Sindicato dos policiais civis denuncia precariedade no atendimento na Delegacia da Mulher

TRANSFERÊNCIA DE LOCAL

Sindicato dos policiais civis denuncia precariedade no atendimento na Delegacia da Mulher

A Polícia Civil informou que a delegacia será transferida para a Casa da Mulher Brasileira

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

9 de novembro de 2017 às 16:44

Há 1 mês
Sindicato dos Policiais Civis denunciou precariedade no atual local onde a Delegacia da Mulher funciona (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Sindicato dos Policiais Civis denunciou precariedade no atual local onde a Delegacia da Mulher funciona (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O Ceará é um dos estados brasileiros com o menor número de delegacias de defesa da mulher. Em Fortaleza, por exemplo, existe apenas uma unidade.

Um documento lançado como plano de governo de Camilo Santana determinava a transferência imediata da delegacia para outro local, mas até agora nenhuma mudança aconteceu.

Em uma casa antiga, no centro de Fortaleza, funciona a Delegacia de Defesa da Mulher. A equipe de reportagem do Jornal Jangadeiro não teve acesso ao interior da unidade, mas nas imagens gravadas pelo sindicato que representa os policiais civis do Ceará dá para ver que o espaço de atendimento é pequeno.

A sala de registro de Boletins de Ocorrência não oferece privacidade para as vítimas. A acessibilidade também não existe. Os banheiros são inadequados. Durante a reportagem, nenhuma mulher aceitou gravar entrevista.

A Delegacia de Defesa da Mulher deveria ser transferida para um prédio com melhores condições de atendimento. Quem disse isso foi o próprio governador Camilo Santana no documento Os 7 Cearás.

Em nota, a Polícia Civil afirma que a Delegacia da Mulher está em fase da mudança. A unidade vai para a Casa da Mulher Brasileira, que fica no bairro Couto Fernandes. A obra da Casa da Mulher está pronta e deve ser entregue ainda em 2017.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

TRANSFERÊNCIA DE LOCAL

Sindicato dos policiais civis denuncia precariedade no atendimento na Delegacia da Mulher

A Polícia Civil informou que a delegacia será transferida para a Casa da Mulher Brasileira

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

9 de novembro de 2017 às 16:44

Há 1 mês
Sindicato dos Policiais Civis denunciou precariedade no atual local onde a Delegacia da Mulher funciona (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Sindicato dos Policiais Civis denunciou precariedade no atual local onde a Delegacia da Mulher funciona (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O Ceará é um dos estados brasileiros com o menor número de delegacias de defesa da mulher. Em Fortaleza, por exemplo, existe apenas uma unidade.

Um documento lançado como plano de governo de Camilo Santana determinava a transferência imediata da delegacia para outro local, mas até agora nenhuma mudança aconteceu.

Em uma casa antiga, no centro de Fortaleza, funciona a Delegacia de Defesa da Mulher. A equipe de reportagem do Jornal Jangadeiro não teve acesso ao interior da unidade, mas nas imagens gravadas pelo sindicato que representa os policiais civis do Ceará dá para ver que o espaço de atendimento é pequeno.

A sala de registro de Boletins de Ocorrência não oferece privacidade para as vítimas. A acessibilidade também não existe. Os banheiros são inadequados. Durante a reportagem, nenhuma mulher aceitou gravar entrevista.

A Delegacia de Defesa da Mulher deveria ser transferida para um prédio com melhores condições de atendimento. Quem disse isso foi o próprio governador Camilo Santana no documento Os 7 Cearás.

Em nota, a Polícia Civil afirma que a Delegacia da Mulher está em fase da mudança. A unidade vai para a Casa da Mulher Brasileira, que fica no bairro Couto Fernandes. A obra da Casa da Mulher está pronta e deve ser entregue ainda em 2017.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.