Saldo positivo de empregos no Ceará não retrata a realidade de Fortaleza

DÉFICIT

Saldo positivo de empregos no Ceará não retrata a realidade de Fortaleza

O número positivo aconteceu devido a um fato isolado em Quixeramobim, no Sertão Central. Em janeiro, Fortaleza teve o 4º pior resultado do Brasil

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

6 de Março de 2018 às 17:00

Há 9 meses
Empregos Ceará

Ceará ainda sofre com o desemprego (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O Ceará teve saldo positivo de empregos em janeiro de 2018, mas isso não representa a realidade do estado. Isso porque um município do interior teve um bom destaque. O que não representa a realidade de Fortaleza e do restante das cidades da região.

O número positivo aconteceu por causa de um fato isolado no município de Quixeramobim, no Sertão Central. A cidade registrou mais de quatro mil contratações em janeiro, a grande maioria na indústria calçadista. Apenas porque os trabalhadores tiveram o vínculo empregatício alterado, passando do regime de cooperativa para a carteira assinada.

No restante do estado, principalmente em Fortaleza, o saldo foi negativo. Em janeiro, mais de 18 mil pessoas foram contratadas em Fortaleza e outras 20 mil foram demitidas, o que totalizou 2 mil vagas de empregos fechadas. Foi o quarto pior resultado entre os municípios do Brasil nesse período.

Confira mais detalhes na matéria do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

DÉFICIT

Saldo positivo de empregos no Ceará não retrata a realidade de Fortaleza

O número positivo aconteceu devido a um fato isolado em Quixeramobim, no Sertão Central. Em janeiro, Fortaleza teve o 4º pior resultado do Brasil

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

6 de Março de 2018 às 17:00

Há 9 meses
Empregos Ceará

Ceará ainda sofre com o desemprego (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O Ceará teve saldo positivo de empregos em janeiro de 2018, mas isso não representa a realidade do estado. Isso porque um município do interior teve um bom destaque. O que não representa a realidade de Fortaleza e do restante das cidades da região.

O número positivo aconteceu por causa de um fato isolado no município de Quixeramobim, no Sertão Central. A cidade registrou mais de quatro mil contratações em janeiro, a grande maioria na indústria calçadista. Apenas porque os trabalhadores tiveram o vínculo empregatício alterado, passando do regime de cooperativa para a carteira assinada.

No restante do estado, principalmente em Fortaleza, o saldo foi negativo. Em janeiro, mais de 18 mil pessoas foram contratadas em Fortaleza e outras 20 mil foram demitidas, o que totalizou 2 mil vagas de empregos fechadas. Foi o quarto pior resultado entre os municípios do Brasil nesse período.

Confira mais detalhes na matéria do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: