Farmácias têm baixo estoque de produtos no Ceará durante greve

CONSEQUÊNCIAS

Farmácias têm baixo estoque de produtos no Ceará durante greve de caminhoneiros

Se as cargas das distribuidoras não chegam, a população pode ficar sem medicamentos e alimentos

Por TV Jangadeiro em Nordestv Notícias

25 de Maio de 2018 às 18:32

Há 3 meses
Greve dos caminhões pode afetar a reposição de medicamentos  (FOTO: Reprodução Nordestv)

Greve dos caminhões pode afetar a reposição de medicamentos (FOTO: Reprodução Nordestv)

Nas estradas, os caminhões parados já não prejudicam somente o fluxo no trânsito, mas toda uma rede de serviços que depende do transporte terrestre para se manter.

As farmácias, por exemplo, possuem um estoque baixo de produtos e, se as cargas das distribuidoras não chegam, a população pode ficar sem medicamentos.

Devido à paralisação, muitos postos de combustíveis ficaram desabastecidos e, de acordo o sindicato da categoria, caso o bloqueio nas estradas permaneça, todos os postos em Fortaleza podem deixar de funcionar até a noite desta sexta-feira (25).

Outro setor muito impactado com a greve dos caminhoneiros é o alimentício. Os preços de alguns produtos já subiram. Quem sente tudo isso é parte da população que, apesar de concordar com as manifestações, já tem se preocupado com a possível falta de produtos.

Veja mais detalhes no vídeo do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band: 

Veja outros vídeos Nordestv Notícias.

Publicidade

Dê sua opinião

CONSEQUÊNCIAS

Farmácias têm baixo estoque de produtos no Ceará durante greve de caminhoneiros

Se as cargas das distribuidoras não chegam, a população pode ficar sem medicamentos e alimentos

Por TV Jangadeiro em Nordestv Notícias

25 de Maio de 2018 às 18:32

Há 3 meses
Greve dos caminhões pode afetar a reposição de medicamentos  (FOTO: Reprodução Nordestv)

Greve dos caminhões pode afetar a reposição de medicamentos (FOTO: Reprodução Nordestv)

Nas estradas, os caminhões parados já não prejudicam somente o fluxo no trânsito, mas toda uma rede de serviços que depende do transporte terrestre para se manter.

As farmácias, por exemplo, possuem um estoque baixo de produtos e, se as cargas das distribuidoras não chegam, a população pode ficar sem medicamentos.

Devido à paralisação, muitos postos de combustíveis ficaram desabastecidos e, de acordo o sindicato da categoria, caso o bloqueio nas estradas permaneça, todos os postos em Fortaleza podem deixar de funcionar até a noite desta sexta-feira (25).

Outro setor muito impactado com a greve dos caminhoneiros é o alimentício. Os preços de alguns produtos já subiram. Quem sente tudo isso é parte da população que, apesar de concordar com as manifestações, já tem se preocupado com a possível falta de produtos.

Veja mais detalhes no vídeo do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band: 

Veja outros vídeos Nordestv Notícias.