

Por Nordestv em Nordestv Notícias

6 de Março de 2018 às 15:30

Há 3 meses
Incêndio Correios

Empresa segue tentando reparar os danos (FOTO: Reprodução Nordestv)

Na próxima semana, o incêndio ao prédio do Centro de Triagens dos Correios completa um mês. O laudo sobre as causas do incêndio ainda não foi divulgado, e a empresa ainda está realizando o levamento de produtos que foram incendiados no local.

Até o momento, cerca de 1.800 pessoas que tiveram prejuízos já entraram em contato com a empresa. Depois do incêndio, o Decon recebeu 11 reclamações contra os Correios.

“Nós solicitamos algumas informações aos Correios. Como é que ele está se portando diante desse incêndio, se está prestando informações aos consumidores. Adotamos as medidas cabíveis”, conta Ismael Braz, assessor jurídico do Decon.

Confira mais detalhes na matéria do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band:

Publicidade

Dê sua opinião

PROBLEMAS

Mais de 1.800 pessoas já tiveram prejuízos com o incêndio nos Correios

O laudo sobre as causas do incêndio ainda não foi divulgado, e a empresa ainda está realizando o levamento de produtos que foram incendiados no local

Por Nordestv em Nordestv Notícias

6 de Março de 2018 às 15:30

Há 3 meses
Incêndio Correios

Empresa segue tentando reparar os danos (FOTO: Reprodução Nordestv)

Na próxima semana, o incêndio ao prédio do Centro de Triagens dos Correios completa um mês. O laudo sobre as causas do incêndio ainda não foi divulgado, e a empresa ainda está realizando o levamento de produtos que foram incendiados no local.

Até o momento, cerca de 1.800 pessoas que tiveram prejuízos já entraram em contato com a empresa. Depois do incêndio, o Decon recebeu 11 reclamações contra os Correios.

“Nós solicitamos algumas informações aos Correios. Como é que ele está se portando diante desse incêndio, se está prestando informações aos consumidores. Adotamos as medidas cabíveis”, conta Ismael Braz, assessor jurídico do Decon.

Confira mais detalhes na matéria do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band: