Delegacia da Mulher atende cerca de 50 mulheres por dia vítimas de agressão
TRISTE REALIDADE

Delegacia da Mulher atende cerca de 50 mulheres por dia vítimas de agressão

O relatório mostra que, em sua maioria, os agressores são ex-maridos ou ex-companheiros

Por Nordestv em Nordestv Notícias

9 de fevereiro de 2017 às 17:27

Há 2 meses
Mulheres são vítimas de agressão em Fortaleza (FOTO: Reprodução Nordestv)

Mulheres são vítimas de agressão em Fortaleza (FOTO: Reprodução/Nordestv)

Apesar de toda a luta, a violência contra a mulher ainda é uma realidade. Na Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza, são atendidas cerca de 50 mulheres por dia. Para entender melhor essa problemática, a Defensoria Pública do Estado realizou um estudo e traçou o perfil das vítimas assistidas pelo órgão.

O relatório mostra que a maior parte dos agressores é composta por ex-maridos ou ex-companheiros, e que, em mais de 62% dos casos, esses agressores já vivenciaram situação de violência na infância. A violência vista e sentida acaba sendo repassada e piorando o histórico ciclo de machismo em nossa sociedade.

Mesmo com o trabalho de conscientização, as mulheres continuam com medo de denunciar. De acordo com o levantamento, em média, as mulheres levam de 1 a 5 anos para realizar a denúncia e compartilhar a realidade de sofrimento e violência.

O levantamento da Defensoria aponta ainda que a maioria das vítimas é jovem, com faixa etária de 26 a 35 anos, com Ensino Médio completo,.  Ela possuem trabalho remunerado ou são donas de casas. Veja todos os detalhes no vídeo do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band:

Veja outros vídeos Nordestv Notícias.

Publicidade

Dê sua opinião

TRISTE REALIDADE

Delegacia da Mulher atende cerca de 50 mulheres por dia vítimas de agressão

O relatório mostra que, em sua maioria, os agressores são ex-maridos ou ex-companheiros

Por Nordestv em Nordestv Notícias

9 de fevereiro de 2017 às 17:27

Há 2 meses
Mulheres são vítimas de agressão em Fortaleza (FOTO: Reprodução Nordestv)

Mulheres são vítimas de agressão em Fortaleza (FOTO: Reprodução/Nordestv)

Apesar de toda a luta, a violência contra a mulher ainda é uma realidade. Na Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza, são atendidas cerca de 50 mulheres por dia. Para entender melhor essa problemática, a Defensoria Pública do Estado realizou um estudo e traçou o perfil das vítimas assistidas pelo órgão.

O relatório mostra que a maior parte dos agressores é composta por ex-maridos ou ex-companheiros, e que, em mais de 62% dos casos, esses agressores já vivenciaram situação de violência na infância. A violência vista e sentida acaba sendo repassada e piorando o histórico ciclo de machismo em nossa sociedade.

Mesmo com o trabalho de conscientização, as mulheres continuam com medo de denunciar. De acordo com o levantamento, em média, as mulheres levam de 1 a 5 anos para realizar a denúncia e compartilhar a realidade de sofrimento e violência.

O levantamento da Defensoria aponta ainda que a maioria das vítimas é jovem, com faixa etária de 26 a 35 anos, com Ensino Médio completo,.  Ela possuem trabalho remunerado ou são donas de casas. Veja todos os detalhes no vídeo do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band:

Veja outros vídeos Nordestv Notícias.